Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/663
Tipo: Tese
Título: Níveis de irrigação e doses de potássio aplicados por gotejamento na cultura da bananeira para a região da Chapada do Apodi-CE
Título(s) alternativo(s): Levels of irrigation and potassium doses applied by drip irrigation in cultivation of banana for the region at the Apodi plateau-CE
Autor(es): Costa, Solerne Caminha
Primeiro Orientador: Soares, Antonio Alves
Primeiro coorientador: Sediyama, Gilberto Chohaku
Segundo coorientador: Silveira, Suely de Fátima Ramos
Primeiro avaliador: Ferreira, Paulo Afonso
Segundo avaliador: Pruski, Fernando Falco
Terceiro avaliador: Soares, Adilson Rodrigues
Abstract: A região da Chapada do Apodi, no nordeste do Ceará, vem se destacando nos últimos anos como um dos principais agropólos de produção e comercialização de frutas tropicais do Estado e também no nordeste brasileiro, principalmente no que se refere ao agronegócio da bananicultura irrigada. Nessa região as variedades Prata Anã, Pacovan e Prata Graúda (Pacovan Apodi) são as mais plantadas pelas empresas e produtores que comercializam seus produtos em função dos consumidores locais e estados vizinhos. As variedades do grupo Cavendish para exportação, tais como, Nanica e Nanicão, também se apresentam em crescimento, principalmente com as grandes empresas multinacionais. Neste trabalho objetivou-se estudar os efeitos de níveis de irrigação e doses de potássio aplicado por gotejamento nos aspectos de desenvolvimento vegetativo, nutrição das plantas, na produtividade e na qualidade dos frutos da bananeira Pacovan Apodi, bem como avaliar a eficiência do uso da água pela bananeira nas condições edafoclimáticas locais. O experimento foi realizado no período de março de 2006 a setembro de 2007, no campo experimental da Empresa FRUTACOR, com a parceria do Departamento de Engenharia Agrícola da UFC e do Instituto CENTEC-FATEC/LN, o qual está localizado no Distrito de Irrigação Jaguaribe-Apodi (DIJA), situado no município de Limoeiro do Norte, Estado do Ceará, cujas coordenadas geográficas são 5o10’38” de latitude Sul, 38o00’21” de longitude a Oeste de Greenwich e altitude de 144,6 m. Foi utilizado o delineamento experimental de blocos casualizados em parcelas subdivididas com três repetições. Os tratamentos resultaram da combinação entre cinco níveis de irrigação e quatro doses de potássio. Os níveis de irrigação foram L1, L2, L3, L4 e L5, equivalentes a 50%, 75%, 100%, 125% e 150%, respectivamente, da lâmina média de água evapotranspirada pela bananeira, determinadas em dois lisímetros de drenagem com uma planta no centro. As doses de potássio foram 0,00; 0,406; 0,947 e 1,353 kg de K2SO4 (sulfato de potássio) por planta no ciclo, respectivamente, K1, K2, K3 e K4. As fertirrigações foram realizadas semanalmente a partir do segundo mês do plantio por um conjunto Venturi. A evapotranspiração de referência (ETo) foi determinada utilizando os dados climáticos obtidos numa estação automatizada Campbell CR 23X instalada na área experimental, a partir da equação de Penman-Monteith FAO 56 no programa REF ET. Os volumes totais de água consumidos nos ciclos foram de 7.772,66 litros e 6.329,07 litros, com média de 30,48 litros dia-1 (5,08 mm dia-1) e 29,03 litro dia-1 (4,84 mm dia-1), para a planta-mãe e planta-filha, respectivamente. Os valores de Kc médios para os diferentes estádios de desenvolvimento da cultura (início, meio e final), foram respectivamente, 0,67; 1,30 e 1,02; no primeiro ciclo de cultivo, e 1,09; 1,21 e 0,71 para o segundo ciclo de cultivo. O índice de área foliar somente tendeu a crescimento com o aumento da lâmina de irrigação. A concentração de potássio na folha da planta só foi significativamente influenciada pelos níveis de irrigação (planta-mãe, média de 27,0 g kg-1) e apresentou aumento linear com as doses de potássio (planta-filha, média de 30,08 g kg-1). Dentre os parâmetros morfológicos de desenvolvimento das plantas avaliados, o número de folhas emitidas (média de 34,82 folhas/ciclo) e o ritmo de emissão foliar (média de 5,74 folhas/mês) tiveram comportamento estatístico semelhante e sem efeito significativo nos tratamentos efetuados. Já os demais parâmetros (circunferência do caule, largura e comprimento da 3a folha, e o total de área foliar), todos revelaram efeitos significativos apenas para os níveis de irrigação adotados e apresentaram médias de 98,7 cm; 85,4 cm; 235,7 cm e 15,2 m², respectivamente. A produtividade foi influenciada pelos tratamentos testados e os maiores valores encontrados de peso do cacho sem o engaço foram: 31,91 kg no tratamento L3K4 (planta-mãe) e 42,12 kg em L5K4 (planta-filha), com média geral de 30,49 kg nos dois ciclos de cultivo. A eficiência do uso da água em função dos níveis de irrigação teve comportamento decrescente com o aumento da quantidade de água aplicada nas diferentes doses de potássio testadas. A qualidade do fruto quanto à concentração de potássio e xvii sólidos solúveis totais na polpa não foi influenciada pelos tratamentos realizados, o que somente ocorreu nos seus parâmetros físicos. Os volumes de água aplicados e a máxima produtividade da cultura nas diferentes doses de potássio foram, respectivamente, (a) função água-cultura para K2: 10.492 L/planta por ciclo e 54,51 to/ha; (b) função águacultura para K3: 12.069 L/planta por ciclo e 57,17 ton/ha e (c) função água-cultura para K4: 9.711 L/planta por ciclo e 61,00 ton/ha.
