Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/5822
Tipo: Dissertação
Título: Observações sobre o consumo e a digestibilidade de nutrientes e de energia por bovinos arraçoados com níveis crescentes de fibra
Título(s) alternativo(s): Notes about the consumption and to the digestibility of nutrients and energy by cattle fed increasing levels of fiber
Autor(es): Virginio Júnior, Gercino Ferreira
Primeiro Orientador: Pereira, José Carlos
Primeiro coorientador: Leonel, Fernando de Paula
Segundo coorientador: Vieira, Ricardo Augusto Mendonça
Primeiro avaliador: Veloso, Cristina Mattos
Segundo avaliador: Moreira, Leonardo Marmo
Abstract: O objetivo básico estabelecido para o presente trabalho foi o de quantificar o consumo de matéria seca, nutrientes e energia digestível de bovinos em função da oferta de fibra na dieta. O experimento foi conduzido em dois quadrados latinos simultâneos e balanceados para quatro tratamentos. Foram utilizados quatro níveis de oferta diária de fibra insolúvel em detergente neutro, escalonada para a massa corporal dos animais: 3, 6, 9 e 12 g/(kg.dia). Oito bovinos mestiços, quatro com 298 ± 27 kg e quatro com 219 ± 16 kg, foram divididos aleatoriamente, no início do experimento, como colunas nos quadrados latinos. Os períodos experimentais consecutivos tiveram duração de 21 dias, assim distribuídos: período de adaptação de 14 dias e período de coleta de sete dias. Amostras das dietas oferecidas, sobras e fezes foram secas, moídas e analisadas para matéria seca, gordura bruta, cinzas, proteína bruta, fibra insolúvel em detergente neutro e energia bruta. O consumo de nutrientes, de nutrientes digestíveis, de energia digestível e a quantidade de fezes produzidas diariamente foram escalonadas para o tamanho metabólico. As exceções foram para a ingestão de fibra e lignina, por seus turnos, corrigidas para W1 (g/(kg.dia). O modelo linear misto descrito foi ajustado às variáveis escalonadas, após transformação logarítmica. O modelo estatístico foi ajustado utilizando-se o Proc Mixed do SAS, por meio do método de máxima verossimilhança restrita (reml). A probabilidade de verossimilhança das diferentes estruturas de variâncias e covariâncias foi avaliada a partir do critério de informação de akaike, corrigido para pequenas amostras. Hipóteses nulas sobre o fator tratamentos e seus respectivos componentes linear e quadrático foram rejeitadas sempre que P<0,05. As relações entre o consumo de energia digestível e o consumo de fibra, e consumo de proteína digestível e consumo de fibra foram analisadas considerando-se o modelo alométrico e cinco hipóteses. Os modelos constantes nestas hipóteses foram ajustados por meio do Proc Mixed do SAS. Foram consideradas as mesmas estruturas de variâncias e covariâncias listadas anteriormente e empregados os mesmos critérios de verossimilhança já descritos para escolha da(s) melhor(es) hipótese(s) a representar(em) a realidade dos dados. O ajuste das variáveis, utilizando diferentes estruturas de variância-covariância, mostrou que a estrutura de componentes de variância foi a melhor escolha para a maioria das variáveis, seguido por variância- covariância não estruturada, estrutura heterogênea, simetria composta, Spatial power e Spatial. As variáveis FCinza , RCinza , RLig , FLig , FCF e DCF apresentaram efeito quadrático, enquanto as demais variáveis apresentaram efeito linear, o que pode ser observado pelas suas equações. À medida que aumentou-se o teor de fibra na dieta, observa-se um crescente aumento dos valores observados para variáveis fibra em detergente neutro, matéria seca, cinzas e lignina. No entanto, próximo ao nível de 12 g, observa-se uma tendência de estabilização dos valores preditos. Em relação a essas variáveis, apenas a curva de excreção de matéria mineral nas fezes apresenta comportamento diferente, sendo mais estável do nível 3 g até o 6 g, e crescendo a partir desse nível. As variáveis nutrientes digestíveis solúveis, matéria orgânica, matéria seca, proteína bruta e energia bruta apresentaram valores preditos com crescimento linear, o que indica uma não limitação do consumo dessas variáveis pelo aumento do teor de fibra na dieta. Contudo, as variáveis carboidratos não fibrosos e gordura bruta apresentaram resultados constantes de consumo e digestibilidade, indicando que o aumento do teor de fibra na dieta não influenciou esses dados. A relação entre o consumo de energia digestível e o consumo de fibra foi analisada segundo as hipóteses descritas na metodologia, e a que mais se ajustou aos dados do presente trabalho foi a hipótese 5, quaisquer que sejam &#945;1 , &#945;2 , &#946;1 e &#946;2 . A estrutura de variância-covariância que melhor se ajustou à hipótese foi componente de variância, sendo significativo o efeito quadrático do nível de FDN efetivamente consumido. A relação entre consumo de proteína digestível e consumo de fibra também foi analisada e apresentou o mesmo resultado para as hipóteses testadas anteriormente e das estruturas de variância-covariância. Portanto, pode-se concluir que o consumo de fibra por bovinos mestiços leiteiros apresenta tendência à estabilização, próximo ao nível de oferta de FDN na dieta da ordem de 10,9 ± 2,6 g/(kg.dia). O consumo e a excreção de lignina são coincidentes dentro da faixa de 3 a 7 g/(kg.dia) de oferta de FDN na dieta. Tal fato pode explicar o porquê de a lignina ser caracterizada como entidade nutricional em ensaios de digestão conduzidos em nível de mantença, cuja oferta de FDN encontre-se situada nos limites encontrados no presente estudo.
