Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/6543
Tipo: Dissertação
Título: Produção e valor nutritivo de forrageiras do gênero Brachiaria submetidas a frequências de pastejo fixa ou variável
Production and nutritive value of Brachiaria genus forages under fixed or variable grazing frequencies
Autor(es): Brandão, Virginia Lucia Neves
Abstract: São escassos estudos que determinem o potencial de forrageiras do gênero Brachiaria manejas sob mesmas condições. Assim, acredita-se que cultivares de características morfológicas semelhantes possuem valor nutricional similar e que o manejo pode afetar sua resposta. Objetivou-se determinar e comparar a produtividade e valor nutritivo da forragem produzida durante as épocas das águas e seca, de pastos de forrageiras do gênero Brachiaria, quando manejadas com 28 dias ou 95% de interceptação luminosa como critério para interrupção da rebrotação. Os tratamentos consistiram em quatro forrageiras do gênero Brachiaria, sendo elas: Brachiaria decumbens cv. Basilisk, Brachiaria brizantha cv. Marandu, Brachiaria brizantha cv Piatã e Brachiaria brizantha cv Xaraés, manejadas sob duas estratégias de interrupção da rebrotação: a cada 28 dias (28D), ou quando o dossel atingisse 95% de interceptação luminosa (IL95). O experimento foi delineado em blocos casualizados, num arranjo fatorial 4 x 2, com três repetições (blocos). Foram avaliadas as variáveis altura, número de ciclos e frequências de pastejos, produção de massa seca (MS) e de componentes morfológicos nas condições de pré e pós-pastejo, densidade populacional de perfilhos na condição de pré-pastejo. Além disso, foram avaliados os teores de proteína bruta (PB), fibra em detergente neutro (FDN), fibra em detergente neutro indigestível (FDNi) e matéria seca potencialmente digestível (MSpd). Os manejos não influenciaram a produtividade total de MS das forrageiras, porém o manejo IL95 proporcionou maior quantidade de lâminas e apresentou melhores valores de PB, FDN, FDNi e MSpd ao longo do ano. Durante a época seca, a densidade populacional de perfilhos foi maior com o manejo de IL95. Além disso, nessa mesma época, houve maior porcentagem de forragem morta para ambos os manejos, sendo que o manejo 28D apresentou maior quantidade deste componente que o IL95. Durante a época das águas, o manejo IL95 apresentou maior teor de PB e MSpd e, menor FDN e FDNi, enquanto que na época da seca houve moderada piora nos teores, porém, os melhores teores ocorreram sempre com o manejo IL95. As quatro forrageiras não apresentaram diferença quanto à composição bromatológica, havendo apenas diferença entre os manejos. A cultivar Xaraés foi a mais produtiva, com 14.961 kg ha ̅1 ano de MS, enquanto que as cultivares Marandu e Piatã não diferiram entre si (12.766 e 13.076 kg ha ̅1 ano de MS, respectivamente) e a B. decumbens apresentou a menor produtividade (10.986 kg ha ̅1 ano de MS). Assim, conclui-se que o manejo IL95 proporciona forragem com melhor composição morfológica e maior valor nutritivo ao longo do ano, contudo ambos manejos possuem similar produtividade. Adicionalmente, as plantas forrageiras estudadas não diferem quanto a variáveis de valor nutricional, sendo a cultivar Xaraés a de maior produção de MS e a B. decumbens a de menor produção.
Studies to determine the potential of forages from genus Brachiaria under the management are scarce. Therefore, we believe that cultivars with similar morphological characteristics have similar nutritional value, and that management can affect this response. Thus, we aimed to determine and compare the productivity and nutritive value of forage produced during dry and rainy season of Brachiaria pastures when managed with 28 days or 95% light interception as criteria for interrupting regrowth. The treatments consisted of four cultivars of Brachiaria: Brachiaria decumbens cv. Basilisk, Brachiaria brizantha cv. Marandu, B. brizantha cv Piata and Brachiaria brizantha Xaraés, managed under two pasture strategies: every 28 days (28D), or when the canopy reaches 95% of light interception (IL95). The experiment was designed in completely randomized blocks, in a factorial scheme 4 x 2, with three replications (blocks). The evaluated variables were plant height, number of cycles and grazing interval, dry matter production (DM) and morphological components in the pre and post-grazing, and tiller density in pre-grazing condition. In addition, chemical composition parameters were evaluated: crude protein (CP), neutral detergent fiber (NDF), indigestible neutral detergent fiber (NDFi) and potentially digestible dry matter (PDDM). The management did not affect DM production per year (P = 0.696). However, the management of IL95 produced greater proportion of leafs (P = 0.003), and presented better CP, NDF, NDFi, and PDDM. During dry season, tiller density was higher for IL95 management (P = 0.093). Moreover, at that time, there was an increase in production of dead forage for both managements, but this effect was more evident in 28D management (P = 0.001). During the rainy season, the IL95 management presented higher levels of CP and PDDM, and lower levels of NDF and NDFi. During dry season, there was a moderate worsening nutritive value contents, however, the best values were always obtained in IL95 management. The chemical composition did not differ between forages (P>0.10). Moreover, Xaraés was the most productive forage, with 14,961 kgDM/ha.year; Marandu and Piatã were not different (12,766 and 13,076 kgDM/ha.year respectively), and B. decumbens had the lowest productivity (10,986 kgDM/ha.year). We conclude that management of IL95 provides better morphological composition and nutritional value, however they had the same productivity. The forages studied did not differ in nutritional value, and Xaraés had the greatest total dry matter production, and B. decumbens had the lowest productivity.
Palavras-chave: Plantas forrageiras - Manejo
Brachiaria
Produtividade
Nutrição
CNPq: Manejo e Conservação de Pastagens
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Citação: BRANDÃO, Virginia Lucia Neves. Produção e valor nutritivo de forrageiras do gênero Brachiaria submetidas a frequências de pastejo fixa ou variável. 2015. 49 f. Dissertação (Mestrado em Zootecnia) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2015.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/6543
Data do documento: 23-Fev-2014
Aparece nas coleções:Zootecnia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdftexto completo1,42 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.