Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/5973
Tipo: Dissertação
Título: Altura inicial e período de diferimento em pastos diferidos de capim-braquiária
Título(s) alternativo(s): Initial height and deferral period in deferred pastures of signal grass
Autor(es): Gouveia, Francisco de Souza
Primeiro Orientador: Fonseca, Dilermando Miranda da
Primeiro coorientador: Santos, Manoel Eduardo Rozalino
Primeiro avaliador: Vitor, Claudio Manoel Teixeira
Abstract: Este trabalho teve por objetivo gerar recomendações de alturas iniciais e períodos de diferimento em pastos de Brachiaria decumbens cv. Basilisk, avaliando seus efeitos sobre a massa de forragem e características estruturais do pasto. O experimento foi conduzido no Setor de Forragicultura da Universidade Federal de Viçosa, em Viçosa, MG, no período de janeiro a julho dos anos 2010 e 2011. Os tratamentos consistiram de três alturas de pasto (10, 20 e 30 cm) no início do diferimento e três períodos de diferimentos (171, 141 e 109 dias em 2010 e 131, 100 e 71 dias em 2011). Os fatores foram arranjados em parcelas subdivididas, em delineamento de blocos casualizados com três repetições. Nas parcelas (2 x 6 m) foram avaliados os períodos de diferimentos e nas subparcelas (2 x 2 m), as alturas iniciais do pasto. As variáveis avaliadas foram densidade populacional de perfilhos, massa de forragem e de seus componentes morfológicos, alturas, índice de tombamento e densidade volumétrica dos componentes morfológicos dos pastos. Houve interação entre período de diferimento e altura inicial do pasto, em pelo menos um dos anos experimentais, para o número de perfilhos vegetativos, massa de forragem total, massa de colmo vivo, massa de lâmina foliar morta, relação entre as massas de lâmina foliar viva e colmo vivo, altura da planta estendida e densidades volumétricas de lâmina foliar viva e colmo vivo. Os pastos diferidos por curto período em 2010 e 2011 apresentaram menores massas de forragem total (3.664 e 3.876 kg/ha de MS, respectivamente). No ano 2010, os pastos diferidos por curto período apresentaram menor massa de colmo vivo (942 kg/ha de MS), de lâmina foliar morta (785 kg/ha de MS) e de colmo morto (1.282 kg/ha de MS), maior número de perfilhos vegetativos (797 perfilhos/m²), número inferior de perfilhos reprodutivos (dois perfilhos/m²), menor índice de tombamento (1,4), superior massa de lâmina foliar viva (655 kg/ha de MS) e altas densidades volumétricas de lâmina foliar viva (24 kg/ha.cm de MS). Os pastos mais altos no início do diferimento apresentaram menor número de perfilhos vegetativos (431 perfilhos/m²), maiores massas de forragem total (4.116 kg/ha de MS), de lâmina foliar morta (968 kg/ha de MS) e de colmo morto (1.902 kg/ha de MS) e superiores alturas da planta estendida (64 cm) e do pasto (41 cm). Os efeitos resultantes do período de diferimento e altura inicial do pasto foram de mesma natureza. A variação na duração do período de diferimento influenciou 100% das características avaliadas em 2010 e 85% em 2011. O uso de período de diferimento longo reduz os efeitos da altura do pasto sobre a estrutura do capim-braquiária. É possível diminuir o período de diferimento e aumentar a altura inicial do pasto de B. decumbens para obtenção de massa de forragem semelhante à obtida com adoção de maior período de diferimento e menor altura do pasto. Pastos de B. decumbens cv. Basilisk diferidos para utilização em julho podem ser manejados com períodos de diferimento de 71 a 109 dias e altura inicial de 20 a 30 cm. A altura inicial de 10 cm é recomendada quando se adota período de diferimento mais longo.
This work was conducted with the objective of generating recommendations for initial heights and periods of deferment in Brachiaria decumbens cv. Basilisk evaluating its effects on herbage mass, pasture and structural characteristics of the interaction between. The experiment was conducted at the Forage Industry, Federal University of Viçosa, in Viçosa, MG, in the period from January to July of the years 2010 and 2011. Treatments consisted of three sward heights (10, 20 and 30 cm) at the beginning of deferment and three periods of deferment, and that in 2010 the durations were 171, 141 and 109 days in 2011 and 131, 100 and 71 days, arranged in split plot in a randomized complete block design with three replications. In plots (2 x 6 m) evaluated the deferment periods and, in the subplots (2 x 2 m), the sward heights initial. The variables evaluated were tiller density, herbage mass and its morphological components, heights and tipping index and volumetric density of morphological components. There was interaction between the deferral period and initial height of the pasture, in at least one of the experimental years, for the number of vegetative tillers, herbage total mass, mass of alive culm, dead blade mass, relationship between leaf blade masses alive and stem alive, plant height extended and volumetric at density alive blade leaf and alive stem. The pastures deferred for a short period had lower total forage mass (3.876 kg/ha de DM), of alive culm (942 kg/ha de DM), of dead leaf (785 kg/ha de DM) and culm dead (1.282 kg/ha de DM), greater number vegetative tillers (797 tillers/m²), lower number of reproductive tillers (2 tillers/m²), index lower tipping (1,4), upper mass alive leaf blade (655 kg/ha de DM) and high volumetric densities of blade leaf alive (24 kg/ha.cm de DM). The higher pastures at the beginning of the deferral had fewer vegetative tillers (431 tillers/m²), higher total forage mass (4.116 kg/ha de DM), leaf blade dead (968 kg/ha de DM), of dead stem (1.902 kg/ha de DM), higher the plant height extended (64 cm), and of pasture (41 cm). The resulting effects the deferral period and initial height of the pasture were of the same nature. The variation in the length of the deferral period influenced 100% of evaluated traits in 2010 and 85% in 2011. The use of long deferral period reduces the effects of sward height on the structure of signal grass. You can reduce the deferral period and increase the initial height of pasture B. decumbens to obtain forage mass similar to that obtained with greater adoption of the deferral period and lower sward height. Pastures B. decumbens cv. Basilisk deferred for use in July can be managed with periods of deferral 71-109 days and initial height of 20 to 30 cm. The initial height of 10 cm is recommended when taking longer deferral period.
Palavras-chave: Manejo de pastagem
Brachiaria decumbens
Massa de forragem
Pasture management
Brachiaria decumbens
Herbage mass
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::ZOOTECNIA::PRODUCAO ANIMAL
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Genética e Melhoramento de Animais Domésticos; Nutrição e Alimentação Animal; Pastagens e Forragicul
Programa: Mestrado Profissionalizante em Zootecnia
Citação: GOUVEIA, Francisco de Souza. Initial height and deferral period in deferred pastures of signal grass. 2013. 55 f. Dissertação (Mestrado em Genética e Melhoramento de Animais Domésticos; Nutrição e Alimentação Animal; Pastagens e Forragicul) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2013.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/5973
Data do documento: 28-Fev-2013
Aparece nas coleções:Zootecnia - Mestrado Profissional

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf826,01 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.