Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/67
Tipo: Dissertação
Título: A Financeirização do Mercado Futuro Agropecuário no Brasil
Título(s) alternativo(s): Financialization of Agricultural Future Market in Brazil
Autor(es): Silva, Viviane Araujo da
Primeiro Orientador: Mattos, Leonardo Bornacki de
Primeiro avaliador: Coelho, Alexandre Bragança
Segundo avaliador: Costa, Thiago de Melo Teixeira da
Abstract: Ao longo das últimas décadas, os preços das commodities registraram vários períodos de grande oscilação, tanto com tendência de baixa quanto de alta. O último movimento observado iniciou-se no ano de 2002 e, contrariando as expectativas, mostrou-se persistente e abrangente, atingindo tanto as soft commodities, que são os produtos cultivados, quanto as hard commodities, que são os produtos extraídos ou minerados. Desde então, vários fatores têm sido apresentados como possíveis determinantes do ciclo altista dos preços. Esse cenário estaria sendo fomentado, entre outros fatores, pelo crescente aumento da demanda mundial, destacando-se China e Índia, pelo aumento da utilização de cereais para a produção de ração animal e pelo incentivo à produção de biodiesel, enquanto que, atuando do lado oferta, estariam as mudanças climáticas e a manutenção de baixos estoques. Além dos motivos apresentados, outro fator abordado pela literatura, e que se constitui no objeto de estudo desta pesquisa, é o aumento da atividade especulativa no mercado futuro de commodities, denominada financeirização. A financeirização tem sido apontada como um dos fatores responsáveis pela formação de uma bolha especulativa nos mercados futuros de alimentos, gerando instabilidade ao provocar o aumento dos preços e da volatilidade. Não há na literatura corrente, especialmente no Brasil, estudos específicos que abordem o impacto da financeirização sobre a volatilidade dos mercados futuros de commodities agropecuárias. Dessa forma, objetivou-se com esta pesquisa analisar a influência dos mercados financeiros, internacional e nacional, sobre o mercado futuro agropecuário no Brasil, verificando se o aumento do volume de negociações com contratos futuros tem sido acompanhado de aumento da volatilidade nos mercados futuros de boi gordo, milho, café arábica e soja. Ademais, diante da hipótese de que o aumento do volume de negociações em futuros esteja causando o aumento dos preços dos alimentos, foi examinada a existência de relação causal entre o volume de contratos futuros comercializados e os preços futuros das commodities. O estudo compreendeu o período entre os anos de 2002 e 2011. Para a análise da transmissão de volatilidade foi utilizado o modelo GARCH multivariado BEKK, enquanto que a verificação da causalidade na variância se deu por meio da avaliação da significância estatística da função de correlação cruzada dos resíduos padronizados ao quadrado das séries financeiras, oriundos da estimação de modelos GARCH univariados. A investigação da existência de relação linear causal entre o volume comercializado de contratos futuros e os retornos das cotações desses contratos foi realizada utilizando-se o modelo de Auto-Regressão Vetorial (VAR). Os resultados mostram haver transmissão de volatilidade entre o mercado financeiro internacional e o mercado futuro de milho, café arábica e soja, enquanto não foi detectada transmissão de volatilidade entre o mercado financeiro internacional e o mercado futuro de boi gordo. Com relação ao mercado financeiro nacional, os resultados apontam para a existência de transmissão de volatilidade deste mercado apenas para o mercado futuro de milho, enquanto que no mercado futuro de boi gordo, a transmissão se dá na direção oposta. Não há indícios de transmissão de volatilidade entre o mercado financeiro nacional e os mercados futuros de café arábica e soja, em nenhuma direção. O teste de causalidade na variância indicou que no período 2002-2011, com exceção da relação mercado financeiro nacional-mercado futuro de boi gordo, a volatilidade do mercado financeiro não causou a volatilidade dos mercados futuros, assim como a volatilidade dos mercados futuros não causou a volatilidade do mercado financeiro. Os resultados também indicam não haver relação linear causal partindo do volume de contratos futuros negociados em direção aos retornos dos preços. Considerando a análise da relação causal partindo dos retornos dos contratos futuros em direção ao volume comercializado, os resultados foram divergentes, nos mercados futuros de boi gordo e soja não foi detectada relação causal, enquanto que, nos mercados futuros de milho e café arábica ficou comprovado que os retornos dos preços futuros precedem temporalmente o volume negociado. Deve-se considerar que esta análise não permite avaliar a existência de correlação contemporânea entre as variáveis. De acordo com este estudo, não foi possível confirmar a hipótese de que o aumento do volume de comercialização de contratos futuros, provocado pela financeirização, esteja contribuindo para o aumento dos preços e da volatilidade das commodities agropecuárias no Brasil.
