Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/6330
Tipo: Dissertação
Título: Análise da integração lavoura-pecuária-floresta como medida adaptativa às mudanças climáticas
Analysis of integrated crop-livestock and forest as an adaptive measure to climate change
Autor(es): Schembergue, Altamir
Abstract: A agropecuária é um dos setores mais importantes da economia brasileira, sendo altamente dependente do clima. Os impactos das mudanças climáticas sobre o setor agrícola e sua habilidade em adaptar-se e mitigá-los são questões críticas para os produtores rurais e formuladores de políticas públicas. A relevância do setor agrícola para a mudança do clima está no fato de uma inquestionável necessidade de expansão da produção para atender às demandas atuais e futuras de alimentos para a população crescente. Considerando ainda que o setor agropecuário é um dos setores mais importantes da economia brasileira, o tema se torna relevante para o desenvolvimento sustentável do país. Neste sentido, o presente trabalho objetivou analisar os impactos econômicos das mudanças climáticas sobre o setor agrícola brasileiro, considerando a adoção de estratégias adaptativas. Partiu-se da hipótese de que a adoção de um sistema agrícola integrado, que compreende agricultura, pecuária e floresta (agrossilvipastoril), seria mais resiliente às mudanças climáticas do que a produção especializada. Buscou-se fazer uma análise alternativa dos efeitos das mudanças climáticas sobre o setor agrícola do Brasil, considerando a decisão de implementar um sistema integrado de lavoura-pecuária-floresta (iLPF) como estratégia de adaptação. Investigou-se como a variabilidade climática influencia a decisão dos agricultores e se o sistema, de fato, tornará menor a vulnerabilidade dos produtores brasileiros às alterações climáticas. Para tanto, utilizou-se o método de Efeito de Tratamento, cujas estimativas foram obtidas pela técnica conhecida como Pareamento por Escore de Propensão - PSM (Propensity Score Matching). Primeiramente, estimou-se um modelo Probit da adoção do sistema iLPF. Os coeficientes estimados foram usados para calcular o escore de propensão, que é a probabilidade de se adotar o sistema integrado para cada observação. Por meio dos valores dos escores de propensão, os dados foram organizados em seus respectivos grupos, ou seja, os municípios que apresentam a adoção do sistema de iLPF (tratados) e aqueles que não utilizam o sistema. As viiprobabilidades estimadas foram usadas para obter os contrafactuais desejados, isto é, a partir delas obtêm-se pares de observação, em que um dos elementos do par pertence ao grupo de produtores integrados e o outro, ao grupo de agricultores especializados (controle). A análise considerou as previsões climáticas em um período de 33 (trinta e três) anos (1979-2012), considerando 5.464 municípios brasileiros. Os resultados obtidos confirmaram a expectativa de que a adoção do sistema integrado de iLPF é influenciado pelas alterações climáticas, podendo, assim, ser considerada como medida adaptativa às mudanças climáticas. A análise dos fatores associados à adoção do sistema integrado indicou que o produtor com maior nível de experiência, informação e maior nível de instrução apresenta maior probabilidade de adoção do sistema integrado, sendo que a falta de conhecimento técnico e de fontes de financiamento impactam de maneira negativa na probabilidade de adoção do sistema. No que se refere ao efeito da adoção da iLPF sobre o desempenho do produtor, o resultado revelou que nos municípios que adotaram o sistema houve ganho aproximadamente 13,5% superior, em termos de valor da terra, em relação aos municípios que não fizeram esta adoção. Os resultados evidenciados corroboram os pressupostos da adoção do sistema de iLPF, possibilitando a expansão produtiva de forma sustentável, auferindo ganhos maiores para os produtores rurais.