The basic objective established for this study was to quantify the consumption of dry matter, nutrients and digestible energy of cattle depending on the supply of fiber in the diet. The experiment was conducted in two latin square and balanced for four treatments. Four levels of daily supply of insoluble neutral detergent fiber (3, 6, 9 and 12 g / (kg.dia)), scaled to the body mass of animals were used. Eight crossbred steers, four with 298 ± 27 kg and four with 219 ± 16 kg, were randomly divided, at the beginning of the experiment, as columns in latin squares. Consecutive experimental periods lasted for 21 days, as follows: adjustment period of 14 days and the collection period of seven days. Samples of diets offered, orts and feces were dried, ground and analyzed for dry matter, crude fat, ash, crude protein, neutral detergent insoluble fiber and gross energy. The nutrient intake, digestible nutrients, digestible energy and the amount of feces produced daily were scaled to metabolic size. The exceptions were for the intake of fiber and lignin, corrected for W1 (g/(kg.dia). The linear mixed model was fitted to the variables described staggered, after logarithmic transformation. The statistical model was fitted using the Proc Mixed of SAS, using the method of restricted maximum likelihood (REML). The probability likelihood of the different structures of variance and covariance was assessed using the Akaike information criterion, corrected for small samples. Null hypotheses on the treatment factor and the respective linear and quadratic components were rejected when P < 0.05. The relationship between digestible energy intake and fiber intake, and intake of digestible protein and fiber intake were analyzed considering the allometric model and five hypotheses. The models in these assumptions were adjusted using Proc Mixed of SAS. The same variance and covariance structures listed above were considered and employed the same criteria of verisimilitude already described for the choice (s) best (s) event (s) represent the reality of the data. The adjustment of the variables, using different structures of covariance showed that the structure of variance components was the best choice for most variables, followed by unstructured variance-covariance, heterogeneous structure composed symmetry, Spatial and Spatial power. The variables FAsh , RAsh , RLig , FLig , FFC e DFC showed a quadratic effect, while the other variables showed a linear effect, which can be seen by their equations. With the increase of fiber content in the diet, there is a growing incidence of observed values for variables neutral detergent fiber, dry matter, ash and lignin. However, close to the level of 12 g, there is a tendency of stabilization of the predicted values. In terms of these variables, just the curve of mineral matter excretion in feces presents different behavior, being more stable to level 3 g up to 6 g, and growing from this level. Variables compounds neutral detergent soluble, organic matter, dry matter, crude protein and gross energy showed predicted values with linear growth, which indicates a non-limiting consumption of these variables by increasing the fiber content in the diet. However, the nonfiber carbohydrates and crude fat results showed constant intake and digestibility, indicating that increasing the fiber content in the diet did not influence these data. The relationship between digestible energy intake and fiber intake was analyzed according to the assumptions described in the methodology, and the one that most fit to the data of the present study was the hypothesis 5, whatever they are &#945;1 , &#945;2 , &#946;1 and &#946;2 . The variance-covariance structure that best fit the hypothesis was variance components, with a significant quadratic effect of level of NDF actually consumed. The relationship between consumption of digestible protein and fiber intake was also analyzed and showed similar results to the assumptions previously tested and the variance- covariance structures. Therefore, it can be concluded that the consumption of fiber per dairy crossbred cattle exhibits a tendency towards stabilization, near the level of supply of NDF in the diet of the order of 10.9 ± 2.6 g/(kg.day). The intake and excretion of lignin are coincident within the range of 3 to 7 g/(kg.day) supply of NDF in the diet. This may explain why lignin be characterized as a nutritional entity digestion trials conducted maintenance level, whose offer of NDF find yourself situated within the limits of the present study.
Palavras-chave: Nutrição animal
Bovino - Nutrição - Fibra
Modelos matemáticos
Animal nutrition
Cattle - Nutrition - Fiber
Mathematical models
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::ZOOTECNIA::NUTRICAO E ALIMENTACAO ANIMAL::EXIGENCIAS NUTRICIONAIS DOS ANIMAIS
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Genética e Melhoramento de Animais Domésticos; Nutrição e Alimentação Animal; Pastagens e Forragicul
Programa: Mestrado em Zootecnia
Citação: VIRGINIO JÚNIOR, Gercino Ferreira. Notes about the consumption and to the digestibility of nutrients and energy by cattle fed increasing levels of fiber. 2014. 66 f. Dissertação (Mestrado em Genética e Melhoramento de Animais Domésticos; Nutrição e Alimentação Animal; Pastagens e Forragicul) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2014.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/5822
Data do documento: 29-Ago-2014
Aparece nas coleções:Zootecnia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf408,02 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.