Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/6290
Tipo: Dissertação
Título: O Processo de Feminização da Velhice no Município de Viçosa, MG: Características, Relações e Risco Social
The Process of Feminization of Old Age in the City of Viçosa, MG: Characteristics, Relationships and Social Risk
Autor(es): Almeida, Alessandra Vieira de
Abstract: As variações no perfil da faixa etária, vivenciadas em todo o território nacional e mundial tem produzido transformações no padrão etário da população, provocando o aumento proporcional do número de idosos, o que tem propiciado o envelhecimento populacional em um curto espaço de tempo. Dentro desta perspectiva, um fenômeno que tem sido bastante discutido é a “feminização da velhice”, visto que as mulheres tem predominado entre a população idosa. Perante este cenário, as idosas podem ter maior probabilidade de vivenciarem situações que podem levá-las ao risco social, que pode ser entendido como todo e qualquer fator que as expõe à vitimização no desenvolvimento da sua integridade psicossocial. Na grande maioria das vezes, esse risco é causado pela dificuldade de acesso ou inexistência de serviços de apoio a este contingente populacional, além de estar intimamente ligado ao rompimento de direitos (educação, saúde, trabalho, lazer, cuidado). O processo de envelhecimento também acarreta piores condições de saúde e, as mulheres estão mais sujeitas do que os homens de experimentar as doenças típicas dessa fase da vida, agravando a sua condição de saúde. O “envelhecer” ainda traz um declínio no status econômico, o que as torna mais dependentes do suporte familiar e/ou do Estado. Por outro lado, a mulher idosa que possui renda, ainda que baixa, tem se tornado também a provedora. A mulher idosa, então, desempenha, simultaneamente, o papel de cuidadora, que é considerado um papel tradicional à mulher e também o de provedora. Porém, vale ressaltar que, nesta fase da vida é a idosa quem mais necessita de cuidado e é o momento em que a renda é fundamental para atender as suas necessidades básicas. Sendo assim, a presente proposta de investigação buscou analisar o processo de feminização da velhice e suas implicações nas condições de vida da mulher idosa residente no município de Viçosa, MG. O estudo foi de abordagem quantitativa- qualitativa, de caráter exploratório e descritivo. Do ponto de vista metodológico, utilizou-se o estudo de caso, tendo como unidade empírica de análise o “Clube da Vovó”, programa de natureza filantrópica e social. A pesquisa foi realizada com 40 idosas participantes das atividades do Clube da Vovó que tinham idade igual ou superior à 60 anos e que aceitaram participar do estudo. Como instrumento para coleta de dados foi utilizada a entrevista semi-estruturada. Para análise e organização dos dados obtidos, utilizou-se o SPSS (Statistical Package for the Social Sciences) para a estatística descritiva, tais como frequências simples e médias e procedeu-se à análise do conteúdo das falas transcritas e organizadas das idosas entrevistadas. Os resultados da pesquisa foram apresentados em três artigos distintos, onde foi possível perceber os efeitos do processo de feminização da velhice na vida das idosas entrevistadas, em que envelhecer não pode ser visto somente como o avançar da idade, mas uma etapa da vida envolta de situações que podem levar a experiências novas e positivas, como também à realidades de exposição ao risco, como por exemplo, a baixa renda, a baixa escolaridade, as doenças crônicas, a solidão causada pela viuvez, as carências e os problemas advindos da própria idade, preconceito, dependência financeira, além de despenderem cuidado aos membros familiares. Neste último caso, destacou-se a iminente crise no cuidado, uma vez que as mulheres idosas são cuidadoras, mas também necessitam de cuidado. No entanto, a família que é o tradicional suporte está cada vez menos envolvida na função do cuidado. Isso pode ser explicado pelo fato do tamanho médio da família está menor e os membros terem menos tempo, pois todos trabalham. O estudo também observou que a renda era um fator de influência sobre a vida pessoal e familiar da idosa, muito importante para atender as suas necessidades como as de cuidado pessoal, tratamento de saúde e até mesmo de lazer. Porém, pode-se notar que a renda era destinada não somente para a idosa, mas para toda a família, o que colocava a idosa também no papel de provedora/chefe de família. Embora isso tenha sido encontrado, para as idosas, ser chefe de família não estava associado somente à renda, mas às reponsabilidades que tinham com a casa e a família. Desta forma, considerando a mulher neste processo de feminização da velhice e, destacando as mudanças e transformações positivas e/ou negativas que este traz para a vida das idosas, esta realidade merece atenção especial e reforça o dever e a importância da sociedade, do estado e também da família, em busca de ações que promovam a ampliação e a efetivação das políticas públicas, programas, projetos e ações que atendam as diferentes realidades enfrentadas pelos idosos, reduzindo a exposição dos mesmos às situações de risco social.
