Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/6813
Tipo: Tese
Título: Vermicompostagem enriquecida com pós de rochas e sua utilização em sistemas agroecológicos
Vermicomposting associated with rock powder and fertilization of agroecological production systems
Autor(es): Souza, Maria Eunice Paula de
Abstract: A melhoria no manejo dos estercos é necessária para potencializar a ciclagem de nutrientes nos agroecossistemas dos agricultores familiares, o que pode ser feito utilizando a vermicompostagem. Apesar das vantagens da vermicompostagem, esta é pouco utilizada pelos agricultores, por acreditarem que seja uma técnica cara e complexa e por não terem acesso às minhocas. No processo da vermicompostagem ocorre a transformação dos estercos dos animais em vermicomposto pelas minhocas e a microflora que vive em seu trato digestivo, melhorando com isto a qualidade da matéria orgânica e aumentando a disponibilização dos nutrientes presentes nos estercos. Outras vantagens da vermicompostagem são a redução da mão de obra durante o processo em comparação à técnica convencional da compostagem, o baixo custo e à facilidade de construção do minhocário. Os teores de nutrientes no vermicomposto podem ser aumentados com a adição de pós de rocha. Entretanto, algumas rochas são ricas em metais pesados, o que poderia inviabilizar o seu uso na agricultura caso os metais pesados não sejam complexados durante o processo de vermicompostagem, tornando-os indisponíveis para as plantas. Os objetivos deste trabalho foram avaliar a percepção e as dificuldades de agricultores familiares quanto à produção de vermicompostos; avaliar o potencial das minhocas em imobilizar metais pesados presentes em pós de gnaisse e esteatito adicionados ao esterco durante o processo de vemicompostagem; avaliar a disponibilização, ou não, destes metais pesados para as plantas após o processo de vermicompostagem; e com isso, avaliar o efeito da adição de pós de rochas vermicompostadas no crescimento e reprodução da minhoca Vermelha da Califórnia (Eisenia andrei) e no crescimento de plantas e; avaliar a disponibilização de elementos do pó de gnaisse pelo processo de vermicompostagem. No primeiro capítulo treze minhocários do tipo Campeiro foram construídos coletivamente em diferentes localidades, da mesorregião da Zona da Mata mineira. Para avaliar e monitorar os minhocários foram realizados duas visitas em cada local de construção além de outros meios de comunicação. A partir dessa avaliação foram, também, sanadas as dúvidas e encaminhadas às demandas. No segundo capítulo, em condição de laboratório, foi avaliada a disponibilização dos metais pesados presentes nos pós de gnaisse e esteatito após o processo de vermicompostagem e, seu efeito no desenvolvimento das minhocas da espécie E. andrei na presença do vermicomposto com ou sem pós de rochas. A produção de vermicomposto foi realizada em frascos plásticos, esterco bovino semicurtido, uma dose de pós de gnaisse e esteatito (12%), com seis repetições, em delineamento inteiramente casualizado. Realizou-se ainda em casa de vegetação um ensaio agronômico com a cultura do milho, fertilizada com vermicompostos enriquecidos com pó de gnaisse, com pó de esteatito e sem enriquecimento com pó de rocha (controle), em delineamento inteiramente casualizado, com seis repetições. Por último, a capacidade de solubilização de minerais durante o processo de vermicompostagem foi avaliada pelo crescimento e nutrição de plantas de milho em experimento de campo. Na obtenção dos vermicomposto foi utilizado esterco bovino, uma dose de pós de gnaisse. Os dados obtidos foram submetidos à análise de variância, sendo as médias seguidas pelo teste de Student-Newman-Keuls a 5 % de probabilidade. No primeiro capítulo mostrou-se que apesar de compreender a importância das minhocas para a qualidade do solo, a maioria dos agricultores não conhecia um minhocário. Os agricultores e estudantes relataram que não tiveram dificuldades no manejo do minhocário. Os ataques de formigas e sanguessugas foram os maiores problemas encontrados por algumas famílias. Os resultados do segundo capítulo mostraram que o peso seco das minhocas e o desenvolvimento das plantas foram superiores no tratamento enriquecido com pó de gnaisse. Elevadas concentração de Ni e Cr foram detectados em concentrações nas plantas cultivadas em solo fertilizado com vermicomposto enriquecido com pó de esteatito. Em todos os tratamentos, as concentrações de metais presentes no solo pós-cultivo foram baixas. Em campo, os resultados mostraram que a massa seca da parte aérea do milho foi superior no tratamento fertilizado com vermicomposto enriquecido com pó de gnaisse. As concentrações de K, Ca, Mg, Mn, Ni, Cr e Pb na massa seca da parte aérea do milho foram maiores nos tratamentos fertilizados com vermicompostos enriquecido com pó de gnaisse. No solo, as concentrações de P, K, Ca, e o pH foram superiores no tratamento enriquecido com pó de gnaisse. As concentrações dos metais pesado, não foram alteradas pelos vermicompostos no solo. A partir do conhecimento da técnica, o minhocário tem sido utilizado pelos os agricultores e estudantes e estes tem divulgado a técnica para os seus familiares, vizinhos e outros estudantes. O pó de gnaisse vermicompostado possui potencial de utilização na agricultura, enquanto fonte de nutrientes e promotores de melhorias em características químicas do solo, pois eleva os teores disponíveis de P e K após sua aplicação no solo. Não foi detectado resíduo de metais pesados no solo após a realização do experimento com pó de gnaisse. A recomendação do uso de pó de esteatito na agricultura deve ser vista com mais cuidado, devido aos teores de metais pesados presentes na rocha.
