Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/6768
Tipo: Dissertação
Título: Desempenho, produção de metano entérico, eficiência de utilização da energia, metabolismo proteico muscular e exigências nutricionais de novilhas Holandês × Zebu alimentadas com silagem de milho ou cana-de-açúcar
Performance, enteric methane production, efficiency of use of energy, muscle protein metabolism and nutrient requirements of growing crossbred Holstein × Zebu heifers fed corn silage or sugar cane
Autor(es): Silva, Flávia Adriane de Sales
Abstract: O presente trabalho foi desenvolvido a partir de dois experimentos com o objetivo de avaliar o efeito de dietas contendo silagem de milho ou cana-de-açúcar com 30 ou 50% de concentrado sobre desempenho, características de carcaça, produção de metano entérico, eficiência de utilização da energia, metabolismo proteico muscular e estimar as exigências nutricionais de energia e proteína bem como as eficiências de utilização da energia e proteína metabolizável para ganho de peso de novilhas F1 Holandês × Zebu em crescimento. No experimento 1 foram utilizadas 16 novilhas F1 Holandês × Zebu com peso inicial de 218 ± 36,5 kg e idade média de 12 ± 1 meses, às quais foram distribuídas as dietas em delineamento inteiramente casualizado em esquema fatorial 2 x 2, sendo dois volumosos (silagem de milho e cana-de-açúcar) e dois níveis de concentrado (30 e 50%) com base na matéria seca total das dietas. O experimento teve duração total de 112 dias. Os animais alimentados com dietas à base de silagem de milho (SM) ou com 50% de concentrado apresentaram maior (P<0,05) ganho médio diário e ganho de peso de corpo vazio em relação aos que receberam dietas à base de cana-de-açúcar (CA) ou contendo 30% de concentrado, respectivamente. Maiores emissões diárias de metano entérico (CH 4 ) foram observadas para os animais alimentados com as dietas contendo 50% de concentrado e a produção de CH 4 em função do consumo de matéria seca (g/kgMS) foi maior para os animais alimentados com CA (P<0,05). A relação entre energia digestível (ED) e nutrientes digestíveis totais (ED:NDT) foi influenciada pelo tipo de volumoso oferecido (P>0,05), sendo maior relação ED:NDT observada para as dietas à base de SM. A eficiência de conversão da ED em energia metabolizável (EM:ED) não foi influenciada pelo tipo de volumoso ou nível de concentrado na dieta (P>0,05), contudo, o valor médio observado para esta relação está acima dos propostos pelos principais sistemas de avaliação de alimentos e exigências nutricionais de ruminantes. Conclui-se que dietas à base de SM permitem melhor desempenho para novilhas Holandês × Zebu em relação às dietas utilizando CA, assim como o viiaumento no nível de concentrado também melhora o desempenho de animais em crescimento. O aumento no nível de concentrado nas dietas à base de CA permite melhora nas emissões de metano por unidade consumida ou por unidade de ganho. O valor para EM:ED é de aproximadamente 86%. O experimento 2 foi realizado por abate comparativo utilizando-se 20 novilhas F1 Holandês × Zebu, com peso inicial de 218 ± 36,5 kg e idade média de 12 ± 1 meses. Quatro novilhas foram designadas ao grupo referência e as dezesseis restantes foram alimentadas ad libitum, às quais foram distribuídas as dietas em delineamento inteiramente casualizado em esquema fatorial 2 x 2, sendo dois volumosos (silagem de milho e cana-de-açúcar) e dois níveis de concentrado (30 e 50%) com base na matéria seca total das dietas. O experimento teve duração total de 112 dias. As equações obtidas para a estimação das exigências líquidas de energia (EL g ) e proteína (PL g ) para ganho de peso foram: EL g (Mcal/dia) = 0,0685 × PCVZ 0,75 × GPCVZ 1,095 e PL g (g/dia) = 203,8 × GPCVZ - 14,80 × ER, respectivamente. As eficiências de utilização da energia (k g ) e proteína (k) metabolizável para ganho foram de 40,8 e 25,2%, respectivamente. As taxas fracionais de síntese (FSR) e degradação (FDR) não foram influenciadas (P>0,05) pelo tipo de volumoso ou níveis de concentrado, contudo, os animais alimentados com dietas contendo 50% de concentrado apresentaram maior (P<0,05) excreção diária de 3-metil-histidina, massa de proteína muscular final e relação FSR:FDR. Os animais alimentados com dietas à base de SM ou dietas contendo 50% de concentrado apresentaram maior (P<0,05) ganho de proteína muscular e consequentemente, taxa fracional de acréscimo (FAR) quando comparados aos alimentados com CA ou dietas contendo 30% de concentrado, respectivamente. Conclui-se que as exigências líquidas de energia e proteína para ganho de peso de novilhas Holandês × Zebu podem ser estimadas através das equações: EL g (Mcal/dia) = 0,0685 × PCVZ 0,75 × GPCVZ 1,095 e PL g (g/dia) = 203,8 × GPCVZ - 14,80 × ER, respectivamente. As k g e k são, respectivamente, 40,8 e 25,2%. As FSR e FDR de novilhas Holandês × Zebu em crescimento não são influenciadas pelo tipo de volumoso ou níveis de concentrado, contudo, a FAR é maior quando os animais são alimentados com dietas de melhor qualidade, resultando em maiores ganhos absolutos de proteína muscular.
