Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/5711
Tipo: Dissertação
Título: Níveis de concentrado energético e proteico na dieta de vacas leiteiras
Título(s) alternativo(s): Levels of energetic and protein concentrate in diets of milking cows
Autor(es): Vargas, Lorena Ines Mestra
Primeiro Orientador: Lana, Rogério de Paula
Primeiro coorientador: Veloso, Cristina Mattos
Segundo coorientador: Queiroz, Augusto César de
Primeiro avaliador: Fonseca, Dilermando Miranda da
Segundo avaliador: Rennó, Luciana Navajas
Abstract: Dois experimentos foram conduzidos com o objetivo de avaliar o efeito de níveis crescentes de concentrado energético e proteico sobre o consumo de matéria seca e de nutrientes, digestibilidade dos nutrientes, produção e composição do leite e eficiência alimentar. O primeiro experimento objetivou avaliar níveis crescentes de concentrados energéticos e proteicos sobre o desempenho de nove vacas leiteiras mestiças (Holandês x Zebu), com peso corporal médio de 452 ± 77 kg, de terceira e quarta lactação, 80 dias pós-parto e produção de 12,8 kg de leite/dia, em dietas à base de silagem de milho. As vacas foram distribuídas em três quadrados latinos 3x3, em períodos experimentais de 10 dias, distribuídas segundo o numero de lactações, sendo os tratamentos níveis de farelo de soja (FS) em substituição ao fubá de milho (FM) (0,8; 1,6 e 2,4 kg/vaca/dia completando para 3,2 kg/vaca/dia com FM); níveis de FS ou de FM (0,8; 1,6 e 3,2 kg/vaca/dia). Somente o consumo de proteína bruta se elevou com o aumento nos níveis de FS em dietas contendo FM+FS, enquanto que os consumos diários de massa seca (MS) e das frações nutricionais aumentaram com a elevação do FS ou FM. Os coeficientes de digestibilidade da MS e dos nutrientes não diferiram em dietas contendo FM+FS. A digestibilidade da proteína bruta (PB) aumentou ao passar de 1,6 para 3,2 kg/dia de FS. Houve diminuição da digestibilidade da MS, MO e CNF ao passar de 0,8 para 3,2 kg/dia de FM e diminuição do NDT ao passar de 1,6 para 3,2/dia de FM. As exigências de NDT e PB só foram satisfeitas plenamente nas dietas contendo FM+FS (0,8+2.4 kg) e FS (3,2 kg). As dietas contendo FM não atenderam sequer as exigências de NDT. A produção de leite e a sua composição, bem como o peso corporal e a eficiência alimentar relacionada ao CMS não foram influenciadas pelos tratamentos. A eficiência alimentar em relação ao fornecimento de concentrado decresceu quando se adicionaram níveis crescentes de FS ou FM. Tendo como volumoso a silagem de milho, o fornecimento de fubá de milho ou farelo de soja, nas quantidades analisadas neste experimento, não promove aumento da produção de leite ou de seus constituintes, sendo que a eficiência do uso do concentrado diminui ao se elevar o nível de suplementação. O segundo experimento avaliou níveis de concentrados energéticos e proteicos em seis vacas Holandês x Zebu com peso corporal (PC) médio de 450±10 kg, de primeira lactação, 60 dias pós-parto e produção de 10,0 kg de leite/dia, em dietas à base de cana-de-açúcar (Sacharum spp) corrigida com 0,3% de uréia:sulfato de amônia 9:1. O experimento foi realizado em confinamento na seca com seis vacas distribuídas em quadrado latino 6x6, em seis períodos de 10 dias, sendo os tratamentos distribuídos em fatorial 2x3 (0,8 e 1,6 kg de fubá de milho - FM/vaca/dia; e 0,0; 1,2 e 2,4 kg de farelo de soja - FS/vaca/dia). Com o aumento dos níveis de FM foi observado aumento no consumo de massa seca (MS), massa orgânica (MO), proteína bruta (PB), extrato etéreo (EE), carboidratos não fibrosos (CNFcp) corrigidos para cinzas e proteína e nutrientes digestíveis totais (NDT), sem efeito sobre o consumo de volumoso e fibra em detergente neutro (FDNcp). O FM aumentou ainda os coeficientes de digestibilidade da MS, MO, EE e NDT, não alterou a produção e composição do leite e o PC e variação de PC. Com o aumento dos níveis de FS foi observado aumento no consumo de MS e de todos os constituintes, na maioria das vezes de forma quadrática, com exceção do consumo de volumoso, que permaneceu inalterado. O FS aumentou ainda os coeficientes de digestibilidade da MS, MO, PB e CNFcp, aumentou a produção diária de leite e a produção diária e teor de seus constituintes, com exceção do teor de gordura, extrato seco total e contagem de células somáticas, e não alterou o PC e variação de PC. Houve interação entre FM e FS para consumos de CNFcp e de NDT em kg/dia e g/kg de PC, em que não houve benefício do FM nos níveis mais elevados de FS. O FS estimulou a digestibilidade da FDNcp somente no mais baixo nível de FM e aumentou o teor de proteína no leite no nível mais alto de FM. A melhor eficiência de uso do concentrado se deu com 0,8 kg de FM e a pior com 1,6 kg de FM + 2,4 kg de FS, sendo que o FM diminuiu a eficiência com maior intensidade nos menores níveis de FS. Os valores observados de consumo de MS, NDT e PB foram sempre inferiores às exigências do NRC 2001, especialmente nos níveis mais baixos de suplementação. Concluindo, a adição de FM e FS nos níveis utilizados aumentam os consumos das frações nutricionais e a digestibilidade dos nutrientes; 1,2 kg de FS aumentam a produção de leite e à medida que se eleva os níveis de concentrado na dieta, diminui a eficiência no uso de concentrado.