Appropriate manure management is needed to improve nutrient cycling in the agroecosystems of family farmers. This can be done is by vermicomposting. Despite the advantages of vermicomposting, is it not widely used by farmers because they considered it as an expensive and complex technique, and because the lack of access to earthworms. Vermicomposting involves the transformation of animal manure into vermicompost by earthworms and the micro-flora that lives in their digestive tract. This can improve the quality of organic matter and increase the availability of nutrients from the manure. Other advantages of vermicomposting include the reduction of the workforce required during the process when compared to the conventional technique of composting, plus low cost and ease construction of worm farms. The levels of nutrients present in the manure can be increased with the addition of rock powder. However, some rocks are rich in heavy metals, which may constraints their use in agriculture, unless the heavy metals are bound into complexes in the vermicomposting process, making them unavailable to plants. The objectives of this study were to: evaluate the perception and difficulties of family farmers to prepare vermicompost; evaluate the potential of earthworms to immobilize heavy metals present in powder of gneiss and steatite added to the manure during the vermicomposting process; assess the availability of these heavy metals to the plants after the vermicomposting process; assess the effect of addition of rock powder on the growth and reproduction of Eisenia andrei and growth of plants; and, finally, evaluate the nutrient availability from powdered gneiss by the vermicomposting process. In the first chapter, thirteen wormeries (Campeiro type) were built in different locations the Zona da Mata of Minas Gerais. To evaluate and monitor we visited the famers were the wormeries were built two times. During the visits, we clarify some doubts of the farmer and further we send them other information. In the second chapter, under laboratory conditions, the availability of the heavy metals in powdered gneiss and steatite after the vermicomposting process were analysed. Their effect on the development of earthworms was assessed in the presence the vermicompost, with or without the addition of rock powder. The production of vermicompost was performed in plastic bottles, using cattle manure as substrate, plus a dose of powder gneiss and steatite (12%), with six replicates set out in a completely randomized design. In the greenhouse, an agronomic trial was performed with maize grown: fertilized with vermicompost enriched with powdered gneiss; fertilized with vermicompost enriched with steatite powder; and one treatment with vermicompost but without rock powder (as a control). These were set out in a randomized block design with six replicates. In chapter three, the ability to solubilise minerals during the vermicomposting process was evaluated by growth and nutrition the plants of maize in a field experiment. The vermicompost was obtained by using cattle manure as substrate plus a dose of powdered gneiss. Data were subjected to analysis of variance and the means were compared by Student-Newman-Keuls test at 5% probability. The first study showed that, despite understanding the importance of earthworms for soil quality, most farmers did not know how to build a wormery. Of those that did, farmers and students reported that they had difficulties in the management of the wormerie. The attacks of ants and leeches were the biggest problems encountered by some families. The results of the second chapter showed that the dry weight of earthworms and plant development were higher in the treatment enriched with powdered gneiss. High Concentrations of Ni and Cr were detected in the cultivated plants in soil fertilized with vermicompost enriched with powdered steatite. The concentration of metals in the soil after cultivation for all treatments was low. Field results showed that the dry weight of shoots of maize was higher in the treatment fertilized with vermicompost enriched with powdered gneiss. The concentrations of K, Ca, Mg, Mn, Ni, Cr and Pb in dried shoots of maize were higher in treatments fertilized with vermicompost enriched with powder of gneiss. In the soil, the concentrations of P, K, Ca, and pH were higher in the treatment enriched with powdered gneiss. The concentrations of heavy metals were not affected by vermicompost in the soil. From these results, technical knowledge concerning earthworms has been used by farmers and students to transmit their knowledge to their families, neighbours and other students. Vermicompost enriched gneiss powder has potential use in agriculture as sources of nutrients as it promotes improvements in soil chemical characteristics, and it elevates the levels of available P and K in the soil after application. The was no detected residue of heavy metals in the soil after the experiment. On the other hand, recommendations for the use of steatite powder in agriculture should be treated with more caution, due to the levels of heavy metals present in the rock.
Palavras-chave: Solos - manejo
Minhocas
Vermicompostagem
Fertilidade do solo
Rochas - Efeitos dos metais pesados
Agricultura sustentável
Ecologia Agrícola
CNPq: Ciência do Solo
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Citação: SOUZA, Maria Eunice Paula de. Vermicompostagem enriquecida com pós de rochas e sua utilização em sistemas agroecológicos. 2014. 81 f. Tese (Doutorado em Solos e Nutrição de Plantas) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2014.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/6813
Data do documento: 21-Jul-2014
Aparece nas coleções:Solos e Nutrição de Plantas

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdftexto completo2,4 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.