Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/5788
Tipo: Dissertação
Título: Intervalo de corte em cultivares de Panicum maximum Jacq.
Título(s) alternativo(s): Cut intervals in Panicum maximum Jacq. cultivars
Autor(es): Souza, Madson Williame Melo
Primeiro Orientador: Fonseca, Dilermando Miranda da
Primeiro coorientador: Santos, Manoel Eduardo Rozalino
Primeiro avaliador: Martuscello, Janaina Azevedo
Segundo avaliador: Chizzotti, Fernanda Helena Martins
Abstract: A partir da década de 1990, estudos com plantas forrageiras tropicais têm sido realizados de modo a interromper o período de descanso quando o dossel intercepta 95% da luz incidente sob lotação intermitente. Com esse critério, o período de descanso deve ser variável. No entanto, algumas espécies e, ou, cultivares de plantas forrageiras utilizadas na exploração da pecuária foram avaliadas e comparadas, em termos de produção e qualidade de forragem, numa condição única de manejo, caracterizada pela adoção de períodos de descansos fixos. Assim, esse tipo de avaliação não levou em consideração que tais plantas possuem características morfofisiológicas e agronômicas distintas, o que implica adoção de períodos de descanso variáveis. Portanto, objetivou-se com este trabalho avaliar cultivares de Panicum maximum submetidas a duas frequências de corte, 28 dias e tempo para que o dossel alcançasse 95% de interceptação luminosa (IL). O experimento foi realizado em área do Departamento de Zootecnia (DZO) da Universidade Federal de Viçosa (UFV), no período de novembro de 2011 a outubro de 2012. O delineamento experimental foi de blocos completos casualizados em arranjo fatorial 4 x 2 com três repetições, perfazendo 24 unidades experimentais. Os tratamentos foram definidos por quatro cultivares de Panicum maximum (Colonião, Mombaça, Sempre-Verde e Tanzânia) em duas frequências de corte (28 dias e 95% de IL). Durante o período experimental, a altura das plantas nas parcelas foi monitorada de forma concomitante com a interceptação de luz pelo dossel forrageiro. As características morfogênicas e estruturais foram avaliadas em quatro perfilhos por parcela, cujo crescimento de folhas, colmos e senescência foi acompanhado semanalmente. A partir dessas informações foram calculadas as variáveis Número de Folhas Vivas por Perfilho (NFV), Filocrono (FIL), Taxa de Alongamento Foliar (TAlF), Taxa de Senescência de Folhas (TSF) e Taxa de Alongamento de Colmos (TAlC). A dinâmica do perfilhamento foi avaliada em duas touceiras delimitadas por molduras metálicas (20 x 20 cm) por unidade experimental. Todos os perfilhos basilares dentro da moldura foram quantificados e identificados em cada geração. Com base nas contagens, foram estimados a Taxa de aparecimento, Taxa de mortalidade e Taxa de sobrevivência e O número total de perfilhos. A massa de forragem foi estimada na condição de pré-corte e em dois pontos representativos da parcela, sendo toda a forragem colhida separada em lâmina foliar, colmo verde e forragem morta. Com esses dados foi possível quantificar a produção de MS total (MST) e dos componentes lâmina foliar (MSL), colmo (MSC) e forragem morta (MSM). Os dados foram agrupados de acordo com as estações do ano e submetidos à análise de variância, utilizando-se o pacote estatístico SAEG, versão 8.1, mediante a aplicação do teste de Tukey a 5% de probabilidade. O aumento da competição por luz entre os perfilhos nas cultivares com 28 dias acarretou menores TAlF e maiores TAlC, TSF e filocrono, no período das águas. Durante o período chuvoso, o capim-colonião apresentou maior produção de MST em relação às demais cultivares. Para produção de MSL, as cultivares Mombaça e Colonião não diferiram entre si e apresentaram maiores produções que as demais. O capim-mombaça teve a menor produção de MSC em comparação com as outras forrageiras. A produção de MSM pela cultivar Colonião foi superior à da Sempre-Verde e semelhante à da Tanzânia. Nesse período, as cultivares manejadas com 95% de IL apresentaram maior fluxo de tecidos com maior MSL e menores MSC e MSM em relação à desfolhação com 28 dias. Durante o período seco, o capim-sempre-verde exibiu maior MST e MSL quando manejado com 95% de IL. Em geral, durante a época seca não houve diferenças em produção e composição morfológica da forragem nos dois manejos avaliados. As cultivares manejadas com 95% de IL tiveram composição morfológica mais adequada, especialmente na época das chuvas, em relação àquelas manejadas com 28 dias. Ademais, devido à maior produção de MSC e MSM na frequência de 28 dias, as cultivares Colonião e Sempre-Verde não deveriam ser comparadas, em termos produtivos e estruturais, com outras cultivares em condições únicas de manejo.
