Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/6822
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributorBenjamin, Laércio dos Anjos
dc.contributorFernandes, Raphael Bragança Alves
dc.contributor.advisorCardoso, Irene Maria
dc.contributor.authorSousa, Tommy Flávio Cardoso Wanick Loureiro de
dc.date.accessioned2015-11-30T13:58:01Z
dc.date.available2015-11-30T13:58:01Z
dc.date.issued2014-02-28
dc.identifier.citationSOUSA, Tommy Flávio Cardoso Wanick Loureiro de. Manejo agroecológico e qualidade da água no entorno do Parque Estadual da Serra do Brigadeiro. 2014. 94f. Dissertação (Mestrado em Solos e Nutrição de Plantas) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2014.pt-BR
dc.identifier.urihttp://www.locus.ufv.br/handle/123456789/6822
dc.description.abstractNo território da Serra do Brigadeiro, importante pela rica biodiversidade, paisagens singulares e grande potencial agroecológico, inúmeras pesquisas sistematizaram e apontaram muitos benefícios do manejo agroecológico, em especial com sistemas agroflorestais. Estes benefícios foram também apontados pelas próprias famílias agricultoras, após anos de transição agroecológica. Dentre os benefícios, destacam‐se o aumento da quantidade e qualidade da água nas nascentes e cursos d’água de propriedades em transição agroecológica. Entretanto, ainda muitas propriedades permanecem com manejo convencional. O presente estudo foi desenvolvido buscando diagnosticar as principais fontes de poluição da água nas comunidades rurais dessa região e verificar os benefícios do manejo agroecológico na dinâmica da água. Inicialmente diagnosticou‐se a atual situação do saneamento básico nas comunidades localizadas no entorno do Parque Estadual da Serra do Brigadeiro (PESB), que influencia diretamente a qualidade da água e do solo. O estudo abrangeu todas as comunidades localizadas em uma área de 2 km ao redor dos limites do parque. O acesso aos serviços de saneamento básico são precários e podem estar afetando negativamente a qualidade da água de afluentes de rios importantes como o Doce e o Paraíba do Sul, na solução do problema de saneamento, especialmente em áreas rurais, devem ser consideradas soluções individuais, como algumas tecnologias sociais, que são acessíveis economicamente e tecnicamente eficazes. Em uma das Bacias Hidrográficas na área de amortecimento do Parque (a Bacia do São Joaquim) analisou‐se a qualidade da água, com o objetivo de determinar o índice de qualidade da água (IQA) em seis pontos. Dois destes pontos estão localizados em microbacias influenciadas pelo manejo tido como convencional e dois pelo manejo agroecológico, estando os outros dois pontos localizados à montante e à jusante da bacia hidrográfica. Relacionou‐se os IQAs obtidos com os diferentes tipos de manejo dos solos adotados na bacia. Os resultados encontrados permitem concluir que o sistema de manejo agroecológico adotado na bacia do rio São Joaquim contribuiu para conservação e recuperação da qualidade da água. Entretanto, por ainda não ser praticado em todas as propriedades, o manejo agroecológico não influenciou a qualidade da água da bacia hidrográfica como um todo. Ainda nesta Bacia determinou‐se a qualidade da água, indiretamente, através da análise histológica de lesões em peixes, um ótimo bioindicadores de poluição. As análises feitas também indicaram diferenças entre as microbacias agroecológicas e convencionais, e os resultados apontaram sinais de degradação da qualidade da água nas bacias convencionais, provavelmente influenciados pela contaminação das águas dessas propriedades por agrotóxicos. Todo estudo foi desenvolvido através de metodologias participativas, onde o diálogo entre o saber popular e científico foi importante na construção de um novo saber prático, acessível e, portanto, capaz de contribuir para solucionar problemas de poluição ambiental inerentes ao manejo convencional. Para isto é importante apoiar o processo de transição agroecológica já em curso em algumas propriedades do entorno do Parque.pt-BR
dc.description.abstractIn the Serra do Brigadeiro territory, important due to its biodiversity, unique sights and enormous agroecological potential, several studies systematized and pointed out the benefits of the agroecological management, especially using agroforestry systems, after years of agroecological transition. These benefits were also pointed by the family’s farmers. Among the benefits, we highlight the improvement in water quality and quantity of the springs and streams located in the farms in agroecological transition. However, several farmers keep the conventional management in their proprieties. This study was developed to diagnose the main source of the water pollution in the rural communities and verify the benefits of agroecological management in the water dynamics. First, we diagnosed the the sanitation condition in the communities, in the surrounding of the State Park Serra do Brigadeiro (PESB), that directly influence the water and soil qualities. The study covered all the communities within 2km of around the park (PESB) limit. The basic sanitation access are precarious and can negatively affect the water quality of important influent river such as Doce and Paraíba do Sul. In one of the watershed of the Park buffer zone (São Joaquim Basin) the quality of water was analyzed and the Water Quality Index (WQI) was calculated in six locations. Two of them, located in a watershed conventionally managed, two of them located in a watershed agroecologically managed and the last two points were located upstream and downstream of the whole watershed. The WQI was related to the soil management of the watershed. The result shows that agroecological management used at the São Joaquim river contributed for the preservation and quality of the water. However, the majority of the farmers still adopt conventional management and because of that the agroecological management did not affected the water quality in the São Joaquim Basin Histological analyses were carried out also in São Joaquim Basin. The fishes injuries are great pollution bioindicators. The results showed differences among agroecological and conventional watersheds. The fishes tissues showed more injuries in the conventional farmers, probably due to contamination of water with pesticides. All studies were carried out using participatory methodologies. The dialogue between popular and scientific knowledge is necessary to build knowledge that are practical and accessible and can solve environmental pollution problems, caused by conventional management. For this, it is important to support the, already on going on, agroecological transition in some of the surrounding Park properties.en
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior.pt-BR
dc.language.isoporpt-BR
dc.publisherUniversidade Federal de Viçosapt-BR
dc.rightsAcesso Abertopt-BR
dc.subjectSolospt-BR
dc.subjectManejo agroecológicopt-BR
dc.subjectSaneamento ruralpt-BR
dc.subjectÁgua - Qualidadept-BR
dc.subjectLambari (Peixe) - Astyanax bimaculatuspt-BR
dc.titleManejo agroecológico e qualidade da água no entorno do Parque Estadual da Serra do Brigadeiropt-BR
dc.titleAgroecological managament and water quality in the surroundingof the State Park Serra do Brigadeiroen
dc.typeDissertaçãopt-BR
dc.contributor.authorLatteshttp://lattes.cnpq.br/3032278847819639pt-BR
dc.subject.cnpqCiência do Solopt-BR
dc.degree.grantorUniversidade Federal de Viçosapt-BR
dc.degree.departmentDepartamento de Solospt-BR
dc.degree.programMestre em Solos e Nutrição de Plantaspt-BR
dc.degree.localViçosa - MGpt-BR
dc.degree.date2014-02-28
dc.degree.levelMestradopt-BR
Aparece nas coleções:Solos e Nutrição de Plantas

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdftexto completo1,85 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.