Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/6449
Tipo: Dissertação
Título: Formação superior em agroecologia e educação do campo: práticas sociais que transbordam áreas de conhecimento
Higher training in agroecology and field education: social practices that spill over established areas of knowledge
Autor(es): Gomes, Thiago Oliveira
Abstract: Os dados foram obtidos junto ao Ministério da Educação – MEC, ao Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Escolares Anísio Teixeira – INEP e os Projetos Políticos Pedagógicos dos Cursos (PPPCs) junto às secretarias de seus departamentos e pró-reitorias. O item ̳Sumário‘ destes PPPCs foi submetido à análise de conteúdo e à análise de frequência de palavras utilizando os softwares NVIVO©, Manyeyes©, e do grupo linguística.insite©. A matriz curricular foi sistematizada de acordo com a tabela das áreas de conhecimento da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). No estudo de caso da Licenciatura em Educação do Campo - LICENA, da Universidade Federal de Viçosa – UFV foram acessados documentos oficiais do curso após autorização concedida pelo Departamento de Educação. As aulas referentes ao ̳segundo tempo-universidade‘ tiveram os dados das ̳avaliações anônimas‘ tabuladas, conforme previsto no Termo de Consentimento Livre e Esclarecido. Dados também foram coletados pelo método de ̳observação não participante‘, registrado em caderno de campo, com o consentimento dos docentes responsáveis. Os cursos de Agroecologia (n=25) são oferecidos em 12 ̳Institutos Federais de Ciência, Educação e Tecnologia‘ (IFS) e 13 Universidades nas modalidades Tecnólogo (Tecg, n=23) e Bacharelado (BSc, n=6). Os cursos de ̳LICENA e Pedagogia da Terra‘ são numerosos (n=65) em 40 diferentes instituições. No estudo de gênero, o percentual masculino concluinte (62,2%) foi majoritário nos cursos de Agroecologia, mas não nos cursos de Educação do Campo (36,2%). Na região Centro-Oeste do país o número de candidatos a vagas nos cursos de Agroecologia e Educação do Campo, foi a maior que nas demais Grandes Regiões, denotando a necessidade de abertura de mais cursos nesta Região. A atuação na educação formal e não formal dos profissionais de Agroecologia e Educação do Campo está diretamente associada a disciplinas das Ciências Naturais e Agrárias, nas escolas de ensino fundamental e médio e na extensão rural através de metodologias participativas com grupos de agricultores familiares. O item ̳Justificativa‘ dos PPPCs em Agroecologia e Educação do Campo direcionam a ação do profissional para a atuação local e regional, prioritariamente. A análise de palavras no item ̳Objetivo‘ dos PPPCs em Agroecologia formou as expressões: ―formar profissionais‖ e ―agricultura familiar‖ e, em Educação do Campo formou ―educação do campo‖ e ―escolas do campo‖. Os cursos que possuem a Agroecologia como uma de suas vertentes de formação predominam, na sua constituição, as Grandes Áreas da tabela da Capes ̳Ciências Agrárias‘, ̳Ciências Humanas‘ e ̳Multidisciplinar‘. As matrizes curriculares dos cursos permitiram traçar o perfil de suas origens, com base na epistemologia, que apontaram para o surgimento destas. ̳Tecg e BSc em Agroecologia‘ as têm nas Ciências Agrárias, enquanto ̳LICENA e Pedagogia da Terra‘ nas Ciências Humanas. No estudo de caso, para o curso de LICENA/UFV preconiza-se utilizar a ̳Agroecologia‘ como princípio formativo para a docência em ̳Ciências da Natureza‘, na atuação dos futuros egressos em suas comunidades na agricultura; enquanto que ̳Multidisciplinar‘ pode ser preconizada como instrumento pedagógico de trabalho dos futuros egressos e a relação com as disciplinas ̳Física‘, ̳Matemática‘, ̳Química‘ e ̳Biologia‘. Seria reducionista, contudo, classificar a Agroecologia apenas como ̳Ciências da Natureza‘, pois incluí enfoques humanísticos e econômicos, entre outros. A sistematização das áreas de conhecimento dos cursos analisados transborda a classificação atual das áreas de conhecimento da CAPES o que denota a necessidade de revisão desta, de forma a melhor atender estes cursos. A pesquisa exploratória utilizada para realizar este estudo pode oferecer subsídios tanto para a elaboração de políticas públicas bem como para pesquisas futuras.
