Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/6531
Tipo: Tese
Título: Silício e boro reduzem os efeitos de deficiência hídrica no girassol
Silicon and boron reduce the effects of water deficit in sunflower
Autor(es): Neves, José Maria Gomes
Abstract: Objetivou-se neste estudo avaliar o efeito da aplicação de silicato de Ca e Mg e de B sobre a tolerância do girassol à deficiência hídrica. Dois experimentos foram realizados em condições de casa de vegetação, no Departamento de Fitotecnia da Universidade Federal de Viçosa, em Viçosa, MG. O experimento 1 foi realizado no período de 15 de agosto a 25 de novembro de 2012. O delineamento experimental foi em blocos casualizados, num arranjo fatorial 24 com cinco repetições. Os tratamentos foram constituídos da combinação de dois materiais corretivos de acidez (silicato de cálcio e magnésio e calcário dolomítico), dois níveis de saturação por bases (30% e 70%), dois níveis de B (0,18 mg dm-3 valor disponível no solo e 1,20 mg dm-3) e dois regimes hídricos (sem e com deficiência hídrica a partir do início do florescimento). As variáveis das trocas gasosas foram avaliadas aos 2 (55 dias após a semeadura– DAS), 9 (62DAS), 16 (69DAS), 21 (74 DAS) e 30 (83 DAS) dias após o emprego do déficit hídrico (DAEDH); um dia após cada data citada, avaliaram-se as variáveis da fluorescência da clorofila. A leitura do potencial hídrico foliar foifeita somente aos 22 DAEDH. A colheita foi realizada 102 DAS, quando as plantas se encontravam no estádio de maturação fisiológica (R9). Os capítulos foram cortados, colocados em sacos de papel, etiquetados e transportados ao Laboratório de Análise de Semente da UFV. Após a separação das sementes do capítulo, estas foram submetidas às avaliações de qualidade física, fisiológica e de teor de óleo das sementes. Pode-se concluir que o suprimento de Si e B podem reduzir os danos causados ao girassol pela deficiência hídrica. A maior dose de B proporcionou melhorias nas qualidades física e fisiológica das sementes de girassol em condições de déficit hídrico. O Si aumentou a produção de aquênios e reduziu a porcentagem de sementes classificadas como malformadas e vazias. O Si não alterou a qualidade fisiológica e teor de óleo das sementes. O experimento 2 foi realizado no período de 21 março a 1o de agosto de 2013, com o objetivo de verificar as respostas fitotécnicas, fisiológicas e o teor de óleo das sementes de girassol cultivado sob déficit hídrico com a aplicação de doses de silicato de Ca e Mg e de B. O delineamento experimental foi o de blocos casualizados com quatro repetições, utilizando a matriz experimental Plan Puebla III, modificada por Leite (1984), para composição dos tratamentos, constituídos da combinação de dois fatores: doses de silicato de Ca e Mg e de B em função do regime hídrico (sem e com deficiência hídrica a partir do início do florescimento). Silício e B aumentam a tolerância do girassol ao déficit hídrico. Pesquisas futuras conduzidas com plantas cultivadas no campo em condições contrastantes de umidade do solo devem ser realizadas para determinar o beneficio do Si e do B sobre a produtividade da cultura submetida ao déficit hídrico.
The objective of this study was to evaluate the effect of applying silicate of Ca and Mg and B on the tolerance of sunflower to water deficit. Two experiments were conducted under greenhouse conditions, in the Department of Phytotechny, Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, state of MG. Experiment 1 was conducted from August 15 to November 25, 2012. The experimental design was randomized blocks in a factorial arrangement 24 with five replications. The treatments consisted of the combination of two acidity corrective agents (silicate of calcium and magnesium and dolomitic lime), two saturation levels by bases (30% and 70%), two levels of B (0.18 mg dm-3 value available in the soil and 1.20 mgdm-3) and two water regimes (with and without water deficit from the beginning of flowering). The variables of gas exchange were evaluate d2 (55 days after sowing-DAS), 9 (62 DAS), 16 (69 DAS), 21 (74 DAS) and 30 (83 DAS) days after the use of water deficit (DAUWD); one day after each date mentioned, the variable of chlorophyll fluorescence were evaluated. The reading of the leaf water potential was made only after 22 DAUWD. Plants were harvested 102 DAS, when the plants were in the physiological maturity (R9). The capitol were cut, placed in paper bags, labeled and transported to the Seed Analysis Laboratory of UFV. After separation of the seeds of the capitulum, they were subjected to evaluations of physical, physiological quality and seed oil content. It can be concluded that the supply of Si and B can reduce the damage caused to sunflower by water deficit. The highest dose of B improved the physical and physiological qualities of sunflower seeds in water deficit conditions. The Si increased the production of achines and reduced the percentage of seeds classified as malformed and empty. The Si did not alter the physiological quality and oil content. Experiment 2 was conducted from March 21 to August 1, 2013, with the objective of verifying the phytotechnical and physiological responses and sunflower seed oil content cultivated under water deficit with the application of doses of silicate of Ca and Mg and B. The experimental design was a randomized block with four replications, using the experimental matrix Plan Puebla III, modified by Leite (1984), for the treatment composition, consisting of the combination of two factors: doses of silicate of Ca and Mg and B according to the water regime (with and without water deficit from the beginning of flowering). Silicon and B increase sunflower tolerance to water deficit. Future research conducted with plants grown in the field in contrasting soil moisture conditions should be performed to determine the benefit of Si and B on the crop yield submitted to water deficit.
Palavras-chave: Girassol
Silício
Boro
Girassol - Condições hídricas
CNPq: Fitotecnia
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Citação: NEVES, José Maria Gomes. Silício e boro reduzem os efeitos de deficiência hídrica no girassol. 2014. 85 f. Tese (Doutorado em Fitotecnia) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2014.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/6531
Data do documento: 10-Set-2014
Aparece nas coleções:Fitotecnia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdftexto completo835,15 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.