Locus  

Casca de café tratada com óxido de cálcio em condição de aerobiose ou anaerobiose

Show simple item record

dc.contributor Veloso, Cristina Mattos
dc.contributor Ribeiro, Karina Guimarães
dc.contributor.advisor Garcia, Rasmo
dc.creator Roseira, João Paulo Santos
dc.date.accessioned 2015-11-12T16:30:04Z
dc.date.available 2015-11-12T16:30:04Z
dc.date.issued 2015-07-27
dc.identifier.citation ROSEIRA, João Paulo Santos. Casca de café tratada com óxido de cálcio em condição de aerobiose ou anaerobiose. 2015. 52f. Dissertação (Mestrado em Zootecnia) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2015. pt-BR
dc.identifier.uri http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/6665
dc.description.abstract Um experimento foi conduzido no Departamento de Zootecnia da Universidade Federal de Viçosa, UFV, no campus de Viçosa, gerando informações apresentadas em dois capítulos. Avaliou-se, qualitativamente, a eficiência do óxido de cálcio no tratamento da casca de café em condição de aerobiose ou anaerobiose, em diferentes períodos de tratamento. No primeiro capítulo, apresentou-se os resultados do valor nutritivo,temperatura, pH edesenvolvimento de fungos na casca de café tratada com óxido de cálcio (CaO) em condição de aerobiose ou anaerobiose, em diferentes períodos de tratamento.Os tratamentos foram dispostos em esquema fatorial 2 x 2 x 4, sendo duas doses de CaO (0 e 5%, base da matéria seca), duas condições de ambiente para reação (aerobiose ou anaerobiose) e quatro períodos detratamento (1; 2; 3 e 4semanas), no delineamento inteiramente casualizado, com três repetições. Cada unidade experimental foi constituída de 3 kg de casca de café. Verificou-se temperatura inicial mais elevada na casca de café tratada, na qual a maior temperatura, 43,36 oC, foi registrada em condição de anaerobiose. Observou-se que as variáveis extrato etéreo (EE), fibra em detergente neutro corrigida para cinzas e proteína (FDNcp), hemicelulose (HEM), lignina (LIG), digestibilidade in vitro da matéria seca (DIVMS), nutrientes digestíveis totais (NDT), pH, mofos e leveduras foram afetadas (P<0,05) pela interação CaO × condição de ambiente × período. Nas semanas 1, 2, 3 e 4, foi verificado para a casca de café tratada menores teores de FDNcp e HEM, quando comparado com a casca de café não tratada, em aerobiose e anaerobiose. Para a casca de café tratada em aerobiose, foi constatado aumento do valor da DIVMS até 1,32 semanas, atingindo valor máximo de 55,76%. O óxido de cálcio promove redução dos constituintes da parede celular e aumenta a digestibilidade da matéria seca da casca de café. Uma semana é considerada o período apropriado para o tratamento da casca. No segundo capítulo, descreveu-se a cinética de degradação ruminal da matéria seca e fibra em detergente neutro da casca de café tratada com óxido de cálcio (CaO), em condição de aerobiose ou anaerobiose. A casca de café foi submetida a duas doses de CaO (0 e 5% base da MS) e duas condições de ambiente para reação (aerobiose ou anaerobiose),no delineamento inteiramente casualizado, com três repetições. Após sete dias de tratamento, foi realizado coletas das amostras, as quais foram pré-secas a 55oC e moídas. Amostras de 5,0 g foram incubadas no rúmen de dois bovinos machos, nos intervalos de tempo 0, 3, 6, 9, 12, 24, 48, 72, 96 e 120 horas. Os parâmetros cinéticos de degradação da matéria seca, à exceção da fração b, a degradabilidade potencial e a degradabilidade efetiva foram afetados (P<0,05) pela interação CaO× condição de ambiente. Quanto aos parâmetros estimados da degradação da fibra, a fração potencialmente degradável apresentou efeito (P<0,05) para condição de ambiente e CaO. A utilização do CaO promoveu aumento dessa fração em 4,08 pontos percentuais quando comparada à casca não tratada e redução de 4,37 pontos percentuais da fração indegradável.A utilização do CaO no tratamento da casca de café promove aumento da degradabilidade efetiva e potencial da matéria seca e redução da fração indegradável da fibra. A condição de anaerobiose constitui-se no melhor ambiente para o tratamento da casca de café com CaO. pt-BR
