Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/6247
Tipo: Dissertação
Título: Poder de mercado no segmento de automóveis até 1000 cilindradas: uma análise a partir da nova organização industrial empírica
Market power in the automobile segment up to 1000 cc: an analysis from the new empirical industrial organization
Autor(es): Jacob, Kamila Gabriela
Abstract: A indústria automobilística é de suma importância para a economia brasileira, representando quase 25% do PIB industrial e 5% do PIB total, com faturamento acima de US$100 bilhões por ano. No setor automobilístico brasileiros, destacam-se os carros com motorização até 1.000 cilindradas, que surgiram no Brasil na década de noventa, também conhecidos como “carros populares”. Entretanto, a participação crescente das vendas de carros populares foi acompanhada por aumentos reais em seus preços, enquanto outras categorias sofreram quedas reais nos mesmos, existindo assim a possibilidade de estar ocorrendo mercados anticompetitivos. Além disso, constatam-se que há uma grande concentração de mercado em poucas empresas (Fiat, Ford, Chevrolet, Renault e Volkswagen) e, com relação aos modelos no mercado de 2005 a 2010, quatro modelos (Gol, Pálio, Uno e Celta) são responsáveis por, na média, quase 70% das vendas de carros populares. Dessa forma, respaldado pela Nova Organização Industrial Empírica (New Empirical Industrial Organization - NEIO), este trabalho visa verificar a existência e caracterizar o tipo de poder de mercado. Para isso, utiliza-se a abordagem de Cotterill, Franklin e Ma (1996) para analisar a existência do poder de mercado e classificá-lo a partir de sua origem em poder cooperativo (ou de conluio) e poder unilateral. No intuito de calcular as elasticidades-preço direta e cruzada dos carros populares (necessárias ao modelo CFM) estima-se a função de demanda deste bem. A forma funcional utilizada nas funções de demanda estimadas foi o Quadratic Almost Ideal Demand System (QUAIDS). O modelo QUAIDS possui a flexibilidade de curvas de Engel não lineares e, ao mesmo tempo, é derivado de uma estrutura de preferências. As elasticidades-preço diretas não compensadas calculadas ficaram dentro do esperado, indicando respostas elásticas para os carros populares, ou seja, o consumo deste segmento reage mais que proporcionalmente à alteração no preço. Quando analisadas as elasticidades cruzadas, notou-se que o segmento pode ser separado em dois mercados, onde o Gol e o Pálio competem entre si, sendo considerados como bens substitutos. Assim como, paralelamente, o Celta e o Uno também são classificados como bens substitutos um do outro. Com relação ao poder de mercado, dividido entre unilateral e cooperativo, pode-se afirmar que o Gol obteve maior poder de mercado unilateral, seguido pelo Pálio, Uno e Celta. De modo geral, o poder de mercado unilateral do Gol, Pálio, Uno e Celta ocorre, principalmente, devido à introdução de inovação no produto, barreiras à entrada e classificação das condições de segurança do veículo. Além disso, a partir do quociente de Chamberlin, o poder de mercado de cooperação ou conluio constatou-se que existem concorrência ou rivalidade entre o Gol e o Pálio e, ocorre cooperação por parte dos modelos Celta e Uno. E, por fim, encontra-se o Gol como sendo o modelo de carro popular que possui o mais alto grau de poder de mercado total ou observado. Em seguida, o Pálio apresenta o segundo maior poder de mercado, e por fim, o Uno e o Celta detêm os menores índices (C), ou seja, menores poderes de mercado observável, consecutivamente. Embora os valores encontrados para o poder de mercado no segmento de carros populares não sejam tão expressivos (próximos de 1), confirma-se a existência do poder de mercado e destaca-se a importância de estudos posteriores para identificar a perda de bem-estar da sociedade.
The automotive industry is very important for the Brazilian economy, representing for almost 25% of industrial GDP and 5% of GDP, with revenues exceeding $ 100 billion per year. In the Brazilian automobile sectors, are stands out the cars with engine up to 1,000cc, which emerged in Brazil in the nineties, also known as "popular cars". However, the increasing participation of the popular cars sales was accompanied by real increases in their prices, while other categories have suffered real drops in them, so there is the possibility to be occurring anticompetitive markets. In addition to this, we observe that there is a large market concentration in few companies (Fiat, Ford, Chevrolet, Renault and Volkswagen) and, with respect to the models in the 2005-2010 market four models (Gol, Palio, Uno and Celta) account for, on average, almost 60% of the popular car sales. By this way, supported by the New Empirical Industrial Organization (New Empirical Industrial Organization - NEIO), this study aims to verify the existence and characterize the type of market power. For this, we use the approach Cotterill, Franklin and Ma (1996) to analyze the existence of market power and rank it from its origin in cooperative power (or collusion) and unilateral power. In order to calculate the direct and cross-price elasticities of popular cars (necessary for the CFM model) estimated the demand function of this asset. The functional form used in the estimated demand functions was the Quadratic Almost Ideal Demand System (QUAIDS). The QUAIDS has the flexibility to model non-linear curves and Engel, while preference is derived from a structure. The direct price elasticities uncompensated calculated were as expected, indicating elastic responses to popular cars, so, the consumption of this segment reacts more than proportionally to the change in price. When the cross-price elasticities analyzed, it was noted that the segment can be separated into two markets where the Gol and the Palio race against each other, being considered as substitutes. As in parallel the Celta and Uno are also classified as substitute goods from one another. With respect to market power, divided between unilateral and cooperative, it can be said that the Gol earned greater power of unilateral market, followed by the Palio, Uno and Celta. In general, the power of unilateral market Gol, Palio, Uno and Celta occurs principally due to the introduction of product innovation, barriers to entry and classification of vehicle security. In addition, from the ratio of Chamberlin, the power of cooperation or collusion market, it was found that there are competition or rivalry between Gol and the Palio, and occurs cooperation from Celta models and Uno. Finally, the Gol is to be popular car model having the highest total degree of power or observed market. Then the Pálio has the second highest market power, and finally, the Uno and the Celta hold the lowest rates (C), so, lower market powers observable consecutively. Although the values found for the market power of the popular car segment are not as expressive (close to 1), confirms the existence of market power and show the importance of further studies to identify the loss wellness of society.
Palavras-chave: Indústria automobilística - Aspectos econômicos - Brasil
Automóveis - Política de preços
Concorrência
Organização industrial
CNPq: Organização Industrial e Estudos Industriais
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Citação: JACOB, Kamila Gabriela. Poder de mercado no segmento de automóveis até 1000 cilindradas: uma análise a partir da nova organização industrial empírica. 2015. 67f. Dissertação (Mestrado em Economia) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2015.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/6247
Data do documento: 24-Fev-2015
Aparece nas coleções:Economia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdftexto completo551,26 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.