Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/5729
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.authorSilva, Aline Gomes da
dc.date.accessioned2015-03-26T13:55:10Z-
dc.date.available2012-12-19
dc.date.available2015-03-26T13:55:10Z-
dc.date.issued2012-02-16
dc.identifier.citationSILVA, Aline Gomes da. Soybean in multiple supplements for grazing beef heifers. 2012. 57 f. Dissertação (Mestrado em Genética e Melhoramento de Animais Domésticos; Nutrição e Alimentação Animal; Pastagens e Forragicul) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2012.por
dc.identifier.urihttp://locus.ufv.br/handle/123456789/5729-
dc.description.abstractEsta dissertação foi elaborada a partir de dois experimentos com novilhas de corte submetidas a diferentes estratégias de suplementação a pasto. No primeiro experimento objetivou-se avaliar o efeito da substituição do farelo de soja pelo grão de soja em diferentes níveis no suplemento múltiplo sobre as características nutricionais e o desempenho produtivo de novilhas em recria sob pastejo em Uruchloa decumbens no período de transição águas-seca. Utilizaram-se 40 novilhas mestiças com predominância de sangue zebuíno com idade e peso médio inicial de 18 meses e 290±6 kg, respectivamente. O delineamento foi inteiramente casualizado com quatro tratamentos e dez repetições. Os suplementos continham aproximadamente 30% de proteína bruta (PB) e substituição progressiva do farelo de soja pelo grão de soja em 0, 50 e 100%. Aos animais do tratamento controle foi ofertada exclusivamente mistura mineral ad libitum e aos demais tratamentos foram fornecidos 1,0 kg/animal/dia de suplemento. Os animais suplementados apresentaram ganho médio diário (GMD) superior aos animais controle (P<0,10) e não houve diferença de GMD entre os suplementos (P>0,10). Foi verificado efeito positivo da suplementação (P<0,10) sobre o consumo de extrato etéreo (EE), PB e carboidratos não fibrosos (CNF) e efeito linear positivo (P<0,10) do nível de grão de soja sobre o consumo de EE. Não houve diferenças (P>0,10) no consumo de matéria seca (MS), MS de pasto, matéria orgânica (MO), MO de pasto e fibra em detergente neutro corrigida para cinzas e proteína (FDNcp) entre tratamentos. Houve efeito de suplementação (P<0,10) e efeito linear positivo (P<0,10) do nível de grão de soja sobre a ingestão de nutrientes digestíveis totais (NDT). A suplementação melhorou a digestibilidade da MS e de todos os constituintes da dieta (P<0,10), com exceção da FDNcp (P>0,10). Não houve efeito da suplementação ou do nível de grão de soja sobre os teores séricos de insulina e progesterona (P>0,10). Os teores de insulina e progesterona variaram em função dos dias de coleta (P<0,10); ao final os animais possuíam teores destes hormônios maiores que ao início do experimento. Com base na concentração sérica de progesterona, as novilhas do presente experimento iniciaram a atividade luteal por volta dos 297 kg de peso corporal. Conclui-se que o fornecimento de suplemento múltiplo otimiza o desempenho de novilhas em pastejo no período de transição águas-seca e que a substituição do farelo de soja pelo grão de soja não altera o desempenho produtivo dos animais. No segundo experimento, objetivou-se avaliar o efeito da substituição temporal do farelo de soja pelo grão de soja no suplemento múltiplo sobre as características nutricionais e o desempenho produtivo de novilhas em recria sob pastejo em Uruchloa decumbens no período da seca. Utilizaram-se 40 novilhas mestiças com predominância de sangue zebu com idades e pesos médios iniciais, de 21 meses e 325±6 kg, respectivamente. O delineamento foi inteiramente casualizado com quatro tratamentos e dez repetições. Foram utilizados dois suplementos isoprotéicos com 30% de PB, um com farelo de soja (FS) e o outro com grão de soja (GS) como fonte protéica. Ofertou-se 1 kg/animal/dia de suplemento. Os tratamentos consistiam na substituição do suplemento FS pelo GS por 0, 40, 80 e 120 dias. Não houve diferença de GMD entre os tratamentos (P>0,10) e todos se mantiveram próximos à mantença. O grão de soja melhorou o consumo de MS, MS de pasto, MO, MO de pasto, NDT e EE (P<0,10). Não se observou diferença no consumo de PB, CNF e FDNcp. Não se observou diferença nos coeficientes de digestibilidade da MS e de seus constituintes (P>0,10), exceto para o EE, obetendo-se maior coeficiente de digestibilidade (P<0,10) na dieta dos animais que receberam o suplemento GS. Não se observou diferença (P>0,10) entre os suplementos sobre a excreção urinária de nitrogênio uréico, nitrogênio uréico no soro e fluxo de compostos nitrogenados microbianos. A eficiência de síntese microbiana nos animais recebendo GS foi menor em relação aos animais que receberam FS (P<0,10). Os teores séricos de insulina reduziram ao longo do experimento (P<0,10) e não diferiram entre os tratamentos (P>0,10). Observou-se efeito quadrático do tempo de fornecimento do suplemento contendo grão de soja sobre os níveis de progesterona (P<0,10) e a concentração máxima de progesterona seria alcançada com aproximadamente 70 dias de fornecimento de GS. Conclui-se que a substituição do farelo de soja por grão de soja em suplementos durante a estação seca não altera o desempenho de novilhas. A substituição do farelo de soja pelo grão de soja em suplementos múltiplos melhora as características nutricionais de animais pastejando na época seca do ano e que a resposta máxima de progesterona sérica ocorre com 70 dias de suplementação com grão de soja.pt_BR