dc.description.abstract One experiment was conducted in the Departamento de Zootecnia da Universidade Federal de Viçosa, UFV, campus de Viçosa, generating informations presented in two chapters. It was evaluated qualitatively the efficiency of the calcium oxide in the treatment of coffee hulls in aerobic or anaerobic conditions. In the first chapter, are presented the results of nutritive value, temperature, pH, and dynamics of fungus growth in the coffee hulls treated with CaO were evaluated. A factorial experiment 2 x 2 x 4 (two levels of CaO; two ambient conditions for reaction, aerobic and anaerobic; and four periods of treatment, 1, 2, 3 and 4 weeks) was conducted under a completed randomized design with 3 replicates. Each experimental unit was constituted by 3 kg of coffee hulls. Higher temperature, 43.36 oC was registered immediately the coffee hulls be treated. It was observed that EE, NDFap, HEM, LIG, IVDMD, TDN, pH, fungus and yeast were affected (P<0.05) by interaction of CaO × ambient condition × period. In all weeks 1, 2, 4 and 4 were verified lower contents of NDFap and HEM for treated coffee hulls compared to untreated coffee hulls in aerobic and anaerobic condition. The IVDMD of treated coffee hulls reached the maximum value of 55.76% by 1.32 weeks of treatment. The calcium oxide promotes a reduction of cell wall components and increase the dry matter digestibility of coffee hulls. One week period is considered appropriate for hydroliseof coffee hulls. In the second chapter, ruminal kinetic degradation of dry matter and neutral detergent fiber of coffee hulls treated with 0 and 5% (dry matter basis) levels of calcium oxide under aerobic and anaerobic conditions was described. Samples of 5.0 g of treated coffee hulls were incubated in the rumens of steers during 0, 3, 6, 9, 12, 24, 48, 72, 96 and 120 hours. It were observed to kinetic parameters of dry matter degradation, exception fraction b, that potential and effective degradabilities were affected (P<0.05) by the CaO× ambient conditions interaction. Related to estimated parameters of fiber degradation, the potentially degraded fraction showed effect (P<0.05) to ambient condition and CaO. The use of CaO promoted increase this fraction in 4.08 percentage points compared to the untreated hulls and reduction of 4.37 percentage points of undegradable fraction. The utilization of CaO to treat coffee hulls promotes an increase in the effective degradability and potential of the dry matter and reduction of undegradable fiber fraction. The anaerobic condition provide a better ambient to treat coffee hulls with CaO. en
dc.description.sponsorship Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico pt-BR
dc.language.iso por pt-BR
dc.publisher Universidade Federal de Viçosa pt-BR
dc.rights Acesso Aberto pt-BR
dc.subject Nutrição animal pt-BR
dc.subject Casca de café na nutrição animal pt-BR
dc.subject Tratamento de resíduos pt-BR
dc.subject Óxido de cálcio pt-BR
dc.title Casca de café tratada com óxido de cálcio em condição de aerobiose ou anaerobiose pt-BR
dc.title Coffee hulls treated with calcium oxide in aerobic or anaerobic condition en
dc.type Dissertação pt-BR
dc.subject.cnpq Ciências Agrárias pt-BR
dc.subject.cnpq Zootecnia pt-BR
dc.subject.cnpq Pastagem e Forragicultura pt-BR
dc.creator.lattes http://lattes.cnpq.br/0250350287870746 pt-BR
dc.degree.grantor Universidade Federal de Viçosa pt-BR
dc.degree.department Departamento de Zootecnia pt-BR
dc.degree.program Mestre em Zootecnia pt-BR
dc.degree.local Viçosa - MG pt-BR
dc.degree.date 2015-07-27
dc.degree.level Mestrado pt-BR


Files in this item

This item appears in the following Collection(s)

  • Zootecnia [1023]
    Teses e dissertações defendidas no Programa de Pós-Graduação em Zootecnia

Show simple item record

Search DSpace


Browse

My Account