Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/5669
Tipo: Dissertação
Título: Estimação de parâmetros genéticos de uma população F2 de suínos
Título(s) alternativo(s): Estimation of genetic parameters of a F2 population of swine
Autor(es): Mendonça, Patrícia Tristão
Primeiro Orientador: Lopes, Paulo Sávio
Primeiro coorientador: Torres, Robledo de Almeida
Segundo coorientador: Guimarães, Simone Eliza Facioni
Primeiro avaliador: Euclydes, Ricardo Frederico
Segundo avaliador: Carneiro, Antônio Policarpo Souza
Terceiro avaliador: Silva, Fabyano Fonseca e
Abstract: Registros referentes a aproximadamente 620 animais de uma população F2 de suínos foram utilizados para estimar parâmetros genéticos pelo método da máxima verossimilhança restrita (REML). Foram consideradas as seguintes características de desempenho, carcaça e qualidade da carne: pesos ao nascer (PN); aos 21 (P21); aos 42 (P42); aos 63 (P63) e aos 77 dias de idade (P77); ganho de peso médio diário (GPD) dos 77 aos 105 dias de idade, consumo de ração (CR) dos 77 aos 105 dias de idade e conversão alimentar (CA) dos 77 aos 105 dias de idade; idade ao abate (IDA); peso de abate (PA); rendimento de carcaça com pés e cabeça (RCARC); comprimento de carcaça pelo Método Brasileiro de Classificação de Carcaça (MBCC); comprimento de carcaça pelo Método Americano (MLC); maior espessura de toucinho na região da copa, na linha dorso-lombar (SH); espessura de toucinho imediatamente após a última costela, na linha dorso-lombar (UC); espessura de toucinho entre a última e a penúltima vértebra lombar, na linha dorso-lombar (UL); menor espessura de toucinho na região acima da última vértebra lombar, na linha dorso lombar (LL); espessura de toucinho medida imediatamente após a última costela, a 6,5 cm da linha dorso-lombar (P2); área de olho de lombo (AOL); profundidade de lombo (PROFLOMB); espessura do bacon (EBACON); peso da banda direita resfriada (PBDIRres); peso do pernil (PP); peso do pernil sem pele e sem gordura (PPL); peso da copa (PCOPA); peso da copa sem pele e sem gordura (PCOPAL); peso da paleta (PPA); peso da paleta sem pele e sem gordura (PPAL); peso do carré (PC); peso do lombo (PL); peso do bacon (PB); peso das costelas (PCOS); peso da papada (PAPADA); peso do filezinho (PF) e peso da banha rama (PBR); pH medido aos 45 minutos e 24 horas postmortem (pH45, pH24, respectivamente); maciez objetiva (MACIEZ); gordura intramuscular (GORINT); perda por gotejamento (GOTEJ); perda por cozimento (COZ); perda de peso total (PTOT); luminosidade (L); índice de vermelho (A); índice de amarelo (B), índice de saturação (C) e tonalidade (H). As herdabilidades para as características de desempenho (0,18 a 0,86) e carcaça (0,10 a 0,51) foram em sua maioria de moderadas a altas, indicando variabilidade genética de média a alta para estas características. As herdabilidades para as características de qualidade da carne foram de baixa a média (0,14 a 0,39) indicando menor variabilidade genética para estas características. Foi observada correlação genética entre CA (dos 77 aos 105 dias de idade) e o GPD (dos 77 aos 105 dias de idade) de -0,91 indicando que estas características possuem genes em comum com efeito significativo atuando sobre elas. Foram observadas correlações genéticas do CR e as características GPD, PA, IDA e CA de 0,74, 0,54, -0,44 e -0,39, respectivamente, sugerindo que um mesmo gene ou grupo gênico podem estar afetando essas características. As características de capacidade de retenção de água: GOTEJ, COZ e PTOT possuem, em sua maioria, altas correlações genéticas com as características de cor: A, B, L e C. Obtiveram-se correlações genéticas negativas de média a alta magnitude, da maciez com as características de cor e capacidade de retenção de água. Observaram-se em sua maioria, correlações negativas entre o pH24 e pH45 e as características relacionadas com a capacidade de retenção de água e cor da carne. O rendimento de carcaça apresentou médias correlações genéticas positivas com a maioria das espessuras de toucinho e correlações genéticas negativas com a maioria das características de corte. A alta correlação genética entre os cortes mais nobres da carcaça, pernil e lombo sugere que um mesmo gene ou grupo gênico pode estar afetando essas características. As correlações genéticas de média a alta magnitude verificadas entre as diversas características estudadas indicam que estas possuem genes em comum, que atuam sobre elas, e que a identificação de um QTL em uma destas características indicaria que este poderia influenciar a outra.
