Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/5895
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.authorPaoliello, Flávio Abelha
dc.date.accessioned2015-03-26T14:01:02Z-
dc.date.available2010-11-24
dc.date.available2015-03-26T14:01:02Z-
dc.date.issued2010-06-14
dc.identifier.citationPAOLIELLO, Flávio Abelha. Corrosion of continuous digesters: influence of the ooking processes and analysis of the protective technologies. 2010. 122 f. Dissertação (Mestrado em Qualidade da madeira; Tecnologia de celulose e papel) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2010.por
dc.identifier.urihttp://locus.ufv.br/handle/123456789/5895-
dc.description.abstractA maior parte da celulose Kraft produzida no mundo provém de digestores contínuos. A corrosão destes digestores tornou-se uma questão relevante para a indústria de celulose, na medida em que trouxe a necessidade de elevados gastos com reparos, substituições de componentes e melhoria de materiais, bem como prejuízos por paralisações imprevistas e prolongadas da produção. O risco ao patrimônio e à vida humana é também considerável, já que há possibilidade real de falhas catastróficas em equipamentos pressurizados. Desde a década de 80 até os dias atuais, os problemas de corrosão em digestores de muitas fábricas de celulose Kraft vêm se acentuando, por razões que vão desde materiais e aspectos construtivos dos próprios digestores até mudanças nos processos desde então introduzidas. O presente trabalho examina este cenário, estuda o comportamento corrosivo dos digestores contínuos em suas diversas formas e procura evidenciar as principais causas. Casos reais de corrosão e proteção são apresentados e as principais tecnologias protetoras atualmente disponíveis são discutidas. Testes eletroquímicos, análises metalúrgicas, testes de corrosividade e inspeções de campo são utilizados para suportar as discussões e conclusões. Destaca-se a experiência com um digestor revestido em aço inoxidável tipo 316,sem similar conhecido, cujos riscos potenciais de corrosão instaram a execução de estudos e a adoção de providências inéditas para digestores em material inoxidável. Os riscos de corrosão dos digestores em aço carbono ou inoxidável austenítico operando com processos atuais são evidenciados como sendo significativos. A eficácia das principais tecnologias protetoras, bem como a compatibilidade entre elas, foi comprovada. A necessidade de inclusão destas tecnologias em projetos de retrofit de cozimento foi estabelecida.pt_BR
dc.description.abstractMost of the Kraft pulp produced in the world come from continuous digesters. Digester corrosion has become a significant topic for the pulp and paper industry since it brought about the need for high expenditures with repairs, replacement of components and upgrade of materials, as well as losses in connection with unplanned outages. Risks to life and property are also significant, as catastrophic failure of pressure bearing equipment may also result. From the Eighties to present days, corrosion problems in many pulp and paper mills around the world have been increasing, for reasons ranging from materials and design aspects of the digesters themselves, to process modifications introduced ever since. The present work examines this scenario, studies the corrosive behavior of continuous digesters in its several forms, and seeks to indicate the main causes. Actual corrosion cases are presented and the main current protective technologies are discussed. Electrochemical testing, metallurgical analyses, corrosivity testing and field inspections are used to support the discussions and conclusions. Highlight is given to the field experience with a type 316 stainless-clad digester, the only known continuous cooker built in such material in the industry, whose prospective corrosion hazards prompted the execution of studies and protective measures that are unique for stainless cooking vessels. The risks to carbon or austenitic stainless steel digesters running on modern cooking processes are demonstrated to be significant. The effectiveness of the main protective technologies, as well as the compatibility among them, was proved. The need to include these technologies in cooking plant retrofit projects was established.eng
dc.description.sponsorship
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de Viçosapor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectDigestorpor
dc.subjectCorrosãopor
dc.subjectPotenciaispor
dc.subjectProteção anódicapor
dc.subjectWeidpor
dc.subjectOverlaypor
dc.subjectDigestereng
dc.subjectCorrosioneng
dc.subjectPotentialeng
dc.subjectAnodic protectioneng
dc.subjectWeideng
dc.subjectOverlayeng
dc.titleCorrosão de digestores contínuos: influência dos processos de cozimento e análise das tecnologias protetoraspor
dc.title.alternativeCorrosion of continuous digesters: influence of the ooking processes and analysis of the protective technologieseng
dc.typeDissertaçãopor
dc.contributor.authorLatteshttp://lattes.cnpq.br/1336049233921347por
dc.contributor.advisor-co1Colodette, Jorge Luiz
dc.contributor.advisor-co1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4721443U9por
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.departmentQualidade da madeira; Tecnologia de celulose e papelpor
dc.publisher.programMestrado Profissionalizante em Tecnologia de Celulose e Papelpor
dc.publisher.initialsUFVpor
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::RECURSOS FLORESTAIS E ENGENHARIA FLORESTAL::TECNOLOGIA E UTILIZACAO DE PRODUTOS FLORESTAIS::TECNOLOGIA DE CELULOSE E PAPELpor
dc.contributor.advisor1Cardoso, Marcelo
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/2129811571198724por
dc.contributor.referee1Lins, Vanessa de Freitas Cunha
dc.contributor.referee1Latteshttp://lattes.cnpq.br/7922457689842629por
Aparece nas coleções:Tecnologia de Celulose e Papel

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf2,77 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.