Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/5841
Tipo: Dissertação
Título: Níveis de suplementação para novilhos da raça Nelore terminados a pasto na região centro-oeste durante o período da seca
Título(s) alternativo(s): Supplementation levels of Nelore steers in finishing phase on pasture on central Brazil during the dry season
Autor(es): Baroni, Carlos Eduardo Sverzut
Primeiro Orientador: Lana, Rogério de Paula
Primeiro coorientador: Mâncio, Antonio Bento
Segundo coorientador: Queiroz, Augusto César de
Primeiro avaliador: Sverzut, Claudio Bianor
Segundo avaliador: Leão, Maria Ignez
Abstract: A presente dissertação foi elaborada a partir de dois experimentos que avaliaram o efeito de seis níveis de suplementação sobre o desempenho produtivo, rendimento e acabamento de carcaça, o consumo e a digestibilidade em novilhos. No primeiro experimento, foram avaliados o peso, o ganho de peso e as características de carcaça de novilhos Nelore, suplementados com diferentes níveis de proteína e energia na fase de terminação durante o período seco, e a disponibilidade dos componentes da pastagem. O experimento foi implantado em pastagem de braquiária (Brachiaria brizantha, cv. Marandu), em 12 piquetes de 9 ha. Foram utilizados 96 novilhos Nelore com 30 meses e peso inicial de 412±16 kg. Os animais foram distribuídos de forma aleatória em 12 lotes de oito animais. Cada lote foi alojado em um piquete, sendo pesados no início e a cada 21 dias, durante 84 dias. Foram utilizados níveis crescentes de dois tipos de suplementos, à base de milho ou farelo de soja: 0,25, 0,5, 1,0, 2,0 e 4,0 kg/animal/dia, além de dois grupos-controle recebendo apenas mistura mineral. Cada tipo de suplemento, à exceção do controle, apresentou níveis decrescentes de proteína bruta (87,4 a 25,0% para os suplementos à base de milho; e 110,8 a 31,9% da matéria seca para os suplementos à base de farelo de soja) e proporções de mistura mineral:uréia:farelos de 25:25:50, 15:15:70, 10:10:80, 5:5:90 e 2,5:2,5:95 para os tratamentos 0,25, 0,5, 1,0, 2,0 e 4,0 kg/animal/dia, respectivamente. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado e os tratamentos foram avaliados pela análise de regressão. A proporção de colmo e folha seca aumentou no decorrer dos períodos experimentais caracterizados pelo déficit hídrico da estação seca da região. Houve efeito linear crescente sobre peso vivo final, ganho de peso médio diário e ganho médio por período, em função do consumo de suplemento, e ganho de peso, em função do consumo de proteína bruta e nutrientes digestíveis totais para ambos os tipos de suplementos. Para a característica ganho médio diário não houve efeito de tipo de suplemento. Houve efeito linear crescente sobre o peso de carcaça e espessura de gordura subcutânea para os dois tipos de suplementos. Para o rendimento de carcaça houve efeito linear crescente para os suplementos à base de farelo de soja e efeito quadrático para os suplementos à base de milho. O segundo experimento avaliou o efeito da suplementação com diferentes níveis de proteína e energia sobre o consumo e a digestibilidade aparente total em novilhos Nelore terminados em pastagem no período da seca. O experimento foi implantado em pastagem de Panicum maximum cv. Tanzânia, em oito piquetes de 1 ha. Foram utilizados oito novilhos Nelore com 30 meses e peso médio inicial de 440 kg. Os animais foram distribuídos em dois quadrados latinos 4 x 4 (quatro níveis de suplementação e quatro períodos). Foram utilizados níveis crescentes de dois tipos de suplementos, à base de milho ou farelo de soja: 0,0, 1,0, 2,0 e 4,0 kg/animal/dia, sendo o 0,0 o tratamento-controle - mistura mineral. Cada tipo de suplemento, à exceção do controle, apresentou níveis decrescentes de proteína bruta (42,6 a 52,0% para os suplementos à base de milho; e 57,5 a 31,9% da matéria seca para os suplementos à base de farelo de soja) e proporções de mistura mineral:uréia:farelos de 10:10:80, 5:5:90 e 2,5:2,5:95 para os tratamentos 1,0, 2,0 e 4,0 kg/animal/dia, respectivamente. Os períodos experimentais constituíram-se de 16 dias cada um, num total de 64 dias. O consumo e a digestibilidade foram determinados por meio da relação entre a quantidade de matéria seca fecal excretada por meio do uso de um indicador externo (óxido crômico - Cr2O3) e um indicador interno (FDAi). Os delineamentos experimentais foram em quadrados latinos 4 x 4 e os tratamentos foram avaliados pela análise de regressão. Houve efeito linear crescente para o consumo de matéria seca em kg/animal/dia e % do PV, consumo de proteína bruta, consumo de extrato etéreo, consumo de fibra em detergente neutro e consumo de nutrientes digestíveis totais, e não houve efeito sobre o consumo de pastagem, para ambos os tipos de suplemento. Para o consumo de carboidratos não-fibrosos houve efeito linear crescente para os suplementos à base de milho e não houve efeito para os tratamentos à base de farelo de soja. Para as dietas à base de milho houve efeito linear crescente para os coeficientes de digestibilidade aparente total da matéria seca e fibra em detergente neutro. Para os coeficientes de digestibilidade da proteína bruta, extrato etéreo e carboidratos não-fibrosos não houve efeito. Para os suplementos à base de farelo de soja houve efeito linear crescente para os coeficientes de digestibilidade da matéria seca, proteína bruta, extrato etéreo e fibra em detergente neutro, e não houve efeito para os carboidratos não-fibrosos.
