Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/6808
Tipo: Tese
Título: Sistemática e biogeografia do gênero Collaria Provancher, 1872 (Hemiptera: Miridae)
Systematics and biogeography of genus Collaria Provancher, 1872 (Hemiptera: Miridae)
Autor(es): Morales Castaño, Irina Tatiana
Abstract: Miridae é a maior família da subordem Heteroptera (Hemiptera) e se encontra distribuída em todas as regiões biogeográficas do planeta, possuindo cerca de 11.020 espécies, alocadas em 1.200 gêneros e a oito subfamílias. Collaria Provancher, 1872 pertence à tribo Stenodemini (Mirinae). As espécies do gênero estão associadas a plantas hospedeiras da família Poaceae, causando danos econômicos principalmente em pastagens, aveia, arroz, milho e trigo. Mudanças no trato agrícola, ampliação de áreas de cultivo e câmbios climáticos têm resultado no surgimento de novas espécies-praga e novos registros na distribuição geográfica das espécies do gênero. O objetivo desta tese foi realizar a revisão taxonômica do gênero Collaria (Hemiptera: Miridae) e propor hipóteses filogenéticas e biogeográficas das relações internas do grupo. Realizou-se um estudo sobre a morfologia comparada da genitália do macho e da fêmea, com sete espécies representativas da variação externa e da distribuição geográfica do gênero, apresentando-se descrições, fotos e ilustrações. Foram propostas as homologias primárias para serem testadas na análise filogenética. Foram revistas 22 coleções entomológicas com objetivo de contribuir com a taxonomia de Collaria. O trabalho apresenta redescrições e diagnoses para todas as espécies de Collaria e a descrição de uma espécie nova da região afrotropical. Estão incluidos novos dados de distribuição para as regiões afrotropical e neotropical e uma chave de identificação para as espécies. A monofilia do gênero foi testada incluindo-se 20 espécies (15 do grupo interno e cinco do grupo externo) e 67 caracteres morfológicos, utilizando-se análise de parcimônia com os programas TNT. A monofilia do gênero foi suportada por quatro sinapomorfias. Com os resultados filogenéticos e os dados de distribuição geográfica, foi feita uma análise espacial de vicariância, onde se obteve sete nódulos representados por linhas de Voronoi. Propõe-se uma relação ancestral entre as espécies Neotropicais, Neárticas e Afrotropicais, com provável origem após do rompimento de Gondwana e do estabelecimento do estreito do Panamá.
Miridae is the most diverse group of the suborder Heteroptera (Hemiptera); and is distributed in all biogeographic regions of the planet, with currently more than 11,020 described species grouped in 1,200 genera and eight subfamilies. Collaria Provancher, 1872 belongs to Stenodemini (Mirinae). The species of the genus are associated with the family of host plants Poaceae, and are responsible for significant economic damage to pastures, oats, rice, maize, and wheat crops. Changes in agriculture, expansion of cultivation areas and climate changes have resulted in the emergence of new pest species and new records in the geographical distribution of species. The objective of this thesis was to conduct a taxonomic revision of genus Collaria (Hemiptera: Miridae) and to propose phylogenetic and biogeographic hypotheses of the relationships within the group. A study of the comparative structure of the male and female genitalia was performed, based on seven species, which represent the external variation observed as well as the geographical distribution. Primary homology hypothesis was proposed and tested by phylogenetic analysis. Twenty-two entomological collections were reviewed, in order to contribute to the taxonomy of Collaria. Descriptions, illustrations, digital micrographs and diagnoses for all the species are provided; in addition, the description of a new species of the Afrotropical region is presented. New distribution data for the Afrotropical and Neotropical regions and an identification key to all species are given. The genus monophyly was tested, with 20 species (15 of the inner group and five of the outgroup) and 67 morphological characters in a parsimony analysis using the software TNT. The monophyly of the genus is supported by four synapomorphies. Based on these results, a biogeographical analysis was conducted (Spatial Analysis of Vicariance). Seven vicariant nodes represented by the Voronoi lines were found. An ancient relationship between Neotropical, Afrotropical and Neartic species, with probable origin after the breakup of Gondwana and after the establishment of Isthmus of Panama is suggested.
Palavras-chave: Percevejos (Inseto)
Collaria - Classificação
Filogenia
CNPq: Entomologia Agrícola
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Citação: MORALES CASTAÑO, Irina Tatiana. Sistemática e biogeografia do gênero Collaria Provancher, 1872 (Hemiptera: Miridae). 2015. 128f. Tese (Doutorado em Entomologia) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2015.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/6808
Data do documento: 24-Fev-2015
Aparece nas coleções:Entomologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdftexto completo4,19 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.