The region at the Apodi plateau in northeastern Ceará, has been increasing in recent years as a major pole production and marketing of tropical fruits of the state and also in northeastern Brasil, especially as regards the banana plant irrigated agribusiness. In this region the Prata anã varieties, Pacovan and rata Graúda (Pacovan Apodi) are the most planted by companies and producers who market their products according to local consumers and neighboring states. The varieties of the Cavendish group for export, such as Nanica and Nanicão are also present in growth, especially with large multinational companies. In this work it was objectified to study the effect of irrigation levels and doses of potassium applied for dripping in the aspects of vegetative development, nutrition of the plants, in the productivity and the quality of the fruits of the banana tree Pacovan Apodi, as well as evaluating the efficiency of the use of the water for the banana tree in the local of soil and climate conditions. The experiment was carried out from March 2006 to September 2007 in the experimental field of Enterprise FRUTACOR, the partnership with of the Department of Agricultural Engineering of the UFC and Institute CENTEC-FATEC/LN, which is located in the District of Irrigation Jaguaribe-Apodi (DIJA) located in the municipality Limoeiro do Norte, Ceará State, whose geographical coordinates are 5o10’38”south latitude, 38o00’21” of longitude west of Greenwich and altitude of 144.6 m. We used the experimental design of randomized blocks in parcels subdivided with three replications. The treatments resulted from the combination of five levels of irrigation and four levels of potassium. The irrigation levels were L1, L2, L3, L4 and L5, equivalent to 50%, 75%, 100%, 125% and 150%, respectively, the average water slide evapotranspired the banana, some in two lysimeters with drainage a plant in the center. The doses of potassium were 0,00; 0,406; 0,947 and 1,353 kg of K2SO4 (potassium sulphate) per plant in the cycle, respectively, K1, K2, K3 and K4. The fertigations were performed weekly from the second month after planting a set Venturi. Reference evapotranspiration (ETo) was determined using data from a weather station installed automated Campbell CR 23X in the experimental area, from the equation of Penman-Monteith FAO 56 ET in the REF. The total volumes of water consumed in liters cycles were 7772,66 and 6329,07 liters, with an average of 30,48 liters day-1 (5,08 mm day-1) and 29,03 liters day-1 (4, 84 mm day-1) for the plant-mother and plant-daughter, respectively. The average values of Kc for the different stages of development of culture (beginning, middle and end), were respectively, 0,67; 1,30 and 1,02, in the first cycle of culture, and 1,09; 1,21 and 0,71 for the second cycle of culture. The leaf area index only tended to increase with increasing water depth. The concentration of potassium in the leaves of the plant was not significantly influenced by levels of irrigation (the plant-mother, an average of 27,0 g kg-1) and showed a linear increase with the dose of potassium (plant-daughter, n average of 30,08 g kg-1). Among the morphological parameters of development of the plants studied, the number of sheets issued (average of 34,82 leaves/cycle) and leaf emission rate (average of 5,74 leaves/months) had similar behavior and no statistical significant effect treatments performed. But the other parameters (circumference of the stem length and width of the 3rd leaf, and total leaf area), all showed significant effects only at levels of irrigation adopted and had averages of 98,7 cm; 85,4 cm; 235, 7 cm and 15,2 meters respectively. The yield was influenced by the treatments tested and found higher values of weight without the stalk of the bunch were: 31,91 kg in the treatment L3K4 (plant-mother) and 42,12 kg in L5K4 (plant-daughter), with an average overall 30,49 kg in two cycles of cultivation. The efficiency of water use depending on the levels of irrigation behavior was decreasing with increasing amount of water applied at different levels of potassium tested. The quality of the fruit on the concentration of potassium and soluble solids in the pulp was not affected by treatments performed, which only occurred in their physical parameters. The volumes of water applied and the maximum productivity of the culture in different doses of potassium were, respectively, (a) light-water culture for K2: 10492 L/plant per cycle and 54,51 ton/ha; (b) light-water culture to K3: 12069 L/plant per cycle and 57,17 ton/ha and (c) light-water culture for K4: 9711 L/plant per cycle and 61,00 ton/ha.
Palavras-chave: Bananicultura
Irrigação
Fertirrigação
banana plant
Irrigation
Fertirrigation
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::ENGENHARIA AGRICOLA
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Construções rurais e ambiência; Energia na agricultura; Mecanização agrícola; Processamento de produ
Programa: Doutorado em Engenharia Agrícola
Citação: COSTA, Solerne Caminha. Levels of irrigation and potassium doses applied by drip irrigation in cultivation of banana for the region at the Apodi plateau-CE. 2009. 154 f. Tese (Doutorado em Construções rurais e ambiência; Energia na agricultura; Mecanização agrícola; Processamento de produ) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2009.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/663
Data do documento: 2-Fev-2009
Aparece nas coleções:Engenharia Agrícola

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf3,74 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.