Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/6429
Tipo: Dissertação
Título: Composição de ácidos graxos do leite humano e aspectos dietéticos, antropométricos e bioquímicos de nutrizes adolescentes e adultas
Fatty acid composition of human milk and dietary aspects, anthropometric and biochemical nursing mothers of teens and adults
Autor(es): Azeredo, Luiza Mello de
Abstract: Os ácidos graxos presentes no leite humano desempenham importante papel no crescimento e desenvolvimento do lactente, sendo que o principal fator modulador da fração lipídica do mesmo é a alimentação. Sabe-se que na adolescência é comum a prática de hábitos alimentares inadequados, inclusive entre gestantes e nutrizes, o que pode influenciar na composição de ácidos graxos do leite humano. Assim, o objetivo do estudo foi avaliar o perfil de ácidos graxos do leite humano, bem como as características antropométricas, bioquímicas e dietéticas de nutrizes adolescentes e adultas do município de Viçosa, Minas Gerais. Trata-se de um estudo transversal que foi desenvolvido no período de maio de 2012 à abril de 2013. Foi realizada avaliação antropométrica e da composição corporal, aplicação de inquéritos alimentares e de questionários estruturados, análises do perfil de ácidos graxos do leite humano, sérico e da membrana dos eritrócitos maternos. A amostra final constituiu de 30 nutrizes adolescentes e 30 nutrizes adultas, pareadas segundo a condição socioeconômica e o tempo pós-parto. Nas nutrizes adolescentes, em comparação com as nutrizes adultas, foram observados valores estatisticamente inferiores para idade ginecológica, número de gestações, número de consultas pré-natal, IMC pré-gestacional, escolaridade e renda familiar (p<0,05). Foi identificada uma maior proporção de sobrepeso e obesidade no grupo das nutrizes adultas, e uma maior porcentagem de baixo peso entre as nutrizes adolescentes (p<0,05). A proporção de nutrizes que se declaravam solteiras foi maior no grupo das nutrizes adolescentes (p<0,05). As nutrizes adultas apresentaram valores de Índice de Massa Corporal, perímetro do braço, perímetro muscular do braço e dobra cutânea suprailíaca superiores às nutrizes adolescentes (p<0,05). Verificou-se um maior valor médio de colesterol total sérico nas nutrizes adultas quando comparada às nutrizes adolescentes (p<0,05). Foi observado um menor consumo de azeite de oliva, e um maior consumo de doces, alimentos industrializados e frituras entre as nutrizes adolescentes (p<0,05). Nos dois grupos de nutrizes foi evidenciado um baixo consumo de azeite e peixes, e um alto consumo de carnes, principalmente a suína. Não foi identificada diferença na ingestão de nutrientes entre os grupos, com exceção do colesterol, que foi maior no grupo das nutrizes adultas (p<0,05). Ambos os grupos apresentaram ingestão adequada de macronutrientes e ácidos graxos saturados, porém as quantidades de ácidos graxos poli-insaturados e das séries n-3 e n-6 foram inferiores às recomendações. Já as relações n-6/n-3 e ácidos graxos poli-insaturados/saturados se apresentaram adequadas nos dois grupos. Foram verificadas proporções maiores de ácido láurico e menores de ácido oléico e palmítico no leite das nutrizes adolescentes (p<0,05). No leite dos dois grupos de nutrizes não foram identificados ácidos graxos importantes para o desenvolvimento do lactente, como o ácido docosahexaenóico e araquidônico. As nutrizes adolescentes apresentaram maior proporção de ácido palmitoléico sérico (p<0,05) e maior concentração de ácido esteárico e menor de tricosanóico, erúcico, trans-octadecadienóico e linoléico na membrana dos eritrócitos (p<0,05). Foram identificadas várias correlações positivas e negativas dos ácidos graxos do leite humano com os ácidos graxos séricos e da membrana dos eritrócitos, sendo a maioria relacionada aos ácidos graxos poli-insaturados n-3 e n-6, respectivamente. Conclui-se que o perfil de ácidos graxos das nutrizes adolescentes e adultas foi diferenciado, influenciado principalmente pelo hábito alimentar e pelas diferenças metabólicas apresentadas pelos grupos. Orientações nutricionais devem ser realizadas com nutrizes, principalmente as adolescentes, estimulando a adoção de práticas alimentares mais saudáveis com redução de alimentos ricos em gorduras saturadas e trans, e aumento do consumo de gorduras monoinsaturadas e poli-insaturadas.
