Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/5666
Tipo: Dissertação
Título: Cana-de-açúcar in natura ou armazenada, corrigida com uréia na alimentação de bovinos leiteiros em crescimento
Título(s) alternativo(s): Sugar cane fresh or stored corrected with urea, for feeding dairy cattle in growth
Autor(es): Vidaurre, Monique Bareli
Primeiro Orientador: Campos, José Maurício de Souza
Primeiro coorientador: Valadares Filho, Sebastião de Campos
Segundo coorientador: Detmann, Edenio
Primeiro avaliador: Lana, Rogério de Paula
Segundo avaliador: Oliveira, André Soares de
Abstract: Avaliou-se o efeito de diferentes níveis de uréia na cana-de-açúcar (cana) (0,0; 0,6 e 1,2% na base da matéria natural) e dois tempos de armazenamento da cana ( 0 ou 24 horas) sobre o consumo, digestibilidade da dieta e desempenho produtivo em bovinos em crescimento. Além disso, objetivou-se comparar a digestibilidade obtida no 2° período experimental (29 ao 56°) comparado com o valor médio obtido nos 1°+2°+3° períodos experimentais a fim de verificar se os dados obtidos apenas com o 2° período representam os dados obtidos nos três períodos e verificar se pode haver uma relação entre o consumo de concentrado estimado pela oferta e o consumo de concentrado estimado pelo fornecimento de dióxido de titânio. Utilizou-se 24 bovinos, sendo 12 machos e 12 fêmeas, da raça Holandesa malhada de preto, puros e mestiços, com peso médio inicial de 221,5 kg, mantidos em baias individuais, distribuídos em delineamento em blocos casualizados (sexo) em esquema fatorial 3x2. As dietas foram inicialmente formuladas para serem isonitrogenadas contendo 14% de proteína bruta, base da matéria seca. Foram fornecidos 3,0 kg de concentrado por animal por dia incorporado à cana a qual foi oferecida à vontade, permitindo-se sobras de até 10% da matéria seca. A cana utilizada apresentou 21,7o Brix. A duração do experimento foi de 105 dias, divididos em três períodos com 28 dias cada, após 21 dias iniciais de adaptação Não houve efeito de interação entre os níveis de uréia na cana e o tempo de armazenamento. Houve aumento linear (P<0,05) no consumo de matéria seca e consequentemente dos demais componentes da dieta com o aumento nos níveis de uréia, bem como na concentração de nitrogênio uréico no plasma e diminuição (P<0,05) no consumo com o tempo de armazenamento. Houve redução linear (P<0,05) na digestibilidade dos componentes avaliados (exceto PB, e EE) com o aumento nos níveis de uréia na cana, mas não houve efeito do tempo de armazenamento na digestibilidade. Não houve diferença entre a digestibilidade obtida no segundo período, comparada com a digestibilidade média do primeiro, segundo e terceiro períodos. Não houve diferença no ganho de peso, altura da cernelha e garupa, largura do peito e largura da garupa, tanto para os níveis da mistura uréia, quanto para as formas de fornecimento da cana. O uso de cana armazenada por 24 horas após ser desintegrada, pode ser utilizada para o consumo de bovinos em crescimento. Para cana com 21,7 graus Brix, a sua correção protéica pode ser feita utilizando-se até 1,2% da mistura uréia mais sulfato de amônio (9:1), na matéria natural, sem prejudicar o ganho de peso dos animais, podendo contribuir para utilizar economicamente a produção animal. Para bovinos em crescimento a digestibilidade pode ser medida apenas no segundo período, representando os demais períodos do experimento.
Appraised the effect of different levels of urea at the sugar cane (0,0; 0,6 e 1,2% as is bases) and two times of storage of the sugar cane (0 ou 24 horas) over the consumption, digestibility of the diet and the productive performance on the growing cattle. Beside that, searched compare the digestibility obtained at the second experimental period (29 to 56º) compared with the average value obtained at the 1º+2º+3º experimental periods, to discover if the data obtained just with the 2º period represents the data obtained with the three periods and if it is possible to have a relation with the consumption of concentrate estimated by the offer and the consumption of concentrate estimated by the supply of dioxide of titanium. Twenty four purebred and crossbred Holstein male and female animals were used in this trial, with medium initial body weight of 221,5kg, housed in individual pens, allotted into a 2 x 3 factorial (sex) arrangement in a randomized block design. Diets were isonitrogenous, with 14% crude protein, based on dry matter (DM). Were supplied 3,0kg of concentrate per animal each day, which was supplied at will, allowing surpluses until 10% of dry matter. The sugar cane presented 21,7º Brix. The duration of the experiment was of 105 days, divided in three periods with 28 days each, after 21 days of adaptation. It did not has an interaction with the levels of urea on the sugar cane and the time of storage. It had a linear augment (P<0,05) on the consumption of dry matter and, therefore, of the other components of the diet with the raising of the urea levels, as well as on the concentration of Plasma urea nirogen and decrease (P<0,05) at the consumption with the storage time. It had a linear reduction (P<0,05) on the digestibility of the evaluated components (except PB and EE) with the raising of the levels of urea on the sugar cane, but it did not has the effect of the storage time at the digestibility. It did not has difference between the digestibility obtained at the second period, compared with the medium digestibility of the first, second and third periods. No difference was detected (P<0.05) among the treatments on average daily gain, shoulder height, hip height, chest width and hip width. The use of stored sugar cane for 24 hours, can be utilized for the consumption of growing cattle. For sugar-cane with Brix grade of 21,7, it s possible to correct its protein content using until 1.2% of the urea :ammonium sulfate mixture, is bases, without jeopardizing the animal s average daily gain, which may contribute economically to the animal production. To growing cattle, the digestibility can be measure just on the second period, representing the other experiment periods.
Palavras-chave: Alimentação de fêmeas leiteiras
Desempenho de fêmeas leiteiras
Feeding female animals dairy
Performance of dairy female animals
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::ZOOTECNIA::NUTRICAO E ALIMENTACAO ANIMAL
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Genética e Melhoramento de Animais Domésticos; Nutrição e Alimentação Animal; Pastagens e Forragicul
Programa: Mestrado em Zootecnia
Citação: VIDAURRE, Monique Bareli. Sugar cane fresh or stored corrected with urea, for feeding dairy cattle in growth. 2009. 58 f. Dissertação (Mestrado em Genética e Melhoramento de Animais Domésticos; Nutrição e Alimentação Animal; Pastagens e Forragicul) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2009.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/5666
Data do documento: 31-Jul-2009
Aparece nas coleções:Zootecnia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf1,19 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.