Over the last decade, commodity prices registered several periods of great oscillation, with both downtrend as high. The last observed movement began in 2002 and, contrary to expectations, was persistent, wide-reaching both soft commodities, which are grown produce, as the hard commodities, which are the products extracted or mined. Since then, several factors have been reported as possible determinants of upward price cycle. This scenario was being fostered, among other factors, by increasing global demand, especially China and India, the increased use of cereals for animal feed production and encouraging the production of biodiesel, while working side supply, climate change and low inventories. Besides the reasons given, another factor addressed by literature, and that is the object of this research is the increase in speculative activity in the commodity future market, called financialization. The financialization has been identified as one of the factors responsible for the rising of a speculative bubble in the future market of food, leading to instability by causing higher prices and volatility. There isn t in the literature, especially in Brazil, studies specifically addressing the impact of financialization on the volatility of agricultural commodity future markets. Thus, the aim of this research was to examine the influence of financial markets, international and national, on the agricultural future market in Brazil, checking whether the increased trading volume in future contracts has been accompanied by increased volatility in cattle, corn, soybean and arabica coffee future markets. Moreover, given the hypothesis that the increase in trading volume in future markets is causing the increase in food prices, we examined the existence of a linear causal relationship between the volume of traded future contracts and commodity future prices. The study included the period between the years 2002 and 2011. For the analysis of volatility transmission model was used GARCH BEKK multivariate model, while checking the causality in variance is given by evaluating the statistical significance of the cross-correlation function of the squared standardized residuals of financial series, from the estimation of univariate GARCH models. The investigation of the existence of linear causal relationship between the volume of traded future contracts and the returns of the prices of these contracts was performed using the Vector Autoregression model (VAR). The results show there is transmission of volatility between the international financial market and the corn, soybeans and arabica coffee future markets, while not detected transmission of volatility between the international financial market and the cattle future market. With respect to the domestic financial market, the results point to the existence of transmission of volatility in the market only for the corn future market, while in the live cattle future market, the transmission takes place in the opposite direction. There is no evidence of transmission of volatility between the domestic financial market and the arabica coffee and soybean future markets. The causality-in-variance test indicated that the variance in the period 2002-2011 (with the exception of the domestic financial market - cattle future market relationship), the financial market volatility has not caused the volatility of future markets as well as the volatility of the future market did not cause financial market volatility. No linear causal relationship was detected from the returns of future contracts to traded volume in the cattle and soybean future markets, whereas in the corn and arabica coffee future markets the returns of future prices temporally precedes the volume traded. However, these results do not allow evaluate the existence of contemporaneous correlation between these variables. According to this study it was not possible to confirm the hypothesis that the increased volume of trading of future contracts, caused by financialization, is contributing to increased volatility and prices of agricultural commodities in Brazil.
Palavras-chave: Financeirização
Volatilidade
Commodities agropecuárias
Financialization
volatility
agricultural commodities
CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ECONOMIA::ECONOMIA INTERNACIONAL
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Economia e Gerenciamento do Agronegócio; Economia das Relações Internacionais; Economia dos Recursos
Programa: Mestrado em Economia Aplicada
Citação: SILVA, Viviane Araujo da. Financialization of Agricultural Future Market in Brazil. 2012. 120 f. Dissertação (Mestrado em Economia e Gerenciamento do Agronegócio; Economia das Relações Internacionais; Economia dos Recursos) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2012.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/67
Data do documento: 29-Out-2012
Aparece nas coleções:Economia Aplicada

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf2,56 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.