Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/6549
Tipo: Dissertação
Título: Alterações fisiológicas e bioquímicas em embriões de sementes de Plathymenia reticulata Benth. (Fabaceae) submetidas ao mercúrio e ditiotreitol
Physiological and biochemistry changes in embryo from seeds of Plathymenia reticulata Benth. (Fabaceae) subjected to mercury and dithiothreitol
Autor(es): Cardoso, Amanda Ávila
Abstract: Grande importância tem sido dada a problemas envolvendo poluição e seus efeitos sobre organismos vivos. Dentre os principais vilões, encontram-se os metais pesados que assumem papel de destaque. Um metal pesado conhecido por sua alta toxicidade é o mercúrio (Hg2+): um elemento químico não essencial que se acumula facilmente nos organismos vivos, causando danos fisiológicos e estruturais bastante acentuados. O objetivo do presente trabalho foi avaliar as alterações fisiológicas e bioquímicas em embriões de sementes de Plathymenia reticulata Benth. tratadas com cloreto de mercúrio (HgCl 2 ). Foi avaliado o efeito do HgCl 2 a 10 -5 , 10 -4 , 10 -3 e 10 -2 M na germinação de sementes e embebição e teor de água dos embriões oriundos de sementes hidratadas nestas soluções. Foi avaliado também a germinação de sementes hidratadas soluções de ditiotreitol (DTT) nas concentrações 10 -5 , 10 -4 , 10 -3 e 10 - M. Foi verificada a reversão, utilizando o DTT, dos danos causados pelo cloreto de mercúrio, avaliando a germinação de sementes e embebição e teor de água dos embriões oriundos de sementes hidratadas: nas seguintes soluções: HgCl 2 10 -3 M + DTT 10 -3 M e HgCl 2 10 -2 M + DTT 10 -3 M. Por fim, foi determinada a atividade das enzimas superóxido dismutase, catalase e peroxidases totais nos embriões durantes as primeiras horas de embebição de sementes nas soluções: DTT 10 -3 , HgCl 2 10 -3 M e HgCl 2 10 -3 M + DTT 10 -3 . O HgCl 2 altera as fases iniciais da embebição dos embriões de sementes de P. reticulata, modificando o teor de água dos embriões e a porcentagem e velocidade de germinação, sem promover estresse oxidativo. Em concentrações mais elevadas provoca a morte das sementes. O DTT é capaz de reverter o processo de inibição da embebição de embriões oriundos de sementes tratadas com cloreto de mercúrio, permitindo que o teor de água dos embriões e a porcentagem e velocidade de germinação das sementes sejam restabelecidos.
Great importance has been given to problems involving pollution and the effects on living organisms. Among the main pollution villain, heavy metals assume a relevant role. A heavy metal, referred by the high toxicity is Mercury (Hg 2+ ), a non-essential chemical element that can easily accumulate in all live organisms causing accented physiological and structural damages. The aim of this work was to evaluate physiological and biochemical changes in embryos from Plathymenia reticulate Benth. seeds subjected to mercury chloride (HgCl 2 ) and dithiothreitol (DTT). It was evaluated the effects of HgCl 2 solutions in the concentrations of 10 -5 , 10 -4 , 10 -3 and 10 -2 M on seed germination, embryo hydration and embryo moisture content. It was also evaluated he effects of DTT solutions in the concentrations of 10 -5 , 10 -4 , 10 -3 and 10 -2 M on seed germination. DTT was used to test the reversal of the damage caused by mercury chloride on seed germination, embryo hydration and embryo moisture content, thus was used the solutions of 10 -3 M HgCl 2 + 10 -3 M DTT and 10 -2 M HgCl 2 + 10 -3 M DTT. Lastly it was determined the activity of superoxide dismutase, catalase and total peroxidases in embryos during the initial 48 hours of seed imbibition in the solutions: water (control), 10 -3 M DTT, 10 -3 M HgCl 2 and10 -3 M HgCl 2 + 10 -3 M DTT. The imbibition of seeds in the concentration of 10 -3 M HgCl 2 delays the embryo hydration and reduces embryo moisture content and seed germination, without promoting oxidative stress. Imbibition of seeds in the concentration of 10 -2 M HgCl 2 kills the seeds. DTT reverses the inhibition on embryo imbibition, when seeds are subjected to mercury chloride and allows embryo moisture content and seed germination to restore.
Palavras-chave: Plathymenia reticulata
Stress oxidativo
Metais
Sementes - Fisiologia
Germinação
Mercúrio
CNPq: Fisiologia Vegetal
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Citação: CARDOSO, Amanda Ávila. Alterações fisiológicas e bioquímicas em embriões de sementes de Plathymenia reticulata Benth. (Fabaceae) submetidas ao mercúrio e ditiotreitol. 2014. 37 f. Dissertação (Mestrado em Fisiologia Vegetal) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2014.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/6549
Data do documento: 17-Fev-2014
Aparece nas coleções:Fisiologia Vegetal

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdfTexto completo700,5 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.