Since the 1990s, studies on tropical forages have been carried out to interrupt the rest period when the canopy intercepts 95% of the incident light under rotational stocking. With such criterion, the rest period should be variable. However, some species and, or cultivars of forage plants used in livestock were evaluated and compared in terms of production and forage quality in a management in a single condition, characterized by the adoption of fixed rest periods. Thus, this type of assessment did not take into account that such plants have distinct morphological and physiological and agronomic characteristics, which implies in the adoption of variable rest periods. Therefore, the objective of this work was to evaluate Panicum maximum cultivars under two cut frequencies, 28 days and time for the canopy to reach 95% of light interception (LI). The experiment was conducted in a site in the Animal Science Department (DZO) at the Federal University of Viçosa (UFV), from November 2011 to October 2012. The experimental design was a complete random block with 4 x 2 factorial design with three replications, totaling 24 experimental units. Treatments consisted of four cultivars of Panicum maximum (Colonião grass, Mombasa grass, Ever-Green grass and Tanzania grass) in two cut frequencies (28 days and 95 % of LI). During the experimental period, the height of the plants in the plots was monitored at the same time as the light interception by the canopy. Morphogenetic and structural traits were evaluated in four tillers per plot. Growth of leaves, stems and leaf senescence was monitored weekly. From these data, the following was calculated: the number of live leaves per tiller (NLT), phyllochron (PHY), leaf elongation rate (LER), leaf senescence rate (LSR) and stem elongation rate (SER). The tiller dynamics was evaluated in two clumps, limited by metal frames (20 x 20 cm) per experimental unit. All basal tillers within the frame were counted and identified in each generation. Appearance rate, mortality rate and survival rate and the total number of tillers were evaluated based on the counts. Forage mass was estimated at the pre -cut condition and at two representative sites in the plot. The harvested forage was separated into leaf blade, green stem and dead forage. Those data was used to quantify the total DM yield (TDM) and the leaf blade components (BDM), stem (SDM) and dead forage (DDM). Data were grouped according to the seasons of the year and submitted to analysis of variance using the statistical package SAEG, version 8.1, by applying the test of Tukey at 5% of probability. The increase in the competition for light among tillers in the 28-day-of-age cultivars resulted in lower LER and higher SER, TSF and phyllochron in the rainy season. During the rainy season, Colonião grass presented higher MST yield than the other cultivars. Regarding production of BDM, Mombasa and Colonião cultivars did not differ and had higher yields than the others. The Mombasa grass had the lowest production of SDM compared with other forages. The production of DDM by Colonião grass was higher than Ever- Green grass and similar to the production of Tanzania. During this period, cultivars managed with 95% of IL presented higher tissue flow with greater LDM and lower SDM and DDM in relation to the 28-day defoliation. During the dry season, Ever-green grass displayed higher TDM and LDM when managed with 95% LI. Overall, during the dry season, there were no differences in production and morphological composition of forage in the assessed managements. Cultivars managed with 95% LI had more appropriate morphological composition, especially in the rainy season, compared to those managed with 28 days. Moreover, due to higher production of MSC and DDM in the 28-day frequency, Colonião and Ever- green cultivars should not be compared in terms of production and structural conditions with other cultivars in single management conditions.
Palavras-chave: Manejo
Morfogênese
Pastagem
Adubação nitrogenada
Interceptação luminosa
Management
Morphogenesis
Pasture
Nitrogen fertilization
Light interceptation
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::ZOOTECNIA::PASTAGEM E FORRAGICULTURA
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Genética e Melhoramento de Animais Domésticos; Nutrição e Alimentação Animal; Pastagens e Forragicul
Programa: Mestrado em Zootecnia
Citação: SOUZA, Madson Williame Melo. Cut intervals in Panicum maximum Jacq. cultivars. 2013. 72 f. Dissertação (Mestrado em Genética e Melhoramento de Animais Domésticos; Nutrição e Alimentação Animal; Pastagens e Forragicul) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2013.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/5788
Data do documento: 17-Mai-2013
Aparece nas coleções:Zootecnia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf6,53 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.