Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/6763
Tipo: Dissertação
Título: As condições de reinserção de idosos no mercado de trabalho no Brasil: sob uma perspectiva de gênero
The elderly reintegration conditions in the labor market in Brazil: from a gender perspective
Autor(es): Gonçalves, Cynthia Aparecida
Abstract: O aumento do número de indivíduos em idade ativa contribui para o aumento das riquezas do Brasil na medida em que essas pessoas são absorvidas pelo mercado de trabalho. A inserção nesse mercado é importante para a melhoria da qualidade de vida do idoso e de sua família, principalmente por proporcionar aumento da renda e consequente incremento do seu poder aquisitivo, influenciando no consumo e nas transferências inter e intrafamiliares; sendo também relevante para sua autoestima, autonomia e independência; bem como para a sociedade; e, para o mercado de trabalho. Em face ao contexto exposto o objetivo geral do estudo constituiu em caracterizar, comparativamente, as condições de reinserção dos idosos no mercado de trabalho, nos anos de 2002 e 2012, segundo o gênero. A pesquisa teve caráter quantitativo, sendo classificada como exploratório-descritiva, com corte transversal. Os dados foram extraídos dos microdados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios de 2002 e 2012, a fim de se estabelecer uma comparação. O universo de análise foi constituído pelos idosos que se reinseriram no mercado de trabalho. Os dados foram extraídos, com o auxilio do software Stata 12.0. Os resultados permitiram constatar que os homens representaram, em 2002, 74,01% dos indivíduos reinseridos e, em 2012, 67,80%, o que evidencia a não reinserção ou a saída precoce da mulher no mercado de trabalho. No que diz respeito à raça, a maioria dos trabalhadores, em 2002 e 2012, se autodeclarou brancos e pardos. Em relação à sua condição na unidade domiciliar, observou-se que, em ambos os anos, predominou a pessoa de referência, seguido do cônjuge; e outro parente; e, em proporções inferiores, encontraram-se as condições de filho, empregado doméstico, agregado e pensionista. No que se refere à região de residência a maioria residia na região Sudeste; seguido da região Sul; Nordeste; Norte; e, Centro-Oeste. Em relação ao nível de escolaridade, foi possível observar que grande parte dos idosos possuía o ensino fundamental. Os que sabiam ler e escrever representaram 79,05% e 86,7%, respectivamente. Na análise da posição de ocupação no trabalho, foi constatado que a ocupação por conta-própria apresentou a maior percentagem, seguida do empregado. Na posição de ocupação no trabalho principal os idosos que trabalhavam por conta-própria constituíram 48%, em 2002, e 44,05%, em 2012. Na análise as diferenças de gênero das horas trabalhadas por semana, evidenciou-se que, em ambos os anos pesquisados, as mulheres foram a maioria no trabalho com até 20 horas e os homens no trabalho entre 21 e 40 horas. Nas variáveis do valor do rendimento mensal do trabalho principal, valor do rendimento mensal de todos os trabalhos, e do rendimento de aposentadoria de instituto de previdência ou do governo federal, constatou-se que, em 2002, os homens recebiam mais rendimentos que as mulheres; entretanto, em 2012, essa realidade mudou, pois os gêneros recebiam igualmente. Já na análise do rendimento de pensão de instituto de previdência ou do governo federal, rendimento de outro tipo de aposentadoria, rendimento de outro tipo de pensão, rendimento de aluguel, rendimento de doação de não morador e rendimento de juros de caderneta de poupança e de outras aplicações financeiras, dividendos, programas sociais e outros rendimentos, homens e mulheres reinseridos recebiam igualmente em 2002 e em 2012. Conclui-se com esse estudo, que os idosos buscam cada vez mais, permanecerem ativos por mais tempo. Há uma tendência de se aumentar o número de idosos reinseridos no mercado de trabalho, para ambos os sexos. Esse fenômeno pode ser explicado pelo aumento da longevidade; pela melhor qualidade de vida proporcionada pelo desenvolvimento da medicina e do acesso a informação; pela necessidade financeira própria ou para ajudar parentes, como filhos e netos; dentre outros.
The increase in the number of individuals in working age contributes to the increase in wealth for Brazil, to the extent that these people are absorbed by the labor market. Entering this market is important to improve the quality of life of the elderly and their families, especially by providing increased income and a consequent increase in their purchasing power, influencing consumption and inter and intra-family monetary transfers; being also relevant to their self-esteem, autonomy and independence; to society; and, to the labor market dynamics. Considering this context, the general objective of the study consisted in characterizing, comparatively, the conditions of reintegration of the elderly in the labor market, for the years 2002 and 2012, with a gender approach. The research had a quantitative nature, classified as exploratory, descriptive, and cross-sectional. Data was extracted from the National Household Sample Survey (PNAD) of 2002 and 2012, in order to make the comparison. The universe of analysis was composed of elders who re-entered in the labor market after being retired. Statistical analyses was developed with Stata 12.0. The results showed that men represented, in 2002, 74.01% of reintegrated individuals and, in 2012, 67.80%, which demonstrates the absence of reintegration or the early exit of women in the labor market. With regard to race, most workers in 2002 and 2012, self-declared themselves as being white and brown colored. In relation to its condition at the housing unit, in both years predominated elderly heads, followed by the spouses; and other relatives; and, in smaller proportions, offspring, domestic worker, household and boarder. Regarding region of residence, most resided in the Southeast; followed by the South; Northeast; North; and Midwest. In relation to schooling, it was observed that many elderly people had basic education. Those who could read and write accounted for 79.05% and 86.7%, respectively. In the analysis of occupation position at work, it was found that the self- employed occupation had the highest representation, followed by the employee category. Self-employed constituted 48% of the elderly in 2002 and 44.05% in 2012. When analyzing gender differences in hours worked per week, it became clear that for both survey samples, women were at work up to 20 hours and men at worked between 21 and 40 hours per week. For the values of monthly income of primary job, monthly income of all jobs, and social security income or the federal government aid, it was found that in 2002, men earned more income than women did; however, in 2012, that changed because there was no statistical differences among incomes received by men and women. In the analysis of income from social security or federal government, other type of retirement income and other type of pension, rental income, not resident donation yield, savings account interest and other investments, dividends, social programs and other income, there was also no difference for income received between sexes. We conclude that older people are increasingly seeking to remain active for longer in the labor market. There is a tendency for the number of elderly reinserted in the labor market to increase, for both sexes. This phenomenon can be explained by increased longevity; better quality of life provided by the development of medicine and access to information; and by personal financial need or to help relatives financially, as children and grandchildren; among others.
Palavras-chave: Mercado de trabalho
Idoso - Emprego
CNPq: Economia Doméstica
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Citação: GONÇALVES, Cynthia Aparecida. As condições de reinserção de idosos no mercado de trabalho no Brasil: sob uma perspectiva de gênero. 2015. 88 f. Dissertação (Mestrado em Economia Doméstica) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2015.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/6763
Data do documento: 24-Fev-2015
Aparece nas coleções:Economia Doméstica

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdftexto completo913,43 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.