Two experiments were conducted to evaluate the effect of increasing levels of protein and energy concentrates in the consumption of dry matter and nutrients, digestibility of nutrients, milk production and composition and feed efficiency. The first experiment had as objective to evaluate increasing levels of energy and protein concentrates on performance of nine crossbred dairy cows (Holstein x Zebu), with average body weight of 452 ± 77 kg, third and fourth lactation, 80 days post-partum and with production of 12.8 kg of milk per day, in corn silage based diets. The cows were distributed in three 3 x 3 Latin squares, with experimental periods of 10 days, distributed according to the number of lactations, being the treatments levels of soybean meal (SBM) replacing corn meal (CM) (0.8; 1.6 and 2.4 kg/cow/day completing to 3./cow/day with CM); CM or SBM levels (0.8; 1.6 and 3.2 kg/cow/day). Only crude protein consumption rose with the increase in levels of SBM in diets containing CM + SBM, while the daily consumption of dry mass (DM) and the nutrient fractions increased with the elevation of CM or SBM. The coefficients of digestibility of DM and nutrients did not differ in diets containing CM + SBM. The crude protein (CP) digestibility increased when changing from 1.6 to 3.2 kg/day of SBM. There was reduction of digestibility of DM, OM, and NFC when passing from 0.8 to 3.2 kg/day of CM and decrease of TDN when changing from 1.6 to 3.2 kg/day of CM. The requirements of TDN and CP were only satisfied fully in diets containing CM + SBM (0.8 + 2.4 kg) and SBM (3.2 kg). Diets containing CM did not attend even the demands of TDN. Milk production and composition, as well as the body weight and food efficiency related to the DMI have not been influenced by the treatments. Feed efficiency in relation to the supply of concentrate decreased when it was added increasing levels of CM or SBM. Having as forage corn silage, supply of corn meal or soybean meal in quantities analyzed in this experiment, does not promote increased production of milk or their constituents, and the efficiency of the use of concentrate decreases when raising the level of supplementation. The second experiment had as objective to evaluate levels of energy and protein concentrates on six Holstein x Zebu cows with mean BW of 450 ± 10 kg, first lactation, 60 days post-partum and production of 10.0 kg of milk per day, in diets based on sugar cane (Sacharum spp) corrected with 0.3% urea ammonia sulfate: 9:1. The experiment was performed in confinement in dry season with six cows distributed in 6x6 Latin square, in six periods of 10 days, being distributed in 2x3 factorial treatments (0.8 and 1.6 kg of corn meal -CM/cow/day; and 0.0; 1.2 and 2.4 kg of soybean meal-SBM/cow/day). With the increased levels of CM it was observed increase in consumption of dry mass (DM), organic mass (OM), crude protein (CP), Ethereal extract (EE), non-fibrous carbohydrate (NFCap) corrected for ash and protein and total digestible nutrients (TDN), without effect on the consumption of forage and neutral detergent fiber (NDFap). The CM also increased digestibility coefficients of DM, OM, EE and TDN, did not change the production and milk composition and the BW and BW variation. With the increased levels of SBM it was observed increase in consumption of DM and all constituents, most often of quadratic form, with the exception of consumption of forage, which remained unchanged. The SBM also increased digestibility coefficients of DM, OM, CP and NFCap, increased the daily production of milk and the daily production and content of its constituents, with the exception of fat, total dry extract and somatic cell count, and did not change the BW and BW variation. There was interaction between CM and SBM in NFCap consumptions and TDN in kg/day and g/kg BW, in which there was no benefit of CM at the highest levels of SBM. The SBM has stimulated the digestibility of NDFap only in the lowest level of CM and increased protein content in milk at the highest level of CM. The best efficiency of use of concentrate happened with 0.8 kg of CM and the worst with 1.6 kg of CM + 2.4 kg of SBM, in which the CM decreased efficiency with greater intensity in lower levels of SBM. The observed values of consumption of DM, TDN and CP were always lower than the NRC 2001 requirements, especially at lower levels of supplementation. In conclusion, the addition of CM and SBM in the used levels increase the consumption of nutritional fractions and digestibility of nutrients; 1.2 kg of SBM increase the production of milk and as rises concentrate levels in the diet, the efficiency in the use of concentrate decreases.
Palavras-chave: Alimento
Avaliação
Leite
Vaca
Food, Assessment, Milk, Cow
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::ZOOTECNIA::NUTRICAO E ALIMENTACAO ANIMAL
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Genética e Melhoramento de Animais Domésticos; Nutrição e Alimentação Animal; Pastagens e Forragicul
Programa: Mestrado em Zootecnia
Citação: VARGAS, Lorena Ines Mestra. Levels of energetic and protein concentrate in diets of milking cows. 2011. 71 f. Dissertação (Mestrado em Genética e Melhoramento de Animais Domésticos; Nutrição e Alimentação Animal; Pastagens e Forragicul) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2011.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/5711
Data do documento: 9-Dez-2011
Aparece nas coleções:Zootecnia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf653,46 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.