Approximately 620 animal records of a F2 population of swine were used to estimate genetic parameters by the method of Restricted Maximum Likelihood (REML). The following traits of performance, carcass and meat quality were considered: Birth weight (PN); weight respectively at 21(P21), 42 (P42), 63 (P63), 77 (P77) and 105 days of age (P105); average daily gain from 77 to 105 days of age (GPD); feed intake from 77 to 105 days of age (CR) and feed-gain ratio from 77 to 105 days of age (CA); slaughter age (IDA); slaughter weight (PA); carcass yield including feet and head (RCARC); carcass length by the Brazilian carcass classification method (MBCC); carcass lenght by the American carcass classification method (MLC); Higher backfat thickness on the shoulder region (SH); midline backfat thickness immediately after the last rib (UC); midline backfat thickeness between last and next to last but one lumbar vertebrae (UL); midline lower backfat thickness above the last lumbar vertebrae (LL); backfat thickness at last rib, 6,5 cm from the midline (P2); loin eye área (AOL); loin depth (PROFLOMB); bacon depth (EBACON); right half carcass weight (PBDIRes); total ham weight (PP); skinless and fatless ham weight (PPL); total boston shoulder weight (PCOPA), skinless and fatless boston shoulder weight (PCOPAL); total picnic shoulder weight (PPA); skinless and fatless picnic shoulder weight (PPAL); total (bone-in) loin weight (PC); boneless loin weight (PL); bacon weight (PB); rib weight (PCOS); total jaw weight (PAPADA); sirloin weight (PF); abdominal fat (PBR); pH 45 minutes after slaughter (pH45); pH 24 hours after slaughter (pH24); objective tenderness (MACIEZ); intramuscular fat (GORINT); drip loss (GOTEJ); cooking loss (COZ); total loss (PTOT); brightness (L); redness (A); yellowness (B); chroma (C) and hue angle (H). The heritabilities for performance traits (0,18 to 0,86) and carcass traits (0,10 to 0,51) were generally moderate to high, indicating moderate and high genetic variability for these traits. The heritabilities for meat quality traits were low to medium (0,14 to 0,39) indicating smaller genetic variability for these traits. Genetic correlation was observed between CA (from 77 to 105 days of age) and GPD (from 77 to 105 days of age) of - 0,91 indicating that these traits have genes in common with significant effect influencing them. Genetic correlations of the CR (from 77 to 105 days of age) were observed with the traits GPD, PA, IDA, and CA of 0,74, 0,54, -0,44 and -0,39, respectively, suggesting that the same gene or genic group can be affecting these traits. The traits of water capacity retention: GOTEJ, COZ and PTOT, indicate in their majority, high genetic correlations with the traits of color: A, B, L and C. Negative genetic correlations were obtained from medium to high magnitude, of the objective tenderness with the traits of color and capacity of water retention. Negative correlations between pH24 and pH45 and the traits related with the capacity of water retention and the meat color, were observed in their majority. The carcass yield including feet and head presented positive genetic correlations with most of the backfat thickness and negative genetic correlations with most of the cut traits. The high genetic correlation between the noblest cuts of the carcass, ham and loin, suggests that the same gene or genic group can be affecting these traits. The genetic correlations of medium to high magnitude presented by several studied traits indicate that they have genes in common, that influence them, and that the identification of a QTL in one of these traits would indicate that this one could influence another one.
Palavras-chave: Suíno
Parâmetro genético
Herdabilidade
Correlação genética
Swine
Genetic parameters
Heritabilities
Genetic correlations
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::ZOOTECNIA::GENETICA E MELHORAMENTO DOS ANIMAIS DOMESTICOS
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Genética e Melhoramento de Animais Domésticos; Nutrição e Alimentação Animal; Pastagens e Forragicul
Programa: Mestrado em Zootecnia
Citação: MENDONÇA, Patrícia Tristão. Estimation of genetic parameters of a F2 population of swine. 2008. 62 f. Dissertação (Mestrado em Genética e Melhoramento de Animais Domésticos; Nutrição e Alimentação Animal; Pastagens e Forragicul) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2008.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/5669
Data do documento: 28-Abr-2008
Aparece nas coleções:Zootecnia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf275,24 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.