Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/5741
Tipo: Dissertação
Título: Níveis de glutamina em rações para frangos de corte mantidos em diferentes ambientes térmicos
Título(s) alternativo(s): Glutamine levels in diets for broiler chickens kept in different thermal environments
Autor(es): Figueiredo, érika Martins de
Primeiro Orientador: Donzele, Rita Flávia Miranda de Oliveira
Primeiro coorientador: Donzele, Juarez Lopes
Segundo coorientador: Albino, Luiz Fernando Teixeira
Primeiro avaliador: Gomes, Paulo Cezar
Segundo avaliador: Silva, Francisco Carlos de Oliveira
Abstract: Foram utilizados 336 frangos de corte machos sexados da linhagem Cobb® em dois experimentos para avaliar níveis de glutamina em rações para frangos de corte dos 21 aos 42 dias de idade mantidos em ambiente de alta temperatura e de termoneutralidade. Em cada experimento 168 aves foram distribuídas em delineamento experimental inteiramente casualizado com quatro tratamentos (níveis de glutamina), sete repetições e seis aves por unidade experimental. Os níveis de glutamina nas rações experimentais foram: 0,00; 0,50; 1,00 e 1,50%. Em ambos os experimentos, foram avaliados: desempenho, rendimentos de carcaça, peito coxa, sobrecoxa e expressão do mRNA da proteína HSP70. No experimento 1 os frangos com 21 dias de idade e com peso inicial de 987 ± 3,05 g, foram alojados em câmaras climáticas com temperatura de 31,3 ± 0,66ºC e umidade relativa de 69 ± 6,12% que resultaram em um ITGU calculado de 83 ± 1,80, caracterizando um ambiente de alta temperatura. O consumo de ração (CR) dos frangos de corte mantidos no ambiente de estresse por calor variou de forma quadrática, em função dos níveis de glutamina da ração aumentando até o nível estimado de 0,60%. De forma similar ao consumo de ração, o ganho de peso (GP) das aves no calor também aumentou de forma quadrática até o nível estimado de 0,66% de glutamina. Os níveis de glutamina não influenciaram a conversão alimentar (CA) das aves mantidas no ambiente por estresse por calor. Não se observou efeito dos níveis de glutamina nos pesos absolutos e nos rendimentos de carcaça, de peito, de coxa e de sobrecoxa das aves mantidas em ambiente de alta temperatura. Verificou-se aumento significativo da expressão do mRNA da proteína HSP70 nas aves suplementadas com 1,50% de glutamina na ração. Conclui-se que a inclusão da glutamina na ração teve efeito positivo nas aves mantidas em ambiente de alta temperatura, com nível estimado de 0,66% proporcionando o melhor resultado de ganho de peso. No experimento 2 os frangos com 21 dias de idade e peso inicial de 900 ± 4,71 g, foram alojados em câmaras climáticas com temperatura de 23,2 ± 1,77ºC e umidade relativa de 70 ± 5,8% que resultaram em um ITGU calculado de 72 ± 2,75, caracterizando um ambiente de termoneutralidade. Não se observou efeito dos níveis de glutamina na ração nas variáveis de desempenho (consumo de ração, ganho de peso e conversão alimentar) das aves mantidas em ambiente de termoneutralidade. Não se verificou efeito dos níveis de glutamina na ração nos pesos absolutos e nos rendimentos de carcaça, peito, coxa e sobrecoxa das aves mantidas em ambiente termoneutro. Com relação a expressão do mRNA da proteína HSP70 não se observou efeito dos níveis de glutamina suplementados na ração. Conclui-se que níveis de glutamina na ração não influenciaram o desempenho de frangos de corte mantidos em ambiente termoneutro dos 21 aos 42 dias de idade.
We used 336 male broiler chicks sexed Cobb ® in two experiments to evaluate levels of glutamine in diets for broilers from 21 to 42 days old were kept under high temperature and thermoneutral. In each experiment, 168 birds were distributed in a completely randomized design with four treatments (levels of glutamine), seven replicates of six birds each. Glutamine levels in experimental diets were: 0,00, 0,50, 1,00 and 1.50%. In both experiments were evaluated: performance, carcass yield,breast drumstick, thigh and mRNA expression of HSP70 protein. In experiment 1 broilers with 21 days of age and starting weight of 987 ± 3,05 g were housed in environmental chambers with temperature of 31,3 ± 0,66ºC and relative humidity of 69 ± 6,12% BGT resulted in a calculated 83 ± 1,80, featuring a high temperature environment. The feed intake (FI) of broilers maintained under heat stress was exponentially, depending on the levels of glutamine to the diet by increasing the estimated level of 0,60%. Similar to feed intake, weight gain (WG) of the birds in the heat also increased quadratically up to the level of 0,66% glutamine. Glutamine levels did not affect feed conversion (FC) of birds kept in the environment for heat stress. There was no effect of glutamine levels in absolute weights and carcass, breast, thigh and drumstick of birds kept in high temperature environment. There was significant increase in mRNA expression of the protein HSP70 in birds supplemented with 1,50% of glutamine in the diet. It is concluded that the inclusion of glutamine in the diet had a positive effect in the birds kept in an environment of high temperature, at an estimated level of 0.66% giving the best result in weight gain. In experiment 2 chickens at 21 days of age and starting weight of 900 ± 4,71 g were housed in environmental chambers with temperature of 23,2 ± 1,77ºC and relative humidity of 70 ± 5,8% resulting in a BGT estimated 72 ± 2,75, featuring a thermoneutral environment. There was no effect of glutamine levels in the diet on performance variables (feed intake, weight gain and feed conversion) of birds kept in thermoneutral environment. There was no effect of glutamine levels in the diet for absolute weight and carcass yield, breast, thigh and drumstick of birds kept in thermoneutral environment. Regarding mRNA expression of HSP70 protein was not observed effect levels of glutamine supplementation in the diet. It is concluded that glutamine levels in the diet did not affect the performance of broilers kept in thermoneutral environment from 21 to 42 days old.
Palavras-chave: Estresse por calor
Termoneutralidade
Desempenho
Glutamina
Frangos
Heat stress
Thermoneutrality
Performance
Glutamine
Chickens
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::ZOOTECNIA
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Genética e Melhoramento de Animais Domésticos; Nutrição e Alimentação Animal; Pastagens e Forragicul
Programa: Mestrado em Zootecnia
Citação: FIGUEIREDO, érika Martins de. Glutamine levels in diets for broiler chickens kept in different thermal environments. 2012. 68 f. Dissertação (Mestrado em Genética e Melhoramento de Animais Domésticos; Nutrição e Alimentação Animal; Pastagens e Forragicul) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2012.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/5741
Data do documento: 16-Jul-2012
Aparece nas coleções:Zootecnia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf684,19 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.