Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/6256
Tipo: Dissertação
Título: Representações do corpo feminino na moda plus size no Brasil: um olhar multimodal em capas de revistas na versão online
The female body representations in plus size fashion in Brazil: a multimodal look on magazine covers in the online version
Autor(es): Silva, Lucimar Aparecida
Abstract: A exigência por padrões de beleza em relação ao corpo feminino não é algo novo; ao longo do tempo, isso foi se modificando devido a fatores históricos, culturais, sociais. A ditadura da moda, há tempos, tem influenciado comportamentos, estilos, hábitos de mulheres no mundo todo. A determinação por um tipo de beleza torna-se um problema social que abre espaço para o preconceito e a discriminação àqueles que fogem a esse parâmetro; é o caso do corpo feminino representado na moda plus size em capas de revistas, especialmente na versão online, a qual nosso trabalho propõe analisar. Podemos observar que a preocupação com a estética, o bem estar, a autoestima, a busca incansável pela beleza em ter o ‘corpo perfeito’ tem se intensificado cada vez mais nos dias de hoje; e esse ideal, cada vez mais, tem sido difundido pelos meios de comunicação a partir de vários discursos legitimadores, comoCNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES, por exemplo, o de que beleza e magreza estão associadas à saúde, longevidade e felicidade. Neste contexto, chega ao Brasil a moda plus size, que significa ‘tamanho maior’, ou seja, mulheres que vestem numerações acima do manequim 44. Tal moda passou a circular intensamente em telenovelas, comerciais, programas de horários nobres e, principalmente, em capas de revista, cujo lema seria a quebra de estereótipos, paradigmas e a recuperação da autoestima feminina na sociedade. Nosso trabalho buscou, então, à luz dos estudos da Análise de Discurso Textualmente Orientada, tal como desenvolvida por Norman Fairclough (2003), bem como a partir dos princípios e categorias da Gramática do Design Visual, de Kress e van Leeuwen (2006 [1996]), propor uma explanação crítica dos discursos e potenciais efeitos ideológicos construídos sobre o corpo feminino na moda plus size em capas online de revistas. O corpus constitui-se de dois grupos: (i) capas criadas exclusivamente para o público plus size e (ii) capas de revistas que já circulavam no mercado, mas que passaram a investir na moda plus size. Constatamos que a representação e identificação do corpo feminino nessa moda é caracterizada em ambos os grupos por um discurso que ora manifesta-se como a construção e veiculação de uma imagem positiva e emancipatória quanto à quebra de preconceitos, ora se mostra condizente com uma estética padrão, pautada em ideologias e estereótipos enfatizados por uma ótica mercadológica do corpo magro. Isso significa dizer que o corpo plus size é representado e identificado nas capas das revistas como: sexy, poderoso, erótico, curvilíneo, xao mesmo tempo em que é encoberto ou excluído totalmente por meio do vestuário, o tamanho e o formato da tipografia, as cores, o que pode ser interpretado, de acordo com Fairclough (2003), como uma acentuação da diferença, uma luta entre significados, normas e poder. Além disso, podemos notar que a moda plus size, muitas vezes, é rotulada por uma determinada numeração (a partir do 44 ou 46), o que também discrimina outros tipos de corpos, inclusive os que estão acima desse padrão.
The claim for female body beauty Standards is not new; over the time, it has been changing due to historical, cultural, social factors. The dictatorship of fashion has long influenced behaviors, styles and women habits worldwide. The determination by a kind of beauty has become a social problem that makes room for prejudice and discrimination of those which escape to this parameter, in the case of the female body represented in the plus size fashion magazine covers, especially in the online version, to which our work goals to analyze. We can say that the concern with aesthetics, well-being, self-esteem, tireless search for beauty in having the 'perfect body' never became as necessary as today and this ideal, increasingly, it has been disseminated by media from various speeches which legitimates, for example, that beauty and thinness are associated with health, longevity and happiness. The same fashion that excludes is also the one that includes and, in this context, it arrives in Brazil as plus size fashion to, which means 'full size', ie women who dress up dummy numbering 44. This fashion has become intensely, circulating in soap operas, commercials, primetime programs, and especially on magazine covers, whose motto is to break stereotypes, paradigms and the recovery of self-esteem women in society. Our work sought of studies of Verbatim Oriented Discourse Analysis as developed by Norman Fairclough (2003) and based on the principles and categories of the Grammar of Visual Design Kress and van Leeuwen (2006 [1996]) to propose a critical explanation of the discourse and ideological effects built on the female body in the plus size fashion online magazine covers. The corpus is composed of two groups: (1) covers exclusively created for the public plus size and (2) magazine covers that have circulated in the market but that are investing in plus size fashion. We observe that the representation and identification of the female body in the plus size fashion is characterized in both groups by a discourse that sometimes manifests as the construction and placement of a positive and emancipatory image as the breaking of prejudices, and sometimes shown consistent with an aesthetic standard, forerunner of ideologies and stereotypes emphasized by a marketing point of view of lean body. This means that the body plus size is represented and identified on the covers of magazines such as: sexy, powerful, erotic, curvilinear, while it is covered or completely deleted by the clothing, which can be interpreted, according to xiiFairclough (2003), as an accentuation of difference, a fight between the meanings, norms and power. Moreover, we can say that the plus size fashion to be labeled by a certain number (44- 52) also discriminates other bodies, including those above this number.
Palavras-chave: Análise crítica do discurso
Moda
Roupas femininas
Imagem corporal em mulheres
Beleza física (Estética)
Mídia (Publicidade)
CNPq: Linguística
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Citação: SILVA, Lucimar Aparecida. Representações do corpo feminino na moda plus size no Brasil: um olhar multimodal em capas de revistas na versão online. 2015. 152 f. Dissertação (Mestrado em Letras) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2015.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/6256
Data do documento: 25-Mar-2015
Aparece nas coleções:Letras

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdfTexto completo4,39 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.