Data were obtained from the Ministério da Educação – MEC (Ministry of Education), the Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Escolares Anísio Teixeira – INEP (National Institute of Studies and School Research Anísio Teixeira) and the Pedagogic Political Projects of undergraduate Courses (PPPCs) from their department and vice-president offices. The itens ̳Summary‘ of these PPPCs were subjected to content analysis and frequency analysis of words using the NVIVO©, Manyeyes©, and linguistic group insite© softwares. The curricular matrix was systematized according to established areas of knowledge from Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES (Coordination for the Improvement of Higher Education Personnel). In the case study of the Major degree in Field Education – LICENA, at the Universidade Federal de Viçosa – UFV, official documents of the course were obtained from the Department of Education and data records of the 'second meeting on Campus‘ was computed as 'anonymous', as provided for in an informed consent. Data were also collected by the method of 'non-participant observation', as field notes, with the consent of the responsible professors. The courses of Agroecology (n=25) are offered in 12 Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia – IFs (Federal Institutes of Science, education and technology) and 13 Universities of technology (Tecg, n=23) and Bachelor (BSc, n=6) licensing. The courses of 'LICENA and Pedagogy of the Earth' are numerous (n=65) in 40 different institutions. In gender study, the percentage of licensed male (62.2%) is majority in Agroecology courses but not in Field Education (36.2%). In the Central-West Region of the Country, the number of candidates for vacancies was the largest in the courses of Agroecology and Field Education compared to other Major Regions, denoting necessary to open more courses in this Region. The actuation in formal and non-formal education of professionals of Agroecology and Field Education is directly associated with the subjects of Natural Sciences and Agriculture, in elementary and middle schools and in rural extension through participatory methodologies with groups of farmers. The ̳Justification‘ item of the PPPCs in 3 Agroecology and Field Education address the professional action mainly for local and regional scenario. The analysis of words of the ̳Objective‘ item of PPPCs in Agroecology formed the expressions: "undergraduate professionals" and "family agriculture" and in Field Education: "field education" and "rural schools". The courses having Agroecology as one of its training aspects, predominant in its constitution, the largest Areas established by CAPES of ̳Agricultural Sciences', 'Humanities' and 'Multidisciplinary'. The array of curricular courses enabled to profile their origins, based on epistemology, which its display. 'Tecg and BSc in Ecology' has their origin in Agricultural Sciences while ' LICENA and Pedagogy of the Earth' in Humanities. In the case study, the course of LICENA/UFV advocates use ̳Agroecology' as formative principle for teaching in 'natural sciences', in the performance of future undergraduates in their communities in agriculture; While 'Multidisciplinarity' may be recommended as pedagogical instrument of work of future LICENA major and in related with the subjects 'Physics', 'Mathematics', 'Chemistry' and 'Biology'. However, it‘s not enough to classify Agroecology only as ̳Natural Science‘, because it includes human and economic aspects, among others. The systematization of the knowledge areas of the reviewed courses spill over the current classification CAPES knowledge areas which shows the need to review this, in order to better serve these courses. Exploratory research used to perform this study may offer subsidies for the development of public policies as well as for future research.
Palavras-chave: Ensino superior
Currículos - Avaliação
Ensino ambiental
Ecologia agrícola
Abordagem interdisciplinar do conhecimento na educação
CNPq: Zootecnia
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Citação: GOMES, Thiago Oliveira. Formação Superior em Agroecologia e Educação do Campo: Práticas sociais que transbordam áreas de conhecimento. 2014. 122f. Dissertação (Mestrado em Agroecologia) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2014.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/6449
Data do documento: 8-Dez-2014
Aparece nas coleções:Agroecologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdftexto completo1,95 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.