Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/6587
Tipo: Dissertação
Título: Trabalho docente e adoecimento de professores do ensino fundamental em um município da zona da mata mineira
Teaching work and illnesses of elementary teachers in the Municipality of Viçosa – MG
Autor(es): Carvalho, Ana Carolina da Costa
Abstract: As exigências do mundo do trabalho, decorrente da reestruturação produtiva, desencadearam mudanças gradativas nas instituições socioeducativas culminando na intensificação da atividade docente. As precárias condições de trabalho docente tem proporcionado pouca disponibilidade de tempo aos docentes para o exercício da função de educar, considerando a diversidade de habilidades e competências demandadas ao professor. Em contrapartida, as oportunidades de aperfeiçoamento profissional são restritas e os baixos salários têm levado muitos professores ao aumento da jornada de trabalho. Somam-se a esse contexto as cobranças e a excessiva responsabilização pela eficiência e produtividade nas atividades de ensino frente a uma realidade educacional em crise. Buscando atender a estas demandas os professores desenvolvem mecanismos adaptativos que podem os tornar mais vulneráveis fisicamente e psiquicamente resultando, muitas vezes, em adoecimentos. Visando ampliar o campo de estudo, propõe-se apresentar a pesquisa “Trabalho docente e adoecimento de professores do ensino fundamental em um município da zona da mata mineira”. Essa objetivou compreender as relações entre o trabalho docente e os adoecimentos de professores do ensino fundamental, buscando identificar as patologias que tem justificado os afastamentos desses em suas atividades profissionais. Desta forma, foi realizada uma pesquisa documental ao banco de arquivo do Instituto de Previdência visando identificar o número de docentes do município que se afastaram do trabalho, bem como, quais patologias que o justificaram. Foram identificadas 471 patologias descritas em códigos internacionais de doenças (CID ́s) registradas no sistema e nas fichas cadastrais dos professores no período de 2001 a 2011. Neste interstício constatou-se o afastamento de 171 docentes, sendo a maioria mulheres. Dos 471 CID ́s consultados, decodificados em patologias e posteriormente agrupados as mais recorrentes (Frequência - F) foram: i) doenças do aparelho respiratório (98F); ii) transtornos mentais (66F); iii) complicações ligadas à gravidez (31F); iv) osteomusculares (20F). A segunda etapa desta pesquisa foi realizar um levantamento no banco de teses da Capes no período entre 2007 à 2011 a fim de identificar o que tem sido publicado sobre adoecimento docente. Foram viidentificadas correlações entre os dados da pesquisa local e os das pesquisas da Capes, identificando os transtornos mentais e as osteomusculares como patologias mais expressivas.
The demands in the working world, aroused from the productive restructuring, have triggered gradual changes in the socio-educational institutions, which has increased teachers’ workload. The precarious working conditions has also brought little availability of time for teachers to perform their function in class, especially if we consider the diversity of abilities and competencies that are part of the educational demands nowadays. By contrast, the opportunities of professional development are restricted and the low wages have led many teachers to increase their working hours. Added to this context, there is an excessive accountability for the teachers’ efficiency and productivity resulting from the collapsein the educational reality. In the pursuit of meeting all those demands, some teachers develop adaptive mechanisms that might cause physical and psychiatric vulnerabilities, resulting in illnesses. This research is aimed at understanding the possible relationship between teaching workload, elementary teachers’ illnesses, and the common pathologies that justified the requisition of work leave bythose professionals. We also proposed a dialogue between the data generated in this research and the researches already undertaken in the field in order to compare their results. Therefore, it was carried outa documentary research in the Instituto de Providencia database to identify the number of teachers that required leave of absence and the illnesses that justified the work leave. From 2001 to 2011, 471 pathologies were identified in the database;all of them have a code in the existing International Classification of Diseases (ICD).During this time, 171 teachers left their classrooms and the majority was woman. From the 471 ICD consulted, decoded into pathologies and later grouped in different categories in terms of frequency (Frequency – F), the most common were: i) diseases of the respiratory tract (98F); ii) mental disorders (66F); iii) complications related to pregnancy or childbirth (31F); iv) dorsopathies (20F). In the second stage of this research, we carry out a survey on the CAPES Digital Bank of Thesis to identify the publications from 2007 to 2011,whose focus wasteachers’ illnesses. We identified correlations between the results in this local research and the ones we found on the CAPES database, which showed that the most noteworthy pathologies found in all studies were mental disorders and dorsopathies.
Palavras-chave: Professores
Doenças profissionais
Ensino Fundamental
CNPq: Educação
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Citação: CARVALHO, Ana Carolina da Costa. Trabalho docente e adoecimento de professores do ensino fundamental em um município da zona da mata mineira. 2014. 85 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2014.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/6587
Data do documento: 24-Set-2014
Aparece nas coleções:Educação

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdfTexto completo1,1 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.