Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/5728
Tipo: Dissertação
Título: Composição química e energética e aminoácidos digestíveis de alimentos para frangos de corte
Título(s) alternativo(s): Chemical and energetic composition and digestible amino acids values of feedstuffs for broilers
Autor(es): Troni, Allan Reis
Primeiro Orientador: Gomes, Paulo Cezar
Primeiro coorientador: Albino, Luiz Fernando Teixeira
Segundo coorientador: Barreto, Sérgio Luiz de Toledo
Primeiro avaliador: Donzele, Juarez Lopes
Segundo avaliador: Brumano, Gladstone
Abstract: Dois experimentos foram realizados no Setor de Avicultura do Departamento de Zootecnia da Universidade Federal de Viçosa. No primeiro, objetivou-se determinar a composição química e os valores de energia metabolizável aparente corrigida pelo balanço de nitrogênio (EMAn) de alguns alimentos para frangos de corte. Foi utilizado o método tradicional de coleta de excretas, com 432 pintos de corte, no período de 14 a 24 dias de idade. Os animais foram distribuídos em delineamento inteiramente casualizado com 12 tratamentos (11 alimentos e uma dieta referência), seis repetições e seis aves por unidade experimental. Cada alimento substituiu a ração referência nos níveis de 25% ou de 40%, dependendo do alimento utilizado. Os pintos foram alojados em baterias metálicas equipadas com bandejas para coleta das excretas. Os valores de matéria seca, proteína, cálcio e fósforo, em porcentagem na matéria natural, dos alimentos testados foram: 94,78; 58,84; 5,57 e 3,14 para a farinha de vísceras 1; 93,93; 57,64; 5,91 e 3,44 para a farinha de vísceras 2; 91,37; 80,58; 0,26 e 0,35 para a farinha de penas e sangue 1; 91,65; 82,27; 0,10 e 0,30 para a farinha de penas e sangue 2; 94,50; 48,06; 15,39 e 7,10 para a farinha de carnes e ossos 1; 94,82; 41,21; 15,58 e 7,54 para a farinha de carnes e ossos 2; 89,67; 36,45; 0,27 e 0,44 para a soja integral tostada; 89,50; 46,22; 0,33 e 0,64 para o farelo de soja; 89,24; 8,51; 0,03 e 0,22 para a uirera de milho; 89,64; 17,11; 0,09 e 0,99 para o farelo de trigo e 88,18; 12,01; 0,03 e 0,26 para o milheto. Os valores de EMAn (kcal/kg) na matéria natural dos alimentos avaliados, respectivamente, foram: 3340 para a farinha de vísceras 1; 3241 para a farinha de vísceras 2; 2740 para farinha de penas e sangue 1; 2703 para a farinha de penas e sangue 2; 1283 para farinha de carnes e ossos 1; 1088 para a farinha de carne e ossos 2; 2989 para soja integral tostada; 2336 para o farelo de soja; 3265 para a quirera de milho; 1788 para o farelo de trigo e 2948 para o milheto. No segundo experimento objetivou-se determinar os coeficientes de digestibilidade e os valores de aminoácidos digestíveis verdadeiros de alguns alimentos para frangos de corte, utilizando o método de coleta ileal. Foram utilizados 432 pintos de corte dos 25 aos 30 dias de idade distribuídos em um delineamento inteiramente casualizado com 12 tratamentos (11 alimentos e uma dieta referência), seis repetições e seis aves por unidade experimental. As aves foram submetidas a um período de adaptação de 4 dias às gaiolas e às dietas experimentais (dieta isenta de proteína - DIP e DIP com adição dos alimentos avaliados em substituição ao amido). Após este período todas as aves de cada repetição foram abatidas por deslocamento cervical e abertas na cavidade abdominal para coleta do conteúdo na porção do íleo terminal. Foi utilizado 1% de cinza ácida insolúvel como indicador para determinação dos coeficientes de digestibilidade dos aminoácidos e da excreção endógena de aminoácidos. Os valores dos coeficientes de digestibilidade verdadeira da lisina, metionina+cistina e treonina em porcentagem foram, respectivamente: 83,43; 79,38 e 89,19 para farinha de vísceras 1; 86,46; 72,18 e 82,15 para farinha de vísceras 2; 58,29; 55,09 e 67,43 para farinha de penas e sangue 1; 60,42; 53,56 e 65,61 para farinha de penas e sangue 2; 63,46; 61,18 e 74,76 para farinha de carne e ossos 1; 70,91; 49,75 e 73,28 para farinha de carne e ossos 2; 89,32; 83,07 e 91,61 para soja integral tostada; 86,05; 78,40 e 81,89 para farelo de soja; 73,42; 80,47 e 90,50 para quirera de milho; 73,53; 72,03 e 78,98 para farelo de trigo; 79,35; 84,56 e 87,42 para o milheto. Os valores de aminoácidos digestíveis verdadeiros da lisina, metionina+cistina e treonina em porcentagem, foram: 2,78; 1,45 e 1,86 para farinha de vísceras 1; 2,79; 1,26 e 1,69 para farinha de vísceras 2; 1,45; 2,45 e 2,59 para farinha de penas e sangue 1; 1,60; 2,45 e 2,52 para farinha de penas e sangue 2; 1,26; 0,63 e 0,87 para farinha de carne e ossos 1; 1,32; 0,45 e 0,86 para farinha de carne e ossos 2; 1,91; 0,91 e 1,28 para soja integral tostada; 2,45; 1,01 e 1,47 para farelo de soja; 0,18; 0,33 e 0,27 para quirera de milho; 0,47; 0,45 e 0,42 para farelo de trigo; 0,29; 0,42 e 0,38 para o milheto.
