Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/6302
Tipo: Dissertação
Título: Influência da estabilidade no emprego sobre o comportamento financeiro do consumidor
Influence of stability in employment on consumer financial behavior
Autor(es): Guimarães, Ricardo Lima
Abstract: No múltiplo universo de consumidores brasileiros, há um grupo constituído pelos trabalhadores de instituições públicas, os servidores públicos. Em geral, esse grupo sente-se menos ameaçado pela possibilidade de perda da renda, em virtude da estabilidade no emprego. Contudo, muitos servidores públicos encontram-se em situação de endividamento. O objetivo deste estudo foi analisar o comportamento financeiro de consumidores com e sem estabilidade no emprego; bem como identificar e analisar os agrupamentos de consumidores formados a partir da similaridade de seus comportamentos financeiros. Esta pesquisa, de abordagem quantitativa e classificada como descritiva e exploratória, realizou um survey com uma amostra de consumidores classificados em dois grupos: com e sem estabilidade no emprego. Por meio das análises estatísticas concluiu-se que, em geral, os consumidores comportam-se financeiramente influenciados pela condição de estabilidade no emprego e que os consumidores estáveis apresentam melhor comportamento financeiro e poupam/investem mais que aqueles sem estabilidade. Concluiu-se, ainda, que outros fatores explicam o comportamento financeiro; consumidores mais velhos, em nível mais alto de escolaridade ou com maior renda comportam-se melhor financeiramente. Os consumidores sem estabilidade no emprego, por sua vez, comunicam mais com suas famílias, a respeito de seus problemas financeiros, que os consumidores estáveis. A análise de cluster revelou, ainda, a influência da família no comportamento financeiro. Havia grupos de consumidores que pertenciam a famílias com maior número de membros, em que o nível mais baixo de escolaridade e menor renda não os levaram a planejar menos para alcançar seus objetivos. Pelo contrário, a composição familiar pareceu ser o fator motivador para melhor organização financeira. Tais resultados ressaltam o dever de se atentar para a diversidade de fatores influenciadores do comportamento financeiro do consumidor.
In the multiple universe of Brazilian consumers, there is a group made up of employees of public institutions, the public servants. In general, this group feels less threatened by the possibility of loss of income due to job security. However, many public servants are in debt situation. The objective of this study was to analyze the financial behavior of consumers with and without job security; and to identify and analyze the groupings of consumers formed from the similarity of their financial behavior. This research, quantitative and classified as descriptive and exploratory approach, conducted a survey with a sample of consumers classified into two groups: with and without job security. Through statistical analysis it was concluded that, in general, consumers behave financially influenced by the stability condition of employment and in that the stable consumers have better financial behavior and save / invest more than those without stability. It was concluded also that other factors explain the financial behavior; older consumers in higher-level education or higher income behave better financially. Consumers without job security, in turn, communicate more with their families, about their financial problems, the stable consumers. The cluster analysis also revealed the influence of the family in financial behavior. There were groups of consumers belonging to families with more members in the lower level of education and lower income did not take the plan less to achieve their goals. Rather, the family composition appeared to be the motivating factor for better financial organization. These results emphasize the duty to pay attention to the diversity of factors influencing the financial behavior of the consumer.
Palavras-chave: Estabilidade no emprego
Consumo
Finanças pessoais
CNPq: Economia Doméstica
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Citação: GUIMARÃES, Ricardo Lima. Influência da estabilidade no emprego sobre o comportamento financeiro do consumidor. 2015. 68f. Dissertação (Mestrado em Economia Doméstica) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2015.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/6302
Data do documento: 18-Mar-2015
Aparece nas coleções:Economia Doméstica

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdftexto completo721,17 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.