dc.description.abstractThis dissertation was prepared from two experiments with beef heifers submitted to different supplementation strategies on pasture. In the first experiment aimed to evaluate the effect of replacing soybean meal by soybean at different levels in multiple supplements on the nutritional characteristics and productive performance of heifers grazing in Uruchloa decumbens in the transition period water-dry. Were used 40 crossbred heifers with initial age and initial weight of 18 months and 290±6 kg, respectively. The design was completely randomized with four treatments and ten repetitions. The supplements contained approximately 30% crude protein (CP) and gradual replacement of soybean meal by soybean at 0, 50 and 100%. To the animals of the control treatment was offered exclusively mineral salt ad libitum and the other treatments were given 1.0 kg/animal/day of supplement. The supplemented animals had high average daily gain (ADG) than control animals (P<0.10) and there was no difference in ADG among the supplements (P>0.10). There was effect of supplementation (P<0.10) on the intake of ether extract (EE), CP and non-fiber carbohydrates (NFC) and a positive linear effect (P<0.10) the level of soybean on EE intake. There were no differences (P>0.10) on dry matter intake (DM), DM grazing, organic matter (OM), OM pasture and neutral detergent fiber corrected for ash and protein (NDF) between treatments. There was no effect of supplementation (P<0.10) and positive linear effect (P<0.10) the level of soybean on the intake of total digestible nutrients (TDN). Supplementation improved DM digestibility and all constituents of the diet (P<0.10), with the exception of NDF (P>0.10). There was no effect of supplementation or the level of soybean on serum levels of insulin and progesterone (P>0.10). The levels of insulin and progesterone varied depending on the day of collection (P<0.10); at the end of the experiment the animals had higher levels of these hormones compared to the beginning of the experiment. Based on serum progesterone, heifers in the present experiment commenced luteal activity at around 297 kg of body weight. It is concluded that the provision of multiple supplements optimizes the performance of heifers grazing during the period of water-dry transition and that the substitution of soybean meal by soybean does not affect the productive performance of animals. The second experiment aimed to evaluate the effect of temporal replacement of soybean meal by soybean in multiple supplements on the nutritional characteristics and productive performance of heifers grazing in recreates Uruchloa decumbens in the dry season. We used 40 crossbred heifers with average of ages and weights initial of 21 months and 325±6 kg, respectively. The design was completely randomized with four treatments and ten repetitions. We used two supplements with 30% CP, with a soybean meal (FS) and the other with soybean (GS) as a protein source. It was offered 1.0 kg/animal/day of supplement. The treatments consisted in the replacement of the supplement FS by GS for 0, 40, 80 and 120 days. There was no difference in ADG between treatments (P>0.10) and all remained close to maintenance. The soybean improved DM intake, grazing DM, OM, OM pasture, NDT and EE (P<0.10). There was no difference in intake of crude protein, NDF and NFC. There was no difference in digestibility of DM and its constituents (P>0.10), except for EE, a higher digestibility (P<0.10) was observed in the diet of animals that received the supplement GS. There was no significant difference (P>0.10) between supplements on urinary excretion of urea nitrogen, serum urea nitrogen and flow of microbial nitrogen compounds. The efficiency of microbial protein synthesis in animals receiving GS was lower than in animals that received FS (P<0.10). The serum insulin levels decreased during the experiment (P<0.10) and did not differ between treatments (P>0.10). It was observed quadratic time providing supplement containing soybean on progesterone levels (P<0.10) and maximum concentration of progesterone achieved was approximately 70 days supply of GS. It is concluded that the replacement of soybean meal by soybean supplements during the dry season does not change the performance of heifers. The replacement of soybean meal by soybean in multiple supplements improved nutritional characteristics of cattle grazing in the dry season and the maximum response of serum progesterone occurs with 70 days of supplementation with soybean.eng
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de Viçosapor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectPrenhezpor
dc.subjectReproduçãopor
dc.subjectSuplementospor
dc.subjectPregnancyeng
dc.subjectReproductioneng
dc.subjectSupplementseng
dc.titleGrão de soja em suplementos múltiplos para novilhas de corte em pastejopor
dc.title.alternativeSoybean in multiple supplements for grazing beef heiferseng
dc.typeDissertaçãopor
dc.contributor.authorLatteshttp://lattes.cnpq.br/1959614232508469por
dc.contributor.advisor-co1Detmann, Edenio
dc.contributor.advisor-co1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4760013T1por
dc.contributor.advisor-co2Valadares Filho, Sebastião de Campos
dc.contributor.advisor-co2Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4787028J6por
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.departmentGenética e Melhoramento de Animais Domésticos; Nutrição e Alimentação Animal; Pastagens e Forragiculpor
dc.publisher.programMestrado em Zootecniapor
dc.publisher.initialsUFVpor
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::ZOOTECNIA::NUTRICAO E ALIMENTACAO ANIMAL::AVALIACAO DE ALIMENTOS PARA ANIMAISpor
dc.contributor.advisor1Paulino, Mário Fonseca
dc.contributor.advisor1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4787752E3por
dc.contributor.referee1Queiroz, Augusto César de
dc.contributor.referee1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4783006P5por
dc.contributor.referee2Valadares, Rilene Ferreira Diniz
dc.contributor.referee2Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4787025E4por
Aparece nas coleções:Zootecnia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf1,02 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.