Two experiments were conducted in the Poultry Section of the Department of Animal Science, Federal University of Viçosa. The aim of the first experiment was to determine the chemical composition and the values of apparent metabolisable energy corrected by nitrogen balance (AMEn) of feedstuffs for broilers. The traditional method of excreta collection was used on 432 broiler chicks in the period from 14 to 24 days old. The animals were distributed in a completely randomized design with 12 treatments (11 feedstuffs and a reference diet), six replicates of six birds each. Each byproduct has replaced the reference diet at levels of 25 and 40% depending on the feedstuff used. The chicks were housed in metallic batteries equipped with trays for excreta collection. The values of dry matter, protein, calcium and phosphorus, in the natural matter of the feedstuffs evaluated were, respectively: 94.78; 58.84; 5.57 and 3.14 for poultry offal meal 1; 93.93; 57.64; 5.91 and 3.44 for poultry offal meal 2; 91.37; 80.58; 0.26 and 0.35 for feather and blood meal 1; 91.65; 82.27; 0.10 and 0.30 for feather and blood meal 2; 94.50; 48.06; 15.39 and 7.10 for meat and bones meal 1; 94.82; 41.21; 15.58 and 7.54 for meat and bones meal 2; 89.67; 36.45; 0.27 and 0.44 for soybean full-fat toasted; 89.50; 46.22; 0.33 and 0.64 for soybean meal; 89.24; 8.51; 0.03 and 0.22 for corn grits; 89.64; 17.11; 0.09 and 0.99 for wheat bran and 88.18; 12.01; 0.03 and 0.26 for the millet. The AMEn (kcal/kg) in the natural matter of the feedstuffs evaluated were: 340 for poultry offal meal 1; 3241 for poultry offal meal 2; 2740 and for feather and blood meal 1; 2703 for feather and blood meal 2; 1283 for meat and bones meal 1; 1088 for meat and bones meal 2; 2989 for soybean full-fat toasted; 2336 for soybean meal; 3265 for corn grits; 1788 for wheat bran and 2948 for the millet. The second experiment aimed the determination of the digestibility coefficients and the values of true digestible amino acids of feedstuffs for broilers, using the ileal collection method. It were used 432 broiler chicks in the period from 25 to 30 days of age distributed in a completely randomized design with 12 treatments (11 byproducts and a reference diet), six replicates of six birds each. The birds were subjected to an adaptation period of 4 days to the cages and experimental diets (protein-free diet - PFD and PFD with the addition of evaluated feedstuff to replace the starch). After this period, all birds of each replicate were slaughtered by cervical dislocation and opened in th e abdominal cavity to collect the portion of the contents of the terminal ileum. The 1% acid insoluble ash was used as an indicator to determine the digestibility of amino acids and endogenous excretion of amino acids. The coefficients of true digestibility of lysine, methionine + cystine and threonine in percentage were, respectively: 83.43; 79.38 and 89.19 for poultry offal meal 1; 86.46; 72.18 and 82.15 for poultry offal meal 2; 58.29; 55.09 and 67.43 for feather and blood meal 1; 60.42; 53.56 and 65.61 for feather and blood meal 2; 63.46; 61.18 and 74.76 for meat and bones meal 1; 70.91; 49.75 and 73.28 for meat and bones meal 2; 89.32; 83.07 and 91.61 for soybean full-fat toasted; 86.05; 78.40 and 81.89 for soybean meal; 73.42; 80.47 and 90.50 for corn grits; 73.53; 72.03 and 78.98 for wheat bran and 79.35; 84.56 and 87.42 for the millet. The values of true digestible amino acids of lysine, methionine + cystine and threonine, in percentage, were respectively: 2.78; 1.45 and 1.86 for poultry offal meal 1; 2.79; 1.26 and 1.69 for poultry offal meal 2; 1.45; 2.45 and 2.59 for feather and blood meal 1; 1.60; 2.45 and 2.52 for feather and blood meal 2; 1.26; 0.63 and 0.87 for meat and bones meal 1; 1.32; 0.45 and 0.86 for meat and bones meal 2; 1.91; 0.91 and 1.28 for soybean full-fat toasted; 2.45; 1.01 and 1.47 for soybean meal; 0.18; 0.33 and 0.27 for corn grits; 0.47; 0.45 and 0.42 for wheat bran and 0.29; 0.42 and 0.38 for the millet.
Palavras-chave: Energia metabolizável
Aminoácidos digestíveis
Frangos de corte
Metabolisable energy
Digestible amino acids
Broilers
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::ZOOTECNIA::NUTRICAO E ALIMENTACAO ANIMAL::AVALIACAO DE ALIMENTOS PARA ANIMAIS
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Genética e Melhoramento de Animais Domésticos; Nutrição e Alimentação Animal; Pastagens e Forragicul
Programa: Mestrado em Zootecnia
Citação: TRONI, Allan Reis. Chemical and energetic composition and digestible amino acids values of feedstuffs for broilers. 2012. 64 f. Dissertação (Mestrado em Genética e Melhoramento de Animais Domésticos; Nutrição e Alimentação Animal; Pastagens e Forragicul) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2012.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/5728
Data do documento: 15-Fev-2012
Aparece nas coleções:Zootecnia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf844,2 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.