The present dissertation was elaborated from two experiments that evaluated the effect of six supplementation levels on performance, fat thickness, carcass yield, intake and digestibility in steers. In the first experiment, the objective was to evaluate the weight, the average daily gain and the carcass characteristics of Nelore steers supplemented with different levels of protein and energy in the finishing phase during the dry period, and to evaluate the available of the components of the pasture. The experiment was implanted in pasture of Brachiaria brizantha, cv. Marandu, in twelve paddocks of nine hectares. Ninety-six Nelore steers with 30 months age and initial weight of 412+16 kg were distributed at random in twelve groups of eight animals. Each group was allocated in a paddock, being weighted in the beginning and every 21 days, during 84 days. Increasing levels of two types of supplements were used, based on corn or soybean meal: 0.25, 0.5, 1.0, 2.0, and 4.0 kg/animal/day, in addition to a two control groups receiving mineral mixture. Each supplement type, except the control, presented decreasing levels of crude protein (87.4 to 25.0% of the dry matter for corn basis supplements; and 110.8 to 31.9% for soybean basis supplements) and proportions of mineral mixture:urea:concentrate feeds of 25:25:50, 15:15:70, 10:10:80, 5:5:90, and 2.5:2.5:95 for the treatments 0.25, 0.5, 1.0, 2.0, and 4.0 kg/animal/day, respectively. The treatments were evaluated by regression in a completely randomized design. The proportion of stem and dead leaf increased in elapsing of the experimental periods characterizing the dry season. There was increasing linear effect on the final live weight, average daily gain and average daily gain by a period as a function of the supplement intake, and average daily gain as a function of the crude protein and total nutrients digestible intake for both types of supplements. For the average daily gain there was no effect of supplement type. There was increasing linear effect on the carcass weight and fat thickness for the two supplement types. For the carcass yield there was increasing linear effect for the supplements based on soybean meal and quadratic effect for the supplements based on corn. In a second experiment, the objective was to evaluate the effect of the supplementation with different levels of protein and energy on the intake and digestibility of Nellore steers in finishing phase on pasture during the dry season. The experiment was implanted on pasture of Panicum maximum cv. Tanzânia, in eight paddocks of one hectare. Eight Nellore steers with 30 months and initial weight of 440 kg were used. The animals were distributed in two 4x4 Latin squares (supplementation levels and periods). Increasing levels of two types of supplements were used, based on corn or soybean meal: 0.0, 1.0, 2.0, and 4.0 kg/animal/day, in which the 0.0 was a control group receiving mineral mixture. Each supplement type, except the control, presented decreasing levels of crude protein (42.6 to 52.0% for corn based supplements; and 57.5 to 31.9% of the dry matter for soybean meal based supplements) and proportions of mineral mixture: urea: concentrate feeds of 10:10:80, 5:5:90 and 2.5:2.5:95 for the treatments 1.0, 2.0, and 4.0 kg/animal/day, respectively. Each experimental period was constituted of 16 days, in a total of 64 days. The intake and the digestibility were through the relationship among the amount of fecal dry matter excreted by using an external indicator (Cr2O3) and an internal indicator (ADFi). The 4x4 Latin square were evaluated by regression analyzes. There was increasing linear effect for dry matter intake in kg/animal/day and % of BW, and intakes of crude protein ethereal extract, neutral detergent fiber and total digestible nutrients, and there was no effect on the intake of pasture, for both supplement types. For the non-fibrous carbohydrates intake there was increasing linear effect for the supplements based on corn and there was no effect for the treatments based on soybean. For the corn based diets there was increasing linear effect for the digestibility of the dry matter and neutral detergent fiber. For the coefficients of digestibility of the crude protein, ethereal extract and non-fibrous carbohydrates there was not effect. For the supplements based on soybean there was increasing linear effect for the digestibility of the dry matter, crude protein, ethereal extract and neutral detergent fiber, and there was not effect for the non-fibrous carbohydrates.
Palavras-chave: Nelore (Bovino)
Suplementação
Milho
Soja
Desempenho
Bovine
Supplementation
Maize
Soybean
Performance
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::ZOOTECNIA::NUTRICAO E ALIMENTACAO ANIMAL
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Genética e Melhoramento de Animais Domésticos; Nutrição e Alimentação Animal; Pastagens e Forragicul
Programa: Mestrado em Zootecnia
Citação: BARONI, Carlos Eduardo Sverzut. Supplementation levels of Nelore steers in finishing phase on pasture on central Brazil during the dry season. 2007. 97 f. Dissertação (Mestrado em Genética e Melhoramento de Animais Domésticos; Nutrição e Alimentação Animal; Pastagens e Forragicul) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2007.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/5841
Data do documento: 26-Abr-2007
Aparece nas coleções:Zootecnia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf472,39 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.