Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/6812
Tipo: Dissertação
Título: Sistemas Agroecológicos de produção conservam solo e água
Título(s) alternativo(s): Agroecological systems conserve soil and water
Autor(es): Carneiro, Joana Junqueira
Abstract: Agricultores(as) familiares utilizaram técnicas agroecológicas para reverter o processo de degradação dos solos e a perda da capacidade produtiva de suas terras diagnosticados em um processo participativo de pesquisa realizado na Zona da Mata de Minas Gerais, Brasil. As organizações dos(as) agricultores familiares(as), sindicatos e associações de alguns municípios desta região junto com parceiros (Centro de Tecnologias Alternativas da Zona da Mata e Universidade Federal de Viçosa) buscaram com estas técnicas contribuir na sustentabilidade produtiva, social e econômica das propriedades rurais. As famílias agricultoras que aderiram ao processo experimentação e de transição agroecológica relataram mudanças nos sistemas produtivos, tais como aumento na biodiversidade local, maior conforto térmico proporcionado pelas árvores e mudanças na disponibilidade de água. O relato sobre o aumento na quantidade de água e o afloramento de nascentes que haviam secado estimularam as famílias a quererem entender os processos que alteraram a dinâmica hídrica nas microbacias manejadas agroecologicamente. Em parceria com técnicos e pesquisadores procurou entender a interferência do manejo agroecológico na dinâmica hídrica. Para isto, sistematizou‐se as experiências de algumas famílias agroecológicas. Alguns destaques da sistematização foram a importância da autonomia de decisão da família, a revegetação de topos de morro e área ciliares com sistemas agroflorestais ou com espécies nativas e o cuidado com o solo de toda propriedade evitando deixá‐lo exposto. Para revegetação, foram utilizadas espécies espontâneas e aproveitamento de material propagativo de áreas de mata próximas. Para conservação de nascentes e córregos, foi feito cercamento das áreas próximas e instalação de bebedouros para o gado. Priorizou‐se a realização de roçadas para controle da vegetação buscando deixar o solo sempre coberto. Em campo, pesquisou‐se sobre a perda de solo, água, nutrientes e carbono em cafezais e pastagens e dinâmica da vazão de cursos d’água em microbacias manejadas agroecologicamente e convencionalmente. O manejo agroecológico inclui sistemas agroflorestais nas pastagens e no cafezal, roçada mecânica e não utilização e agrotóxicos. O manejo convencional inclui sistemas manejados a pleno sol, com realização de capina mecânica, química e roçada e aplicação de agrotóxicos para controle de pragas e doenças. As perdas de solo, água e nutriente por erosão foram avaliadas com coletores de erosão modelo Gerlach adaptado. As vazões foram medidas semanalmente pelo método direto. Os sistemas agroecológicos (cafezais e pastagens) perderam menos água, solo e nutrientes em relação aos sistemas convencionais (pleno sol). A vazão dos córregos nas microbacias sob manejo agroecológico variaram menos ao longo do ano em relação ao manejo convencional.
Family farmers used agroecological techniques to reverse the process of soil degradation and loss of productive capacity diagnosed in a participatory research process conducted in Zona da Mata of Minas Gerais, Brazil. Organizations of family farmers, trade unions of some municipalities in this region along with partners (CTA‐ZM, UFV) sought with these techniques to contribute on the productive, social and economic sustainability of farms proprieties. Farming families who have joined the trial process and agroecological transition reported changes in production systems, such as increased local biodiversity, better thermal comfort provided by the trees and changes in water availability. The report about the increase in the amount of water and the outcrop of sources that had dried encouraged the families by wanting to understand the processes that alter the water dynamics at the agroecological systems. In partnership with technicians and researchers, questions about the interference of agroecological management in water were raised. In order to understand this phenomenon and to answer some of these questions this research has systematized some agroecological management experiences. During the systematization, the importance of the autonomy of the family's decision, the revegetation of hilltops and riparian areas with agroforestry systems or with native species and care with the soil of all ownership avoiding leaving it exposed were highlighted. For revegetation, taking advantage of spontaneous species propagative material from nearby forest areas were used. For the conservation of springs and streams, they were surrounded and drinkers for cattle were installed. The agroecological families used the mowed to control vegetation, seeking leave the soil always covered. Field data on soil loss, water, nutrients and carbon in coffee plantations and pastures and dynamics of flow of watercourses in watersheds managed with conventional and agroecological systems were raised. The agroecological manegement includes agroforest systems in the pastures and coffe plantation, mechanical mowing and no use of pesticides. The conventional manegement includes full sun agrosystems, realization of mechanical and chemical weending, mowing and application of pesticides to control pests and diseases. The soil, water and nutrient loses were avaliated using an adapted Gerlach sediment trap. The water flow were determinated using direct method. Agroecosystems lost less water, soil and nutrients on the coffee plantations or pastures systems over conventional systems (full sun). The flow of streams in the watersheds under agroecological management have demonstrated less variation throughout the year than under conventional management.
Palavras-chave: Ecologia Agrícola
Agricultura familiar
Erosão
Solos - Conservação
CNPq: Ciência do Solo
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Citação: CARNEIRO, Joana Junqueira. Sistemas Agroecológicos de produção conservam solo e água. 2013. 91f. Dissertação (Mestrado em Solos e Nutrição de Plantas) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2013.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/6812
Data do documento: 31-Out-2013
Aparece nas coleções:Solos e Nutrição de Plantas

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdftexto completo1,92 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.