Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/6545
Tipo: Dissertação
Título: Estresse salino no potencial fisiológico de sementes e no desenvolvimento vegetativo de melão (Cucumis melo L.)
Salt stress on seeds potential physiological and vegetative development of melon (Cucumis melo L.)
Autor(es): Pinheiro, Daniel Teixeira
Abstract: A salinidade é citada como o principal fator abiótico limitante do crescimento e da produtividade de plantas. De maneira geral, causa redução do potencial osmótico do meio e efeitos tóxicos, causando distúrbios metabólicos em todos os estádios de crescimento e desenvolvimento, comprometendo eventos fisiológicos que vão desde a germinação à produção. Os mecanismos de tolerância ao estresse salino em plantas e sementes ainda não estão suficientemente compreendidos, fazendo com que o progresso no desenvolvimento de culturas tolerantes à salinidade seja lento. O objetivo do trabalho foi avaliar os efeitos do estresse salino no potencial fisiológico de sementes e no desenvolvimento vegetativo de melão (Cucumis melo L.). Para todas as avaliações, foram utilizadas sementes de melão amarelo Diplomata F1. O estresse salino reduziu a germinação de sementes e o desenvolvimento de plântulas de melão, sendo mais crítico a partir do potencial de -0,2 MPa. De maneira geral, as atividades das enzimas antioxidativas SOD, CAT e POX aumentaram com a indução do estresse. O estresse salino reduz a emergência de plântulas de melão, mesmo em porcentagens de sódio trocável (PST) consideradas mais baixas, como em 20%. O aumento da PST no solo reduz emergência, comprimento e massa seca de plântulas de melão, principalmente em valores superiores a 20%. O híbrido Diplomata F1 se mostrou mais sensível ao estresse salino na emergência de plântulas do que no desenvolvimento vegetativo ao longo do tempo.
Salinity is cited as the main limiting abiotic factor that affects growth and plant productivity. In general, reduces the osmotic potential and cause toxic effects, causing metabolic disorders in all growth stages and development, compromising physiological events from germination to production. Salt stress tolerance in plants and seeds are not yet sufficiently understood, making the progress in the development of tolerant crops to be slow. The objective was to evaluate the effects of salt stress on the physiological potential of seeds and vegetative growth of melon (Cucumis melo L.). For all the evaluations, yellow melon Diplomata F1 seeds were used. Salt stress reduced seeds germination and seedling development in melon, being more critical potential from -0.2 MPa. In general, the activities of antioxidant enzymes SOD, CAT and POX were increased. Salt stress also reduced the emergence of melon seedlings, even in lowest sodium adsorption ratio (SAR), such as 20%. The increase in soil SAR reduces emergency, length and dry matter of melon seedlings, especially in doses more than 20%. The Diplomata F1 hybrid is more sensitive to salt stress on seedling emergence than on vegetative growth over time.
Palavras-chave: Melão
Sementes - Efeito do sal
CNPq: Fitotecnia
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Citação: PINHEIRO, Daniel Teixeira. Estresse salino no potencial fisiológico de sementes e no desenvolvimento vegetativo de melão (Cucumis melo L.). 2015. 61 f. Dissertação (Mestrado em Fitotecnia) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2015.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/6545
Data do documento: 17-Jul-2015
Aparece nas coleções:Fitotecnia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdftexto completo1,22 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.