This work was developed from two experiments to evaluate the effect of diets containing corn silage or sugar cane with 30 or 50% of concentrate on performance, carcass characteristics, enteric methane production, efficiency of use of energy, muscle protein metabolism and determine energy and protein requeriments for weight gain of crossbred Holstein × Zebu heifers, as well their efficiency. In the experiment 1, we used 16 F1 crossbred Holstein × Zebu heifers with average body weight of 218 ± 36.5 kg and a mean age of 12 ± 1 months. The heifers were fed ad libitum and were distributed in a completely randomized design, 2 x 2 factorial arrangement, two roughage (corn silage and sugar cane) and two concentrate levels (30 to 50%) on dry matter basis (DM) of total diet, with four replications. The experiment was conducted during 112 days. Heifers fed corn silage (CS) diets or with 50% of concentrate had higher (P<0.05) average daily gain and empty body weight gain than heifers fed sugar cane (SC) diets or with 30% of concentrate, respectively. Higher amounts of daily enteric methane emission (CH 4 ) were observed for heifers fed diets with 50% concentrate and the CH 4 production relative to dry matter intake (g/kgMS) was higher for heifers fed SC diets (P<0.05). The relationship between digestible energy (DE) and total digestible nutrients (DE:TDN) was influenced (P>0.05) by roughage type offered, wherein higher DE:TDN ratio was observed for CS diets. The DE use efficiency (ME:DE) was not influenced by roughage type or concentrate level in the diet (P>0.05), however, the mean value observed to this efficiency is above that proposed by the principal feed and nutritional requirements evaluation systems of ruminants. It is concluded that CS diets promotes better performance than SC diets for crossbred Holstein × Zebu heifers, as well as the increased level of concentrate improves performance of growing animals. The increased level of concentrate in SC diets decreases methane emissions per consumed or gain unit. The DE:ME value is approximately 86%. The experiment 2 was realized using a comparative slaughter technique. We used 20 F1 crossbred Holstein × Zebu heifers with an initial body weight of 218 ± 36.5 kg and a ixmean age of 12 ± 1 months. Four heifers were slaughter to make up the reference group and the sixteen others were distributed in a completely randomized design, 2 x 2 factorial arrangement, two roughage (corn silage and sugar cane) and two concentrate levels (30 to 50%) on dry matter basis (DM) of total diet, during 112 days. The equations obtained to net energy (NE g ) and net protein (NP g ) requirements for gain were: NE g (Mcal/day) = 0.0685 × EBW 0,75 × EBG 1,095 and NP g (g/day) = 203.8 × EBG - 14.80 × RE, respectively. The efficiency of utilization of metabolizable energy (k g ) and protein (k) for gain were 40.8 and 25.2%, respectively. The fractional synthesis (FSR) and breakdown (FBR) rates were not influenced (P>0.05) by roughage type or concentrate level, however, animals fed diets with 50% of concentrate had higher (P<0.05) daily 3-methyl-histidine excretion, final muscle protein and FSR:FBR ratio. Heifers fed CS diets or with 50% of concentrate had higher muscle protein gain and consequently, fractional growth rate (FGR) than those fed SC diets or with 30% of concentrate (P<0.05), respectively. It is concluded that the net energy and protein requirements for gain of crossbred Holstein × Zebu heifers can be obtained by the equations: NE g (Mcal/day) = 0.0685 × EBW 0,75 × EBG 1,095 and NP g (g/day) = 203.8 × EBG - 14.80 × RE, respectively. The k g and k are, respectively, 40.8 and 25.2%. The FSR and FBR of crossbred Holstein × Zebu heifers are not influenced by roughage type or concentrate level, however, the FGR is increased when these animals are fed with better quality diets, resulting in greater muscle protein gain.
Palavras-chave: Bovino - Alimentação e rações
Nutrição animal
Balanço de energia
Metabolismo proteico
CNPq: Nutrição e Alimentação Animal
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Citação: SILVA, Flávia Adriane de Sales. Desempenho, produção de metano entérico, eficiência de utilização da energia, metabolismo proteico muscular e exigências nutricionais de novilhas Holandês × Zebu alimentadas com silagem de milho ou cana-de-açúcar. 2015. 64 f. Dissertação (Mestrado em Zootecnia) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2015.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/6768
Data do documento: 29-Jul-2015
Aparece nas coleções:Zootecnia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdfTexto completo629,57 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.