Changes in the profile of age, experienced throughout the national territory and world has produced changes in the age pattern of the population, causing a proportional increase in the number of elderly, which has provided population aging in a short time. According to the 2010 census, the Brazilian population has about 190 million people (190 755 799), these 20 million (20,590,599) are persons aged 60 or more, which corresponds to 10.8% of the population. From this perspective, a phenomenon that has been widely discussed is the "feminization of old age" in which women predominate among the elderly. Against this background, the elderly are more likely to get into situations that may lead them to social risk, which can be understood as any factor that exposes them to victimization in developing its psychosocial integrity. In most cases, this risk is caused by the difficulty of access or lack of support services for this population group, as well as being closely linked to the disruption of rights (education, health, work, leisure, care). The aging process also leads to worse health conditions, and women are more likely than men to experience the typical diseases of this phase of life (arthritis or rheumatism, diabetes, hypertension, heart disease and depression), worsening their condition health. In addition, the "age" still brings a decline in economic status, especially for older women, making them more dependent on family support and / or the State. Thus, whether or not an income influences the role of women within the family, as they can leave the traditional position-dependent for providers, making the woman is considered an important support network for the family, also playing the role of caregiver. The proposed study aimed to discuss the process of feminization of old age and its implications in the living conditions of the resident elderly woman in Viçosa, MG. The study was a quantitative-qualitative approach, exploratory and descriptive. From a methodological point of view, we used the case study, with the empirical unit of analysis the "Club Grandma", philanthropic and social nature program. The survey was conducted with 40 elderly participants of Grandma's Club activities that had aged to 60 years and that both assessments. As a tool for data collection was based on a semi-structured interview. For analysis and organization of data, we used the SPSS (Statistical Package for the Social Sciences) for descriptive statistics such as frequencies and simple means and proceeded to the content analysis of the transcribed and organized the interviewed older lines. The research results were presented in three separate articles, where it was possible to see the effects of old age feminization process in the life of the interviewed elderly, in which aging can not be seen only as advancing age, but a life stage shrouded situations that can lead to new and positive experiences, as well as exposure to risk situations, such as low- income, low education, chronic diseases, loneliness caused by widowhood, the needs and the problems resulting from own age , prejudice, financial dependence, and expend care to family members. In the latter case, they emphasized the impending crisis in care, since older women are caregivers, but also need care. However, the family is the traditional support is increasingly less involved in the care function. This can be explained by the fact that the average family size is smaller and the members have less time because all work. The study also noted that income was a factor of influence on personal and family life of the elderly, very important to meet your needs such as personal care, health care and even leisure. However, it may be noted that the income was intended not only for the elderly but for the whole family, which also put the elderly in the role of provider / householder. While this has been found, for the elderly, to be head of the family was not associated with income, but at responsibilities they had with the house and the family. Thus, considering the woman in this old age feminization process and highlighting the changes and positive changes and / or negative that this brings to the lives of the elderly, this fact deserves special attention and reinforces the duty and the importance of society, the state and also the family, looking for activities that promote the expansion and the effectiveness of public policies, programs, projects and actions that meet the different realities faced by the elderly, reducing their disclosure to situations of social risk.
Palavras-chave: Gerontologia
Envelhecimento - Aspectos sociais - Viçosa (MG)
Idosas - Condições sociais
Idosas - Aspectos psicológicos
CNPq: Economia Doméstica
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Citação: ALMEIDA, Alessandra Vieira de. O Processo de Feminização da Velhice no Município de Viçosa, MG: Características, Relações e Risco Social. 2015. 98f. Dissertação (Mestrado em Economia Doméstica) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2015.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/6290
Data do documento: 20-Fev-2015
Aparece nas coleções:Economia Doméstica

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdftexto completo939,15 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.