Fatty acids in human milk play an important role in the growth and development of infants, and the main factors modulating the lipid fraction of it is feeding. It is known that adolescence is common practice poor eating habits, including among pregnant and lactating women, which may influence the fatty acid composition of human milk. The objective of the study was to evaluate the fatty acid profile of human milk, as well as anthropometric, biochemical and dietary lactating adolescents and adults in Viçosa, Minas Gerais. It is a cross-sectional study was conducted during the period May 2012 to April 2013. We performed anthropometric and body composition, application dietary questionnaires and structured questionnaires, analysis of the fatty acid profile of human milk, serum and erythrocyte membrane maternal. The final sample consisted of 30 adolescents and 30 lactating adult lactating women, matched according to socioeconomic status and time postpartum. In lactating adolescents, compared with lactating adult values were observed statistically lower for gynecological age, number of pregnancies, number of prenatal visits, prepregnancy BMI, education and family income (p<0.05). Was identified a higher proportion of overweight and obesity in the adult group of nursing mothers, and a higher percentage of underweight among lactating females (p<0.05). The proportion of nursing mothers who reported being unmarried was higher in the group of lactating adolescents (p<0.05). Adult nursing mothers showed values of body mass index, mid-arm circumference, arm muscle circumference and skinfold suprailiac higher than lactating females (p<0.05). There was a larger value of total cholesterol in the serum when compared to lactating adult lactating females (p <0.05). It was observed a lower consumption of olive oil, and a higher intake of sweets, processed foods and fried foods among lactating females (p<0.05). In both groups of lactating mothers evidenced a low consumption of olive oil and fish, and a high intake of meat, especially pork. No difference was observed in nutrient intake between groups, except for cholesterol, which was higher in the group of adult nursing mothers (p<0.05). Both groups had adequate intake of macronutrients and saturated fatty acids, but the amounts of polyunsaturated fatty acids and the series n-3 and n-6 were lower than recommendations. Already relations and n-6/n-3 fatty acids poli-insaturados/saturados performed adequate in both groups. Higher proportions were found lauric acid and lower palmitic and oleic acid in the milk of lactating females (p<0.05). In the milk of lactating women in both groups were not identified fatty acids important for the development of the infant, such as arachidonic acid and docosahexaenoic acid. The nursing mothers adolescents showed a higher proportion of palmitoleic acid levels (p<0.05) and stearic acid concentration and lower tricosanoic, erucic, linoleic and trans- octadecadienoic in the erythrocyte membrane (p<0.05). We identified several positive and negative correlations of the fatty acids of human milk fatty acids with serum and erythrocyte membrane, with most related to the polyunsaturated fatty acids n-3 and n-6, respectively. It was concluded that the fatty acid profile of lactating adolescent and adult was different, mainly influenced by dietary habits and the metabolic differences presented by the groups. Nutritional guidelines must be conducted with nursing mothers, especially adolescent girls, encouraging the adoption of healthier eating habits to reduce foods high in saturated and trans fats, and increased consumption of monounsaturated and polyunsaturated.
Palavras-chave: Ácidos graxos
Leite humano
Alimentos - Composição
CNPq: Nutrição
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Citação: AZEREDO, Luiza Mello de. Composição de ácidos graxos do leite humano e aspectos dietéticos, antropométricos e bioquímicos de nutrizes adolescentes e adultas. 2013. 89 f. Dissertação (Mestrado em Ciência da Nutrição) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2013.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/6429
Data do documento: 26-Jul-2013
Aparece nas coleções:Ciência da Nutrição

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdftexto completo995,73 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.