Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/6394
Tipo: Dissertação
Título: Fatores associados aos padrões alimentares de crianças de uma coorte do nascimento ao primeiro ano de vida do município de Viçosa-MG
Factors associated with dietary patterns of children from a birth cohort the first year of life in the city of Viçosa-MG
Autor(es): Carvalho, Carolina Abreu de
Abstract: O primeiro ano de vida é um período de rápidas mudanças, especialmente, nos aspectos alimentares e nutricionais. A investigação dos fatores associados aos padrões alimentares adotados, bem como às práticas alimentares nessa fase da vida, com destaque para os tipos de leite consumidos, pode contribuir de forma significativa para a melhoria da saúde infantil por meio da alimentação adequada. O objetivo deste estudo é analisar os fatores associados a padrões alimentares no primeiro ano de vida, em crianças do município de Viçosa. Trata-se de um estudo de coorte com 256 crianças acompanhadas no 1°, 4° e 6° mês de vida, em Viçosa-MG. Para a avaliação do consumo de leite de vaca e fórmulas lácteas foi contabilizado o consumo independente do consumo de leite materno. Para o leite materno, considerou-se apenas o consumo do leite materno de forma exclusiva ou predominante. O estudo dos padrões alimentares foi um corte transversal, no qual estudou-se 112 crianças com seis meses, 149 com nove meses e 117 com doze meses. O consumo alimentar foi avaliado por meio de um recordatório de 24 horas e os padrões alimentares foram extraídos por análise de agrupamentos. Do 1° ao 6° mês observou-se o aumento do número de crianças que não ingeriam de leite materno de forma exclusiva ou predominante (30,7%), bem como da ingestão de leite de vaca (27,9%) e fórmulas lácteas (8,7%). O não consumo de leite materno de forma exclusiva ou predominante associou-se ao baixo peso ao nascer e uso de chupeta no 1° mês, e ao trabalho materno e uso de chupeta no 4° e 6° mês. Os principais fatores associados aos tipos de leite consumidos pelas crianças foram o uso de chupeta e o trabalho materno. Em relação ao padrão alimentar, foram extraídos 3 padrões aos 6 e 9 meses, e dois aos 12 meses. No 6° mês, filhos de mães de cor não-branca (OR: 1,68; p=0,001) e pertencentes ao grupo de menor renda familiar (OR:1,21; p=0,025) tiveram maior risco de consumir o padrão 3 (leite de vaca, farináceos, feijão, legumes, frango e sucos naturais), e crianças com sobrepeso e obesidade foram mais propensas a adotarem o padrão 2 (fórmulas lácteas, verduras, legumes, carne bovina e pêra). Com 9 meses, nenhuma variável associou-se aos padrões alimentares identificados. Aos 12 meses, o padrão alimentar de maior risco (padrão 2) teve como fatores associados o baixo peso ao nascer (OR:8,04; p=0,028), uso de mamadeira (OR:1,92; p<0,001) e chupeta (OR:1,82; p=0,030). Observou-se que desde o 1° mês o percentual de introdução de outros tipos de leite é elevado, mostrando que ainda há muito a se percorrer para a garantia do aleitamento materno exclusivo até os seis meses. Quanto aos padrões alimentares identificados verificou-se a existência de associações entre os padrões alimentares de maior risco e variáveis socioeconômicas, comportamentais, de nascimento e de nutrição entre as crianças analisadas.
The first year of life is a period of rapid change, especially in food and nutritional factors. The investigation of the factors associated with the dietary patterns adopted, as well as the feeding practices in the first year of life, especially for the types of milk consumed, can contribute significantly to improving child health through proper nutrition. The objective of this study is to analyze the factors associated with dietary patterns in the first year of life, in Viçosa children. This is about a cohort study with 256 children followed at 1st, 4th and 6th months of age, in Viçosa, MG. For the evaluation of cow's milk and infant formula consumption was recorded the consumption independent from breast milk consumption. Into breast milk, was considered only the exclusively or predominantly consumption of breast milk. The study of dietary patterns was a cross-section, in which we studied 112 children aged six months to nine months 149 and 117 with twelve months. Dietary intake was assessed by a 24-hour recall and dietary patterns were extracted by cluster analysis. From 1st to 6th month there was an increase in the number of children who did not consume breast milk exclusively or predominantly (30.7%), as well as of cow's milk consumption (27.9%) and infant formulas (8.7%). The non-consumption of breast milk exclusively or predominantly was linked to the low birth weight and pacifier use at the 1st month, and to maternal work and pacifier use in the 4th and 6th month. The main factors related to types of milk consumed by the children were pacifier use and maternal work. With regard to dietary patterns, were extracted 3 standards at 6 and 9 months, and two at 12 months. At the 6th month, children of non- white mothers (OR: 1.68; p = 0.001) and belonging to the lower income group (OR: 1.21; p = 0.025) had a higher risk of consuming the standard 3 (cow's milk, flours, beans, vegetables, chicken and juices), and children with overweight and obesity were more likely to adopt the standard 2 (infant formula, vegetables, beef and pear). With nine months, no variable was associated with the identified dietary patterns. At 12 months, the highest risk dietary pattern (pattern 2) was related to the factors associated with low birth weight (OR: 8.04; p = 0.028), baby bottle feeding (OR: 1.92; p <0.001) and pacifiers (OR: 1.82; p = 0.030). It was observed that since the 1st month the percentage of introduction of other types of milk is high, showing that there is still much to go to the guarantee of exclusive breastfeeding up to six months. As for the identified dietary patterns was verified associations between dietary patterns of higher risk and socioeconomic, behavioral, birth and nutrition variables among children analyzed.
Palavras-chave: Lactantes - Nutrição
Crianças - Alimentação
Aleitamento materno
Substitutos do leite materno
CNPq: Nutrição
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Citação: CARVALHO, Carolina Abreu de. Fatores associados aos padrões alimentares de crianças de uma coorte do nascimento ao primeiro ano de vida do município de Viçosa-MG. 2015. 133 f. Dissertação (Mestrado em Ciência da Nutrição) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2015.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/6394
Data do documento: 23-Fev-2015
Aparece nas coleções:Ciência da Nutrição

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdftexto completo1,05 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.