Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/6425
Tipo: Tese
Título: Biodisponibilidade in vitro e in vivo de ferro e zinco do feijão com potencial para a biofortificação e efeitos da batata yacon no estado nutricional e na resposta imunológica de pré-escolares
Iron and zinc bioavailability in vitro and in vivo of potential biofortified beans and effects of yacon in nutritional status and immune response in preschool children
Autor(es): Tostes, Maria das Graças Vaz
Abstract: O presente trabalho teve como objetivo avaliar biodisponibilidade de ferro e zinco de feijão com potencial para a biofortificação usando técnicas in vivo e in vitro e estudos em humanos (Artigo 1) e avaliar o efeito da batata yacon no estado nutricional de ferro e zinco e resposta imunológica de pré-escolares (Artigo 2). No artigo 1, a biodisponibilidade de ferro e zinco do feijão com potencial para a biofortificação Pontal (PO) e do feijão convencional Pérola (PE) foram avaliadas utilizando células Caco-2 e como índices de captação de ferro e zinco os níveis de ferritina/proteína e zinco/proteína produzidos pelas células; a biodisponibilidade de ferro foi avaliada em estudos com ratos usando a metodologia de depleção-repleção; e os efeitos da ingestão dos feijões no estado nutricional de ferro e zinco de pré- escolares avaliados após 18 semanas de consumo destes alimentos. Não houve diferença nos níveis de ferritina e na captação de zinco pelas células Caco-2 comparando-se o feijão com potencial para a biofortificação ao convencional. No estudo com animais, ambos os feijões apresentaram alta biodisponibilidade de ferro, sem diferença entre os dois. Em pré-escolares, não foram observadas mudanças no estado nutricional de ferro e zinco após 18 semanas de consumo do feijão PO. A biodisponibilidade de ferro e zinco não foi diferente entre o PO e PE, utilizando diferentes metodologias como culturas de células, animais ou estudos em humanos, mostrando que mais esforços deveriam focar no aumento dos níveis de minerais mais biodisponíveis. No artigo 2, crianças de 2 a 5 anos de idade foram selecionadas de duas creches municipais: grupo controle (C) e grupo Yacon. O grupo Y recebeu yacon por 18 semanas e o estado nutricional de ferro e zinco (eritrograma, ferro séricos, ferritina e zinco plasmático e eritrocitário) e resposta imune (IL-4, IL-10, IL- 6, TNF-α e IgA secretória) foram avaliados antes e após a intervenção alimentar. Foi observado que as crianças do grupo Y apresentaram baixos níveis de hemoglobina, o zinco eritrocitário estava reduzido tanto no grupo C quanto no grupo Y ao final do estudo e que a ingestão de yacon aumentou os níveis séricos de IL-4 e sIgA fecal. A yacon melhorou a resposta imune intestinal, mas não apresentou efeitos positivos no estado nutricional de ferro e zinco em pré-escolares.
The aim of this study was to evaluate iron and zinc relative bioavailability of biofortified beans using in vivo e in vitro models and human studies (Article 1) and to evaluate the effect of yacon flour on iron and zinc nutritional status and immune response in preschool children (Article 2). In Article 1, the bioavailability of iron and zinc from potential biofortified beans Pontal (PO) and conventional beans Pérola (PE) were evaluated using Caco-2 cells and iron and zinc uptake with ferritin/protein and zinc/protein levels produced by the cells; the bioavailability of iron was evaluated in rat studies using depletion-repletion methodology; and the effects of the beans on the iron and zinc nutritional status of preschool children assessed after 18 weeks of consumption of these foods. There was no difference in levels of ferritin and zinc in Caco-2 cells in biofortified bean compared to conventional bean. In animal study, both beans showed high bioavailability of iron, with no difference between the two beans. In preschoolers, no changes were observed in their Fe and Zn nutritional status after 18 weeks of bean consumption. In conclusion, bioavailability of Fe and Zn in PO and PE beans was not statistically different using either cell culture, animal, or human models. Efforts should focus on increasing mineral bioavailability of beans. In Article 2, preschool children aged 2 to 5 years were selected from two nurseries: a control (C) group and Yacon (Y) group. The Y group received yacon flour in preparations for 18 weeks and nutritional status of iron and zinc (erythrogram, serum iron, ferritin, and plasma and erythrocyte zinc) and immune response (IL-4, IL-10, IL-6, TNF-α and secretory IgA) were evaluated before and after dietary intervention. It was observed that the Y group presented lower hemoglobin, mean corpuscular hemoglobin, and mean corpuscular hemoglobin concentration at the end of the study (p<0.05). Erythrocyte zinc was reduced in the C and Y groups at the end of the study (p<0.05). Yacon intake increased the serum levels of IL-4 and fecal sIgA (p<0.05). Yacon improved intestinal immune response but showed no effect on the nutritional status of iron and zinc in preschool children.
Palavras-chave: Nutrição - Crianças
Feijão como alimento
Biofortificação
Ferro
Zinco
Pré-escolares
Batata Yacon - Aspectos nutricionais
Batata Yacon - Aspectos de saúde
CNPq: Nutrição
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Citação: TOSTES, Maria das Graças Vaz. Biodisponibilidade in vitro e in vivo de ferro e zinco do feijão com potencial para a biofortificação e efeitos da batata yacon no estado nutricional e na resposta imunológica de pré-escolares. 2014. 56 f. Tese (Doutorado em Ciência da Nutrição) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2014.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/6425
Data do documento: 1-Ago-2014
Aparece nas coleções:Ciência da Nutrição

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdftexto completo2,78 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.