Agriculture and cattle raising is one of the most important sectors of the brazilian economy, and is highly dependent on the climate. The impacts of climate change in agricultural industry and its ability to adapt and relieve are critical issues for producers and policy makers. The importance of agriculture for the climate change is in fact an unquestionable need to expand production to support current and future demands of food supply. Furthermore, the agricultural industry is one of the most important sector of the brazilian economy and the issue becomes relevant to develop the sustainability of the country. For that reason, the present study aimed to analyze the economic impacts of climate change on the brazilian agricultural sector, considering the adoption of adaptive strategies. Assuming that an adoption of an integrated agricultural system, including agriculture and forest (agrossilvipastoril), would be more resilient to climate change than a specialized production. Trying to accomplish an alternative analysis of the effects of climate change regarding the Brazil‘s agricultural sector, considering the decision to implement an integrated crop- livestock-forest system as an adaptation strategy, we intend to investigate how climate variability influences the farmers‘ decision and if the system in fact, will make the brazilian producers less vulnerable to climate change. For this reason, we used the Treatment Effect method whose estimates are derived from the technique known as Propensity Score Matching (PSM). Firstly, it was estimated a model Probit of the system adoption (iLPF), then, the estimated coefficients are used to calculate the propensity score which is the probability of adopting the integrated system for each observation and through theses values, the data is organized in respective groups. In other words, the municipalities with the adoption system (treated) and those that do not use iLPF system. The estimated probabilities will be used to obtain desired counterfactuals, it means that they are obtained by observing pairs wherein A agropecuária é um dos setores mais importantes da economia brasileira, sendo altamente dependente do clima. Os impactos das mudanças climáticas sobre o setor agrícola e sua habilidade em adaptar-se e mitigá-los são questões críticas para os produtores rurais e formuladores de políticas públicas. A relevância do setor agrícola para a mudança do clima está no fato de uma inquestionável necessidade de expansão da produção para atender às demandas atuais e futuras de alimentos para a população crescente. Considerando ainda que o setor agropecuário é um dos setores mais importantes da economia brasileira, o tema se torna relevante para o desenvolvimento sustentável do país. Neste sentido, o presente trabalho objetivou analisar os impactos econômicos das mudanças climáticas sobre o setor agrícola brasileiro, considerando a adoção de estratégias adaptativas. Partiu-se da hipótese de que a adoção de um sistema agrícola integrado, que compreende agricultura, pecuária e floresta (agrossilvipastoril), seria mais resiliente às mudanças climáticas do que a produção especializada. Buscou-se fazer uma análise alternativa dos efeitos das mudanças climáticas sobre o setor agrícola do Brasil, considerando a decisão de implementar um sistema integrado de lavoura-pecuária-floresta (iLPF) como estratégia de adaptação. Investigou-se como a variabilidade climática influencia a decisão dos agricultores e se o sistema, de fato, tornará menor a vulnerabilidade dos produtores brasileiros às alterações climáticas. Para tanto, utilizou-se o método de Efeito de Tratamento, cujas estimativas foram obtidas pela técnica conhecida como Pareamento por Escore de Propensão - PSM (Propensity Score Matching). Primeiramente, estimou-se um modelo Probit da adoção do sistema iLPF. Os coeficientes estimados foram usados para calcular o escore de propensão, que é a probabilidade de se adotar o sistema integrado para cada observação. Por meio dos valores dos escores de propensão, os dados foram organizados em seus respectivos grupos, ou seja, os municípios que apresentam a adoção do sistema de iLPF (tratados) e aqueles que não utilizam o sistema. As viiprobabilidades estimadas foram usadas para obter os contrafactuais desejados, isto é, a partir delas obtêm-se pares de observação, em que um dos elementos do par pertence ao grupo de produtores integrados e o outro, ao grupo de agricultores especializados (controle). A análise considerou as previsões climáticas em um período de 33 (trinta e três) anos (1979-2012), considerando 5.464 municípios brasileiros. Os resultados obtidos confirmaram a expectativa de que a adoção do sistema integrado de iLPF é influenciado pelas alterações climáticas, podendo, assim, ser considerada como medida adaptativa às mudanças climáticas. A análise dos fatores associados à adoção do sistema integrado indicou que o produtor com maior nível de experiência, informação e maior nível de instrução apresenta maior probabilidade de adoção do sistema integrado, sendo que a falta de conhecimento técnico e de fontes de financiamento impactam de maneira negativa na probabilidade de adoção do sistema. No que se refere ao efeito da adoção da iLPF sobre o desempenho do produtor, o resultado revelou que nos municípios que adotaram o sistema houve ganho aproximadamente 13,5% superior, em termos de valor da terra, em relação aos municípios que não fizeram esta adoção. Os resultados evidenciados corroboram os pressupostos da adoção do sistema de iLPF, possibilitando a expansão produtiva de forma sustentável, auferindo ganhos maiores para os produtores rurais.one pair of the elements belong to the group of integrated producers and the other one to the specialized farms (control). The analysis included the weather forecast in a period of ix33 (thirty three) years (1979-2012), considering 5,464 Brazilian municipalities. The results confirmed that the expectation of adopting the Integrated iLPF system is influenced by climate change, as well as it could be considered an adaptive measure to climate change. The analysis of factors associated to the adoption of integrated systems show that the producer with higher level of experience, information and more education (higher education) is more likely to adopt the integrated system and due to lack of technical knowledge and investment (PRONAF) impact directly in a negative way while adopting a system. However properties that have better soil quality increase the probability of adopting the system, and the various benefits offered may contribute with properties that have lower soil quality, showing that the adoption of the system can contribute to reduce their vulnerability to climate change and also to achieve better results for the synergy between the productions offered by the system. Regarding the effect of adopting the iLPF system for the producer performance, the result revealed that properties have increased 13,5% more than producers who took the expert system. The highlighted results confirm the assumption of adopting the iLPF system enabling the production expansion in a sustainable way, providing higher profits for farmers.
Palavras-chave: Agrossilvicultura
Mudanças Climáticas
Desenvolvimento Sustentável
CNPq: Economia dos Recursos Naturais e Ambientais
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/6330
Data do documento: 12-Dez-2014
Aparece nas coleções:Economia Aplicada

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdfTexto completo1,03 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.