Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/6482
Tipo: Dissertação
Título: Efeito do índice glicêmico no controle da obesidade
Effect of glycemic index to control obesity
Autor(es): Pereira, Elisângela Vitoriano
Abstract: A obesidade é um dos maiores problemas de saúde pública da atualidade, cuja prevalência tem aumentado em todo o mundo. Evidências científicas sugerem que o tipo de carboidrato consumido pode favorecer o controle da obesidade e das doenças a ela relacionadas. O objetivo do presente estudo foi avaliar o efeito do índice glicêmico (IG) em parâmetros bioquímicos, na ingestão alimentar, no metabolismo energético, nas medidas antropométricas e na composição corporal, de indivíduos com sobrepeso ou obesidade. Duas refeições diárias de baixo (grupo baixo IG) ou de alto IG (grupo alto IG) foram consumidas durante 45 dias consecutivos, por 19 voluntários. Estas refeições foram consumidas em laboratório, sendo as demais realizadas em vida livre, segundo orientações dadas. Anteriormente ao início do estudo, os voluntários foram submetidos à avaliação da ingestão alimentar habitual. A cada 15 dias, foram realizadas avaliações da ingestão alimentar, antropométrica e da composição corporal. Ao início e final do estudo, os voluntários foram submetidos à avaliação do metabolismo energético e de parâmetros bioquímicos. O consumo das refeições de baixo IG resultou na redução da circunferência da cintura em relação ao período inicial e ao grupo alto IG, redução do índice HOMA-IR e aumento da oxidação lipídica em relação ao período inicial, da gordura corporal em relação ao grupo alto IG. Por outro lado, a ingestão das refeições de alto IG resultou no aumento do quociente respiratório de jejum em relação ao período inicial e ao grupo baixo IG; aumento do quociente respiratório pós-prandial em relação ao grupo baixo IG, aumento do consumo diário de calorias e de fibra alimentar em relação ao período inicial, além de redução da oxidação lipídica pós-prandial comparada àquela observada no grupo baixo IG. Não foram observadas diferenças significativas para o índice de massa corporal (IMC), peso corporal, relação cintura/quadril (relação C/Q), teor de massa magra, gasto energético de repouso (GER), termogênese induzida pela dieta (TID) e concentrações séricas de glicose, insulina e leptina. Os resultados deste estudo ilustram que o consumo de duas refeições diárias de baixo IG durante 45 dias consecutivos exerce efeito positivo no controle da obesidade, enquanto que, as refeições de alto IG resultam em efeito oposto.
Obesity is considered one of the major public health problems, and its prevalence has increased worldwide. Scientific evidences suggest that the type of carbohydrate consumed may favor the control of obesity and of related diseases. The aim of this study was to evaluate the effect of glycemic index (GI) on biochemical parameters, food intake, energy metabolism, anthropometric measurements and body composition in overweight or obese individuals. Two daily low (low GI group) or high GI (high GI group) meals were consumed for 45 consecutive days by 19 volunteers. These meals were consumed in the laboratory and the other meals were consumed under free living conditions, according to guidelines given. Before the beginning of the study, the volunteers were submitted to habitual food intake assessment. At each 15-day of the study food intake, anthropometric measurements and body composition was reassessed. At the beginning and at the end of the study, the volunteers were submitted to energy metabolism and biochemical parameters assessments. The consumption of low GI meals resulted in a waist circumference reduction compared to baseline and to the high GI group, in HOMA-IR reduction and increase in fat oxidation compared to the baseline values, in body fat reduction compared to the high GI group. In the other hand, the ingestion of the high GI meals increased the fasting respiratory quotient compared to baseline and to the low GI group, increased postprandial respiratory quotient compared to the low GI group, increased daily energy and fiber intake compared to baseline, as well as postprandial fat oxidation reduction compared to the low GI group. There were no significant differences in body mass index (BMI), body weight, waist / hip ratio, percentage of lean body mass, resting energy expenditure, diet-induced thermogenesis and serum glucose, insulin and leptin. These results illustrate that while the consumption of two daily low GI meals for 45 consecutive days exert a positive effect on obesity control, the high-GI meals cause the opposite effect.
Palavras-chave: Índice glicêmico
Obesidade
Metabolismo energético
Antropometria
Composição corporal
CNPq: Nutrição
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Citação: PEREIRA, Elisângela Vitoriano. Efeito do índice glicêmico no controle da obesidade. 2010. 45f. Dissertação (Mestrado em Ciência da Nutrição) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2010.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/6482
Data do documento: 28-Set-2010
Aparece nas coleções:Ciência da Nutrição

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdftexto completo2,69 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.