Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/6851
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributorOliveira, Tânia Toledo de
dc.contributorMatta, Sérgio Luís Pinto da
dc.contributor.advisorStringheta, Paulo Cesar
dc.contributor.authorWaughon, Tonye Gil Matos
dc.date.accessioned2015-12-01T15:55:18Z
dc.date.available2015-12-01T15:55:18Z
dc.date.issued2015-02-25
dc.identifier.citationWAUGHON, Tonye Gil Matos. Morfometria do fígado e parâmetros bioquímicos sanguíneos de ratos wistar alimentados com dietas contendo açaí. 2015. 86 f. Tese (Doutorado em Ciência e Tecnologia de Alimentos) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2015.pt-BR
dc.identifier.urihttp://www.locus.ufv.br/handle/123456789/6851
dc.description.abstractO açaí é um fruto típico da Amazônia que possui elevado teor de compostos fenólicos, fibras dietéticas e lipídios e a proporção desses componentes sofrem alterações de acordo com a região, época do ano e outros fatores. Neste estudo foi realizada a caracterização físico- química e atividade antioxidante do açaí e a avaliação do efeito de seus componentes nos parâmetros sanguíneos de ratas alimentadas com dieta hipercolesterolêmicas e não hipercolesterolêmicas, além do estudo histológico do tecido hepático desses animais. Os frutos de açaí utilizados no experimento foram coletados no mês de junho nas Ilhas das Onças, Município de Barcarena, Pará. A composição centesimal foi determinada, avaliando- se os teores de umidade, cinzas, lipídeos, proteínas e carboidratos. A determinação de fenólicos totais foi realizada de acordo com metodologia de Folin-Ciocalteau. As análises qualitativa e quantitativa das antocianinas do fruto foram realizadas por Cromatografia Líquida de Alta Eficiência (CLAE). O ensaio in vivo foi realizado com 54 ratas divididas em 9 grupos onde o primeiro grupo (C), recebeu somente a ração comercial. O segundo grupo (CC), recebeu a ração comercial adicionada de 1% de colesterol e 0,1% de ácido cólico. O grupo E, recebeu a ração comercial adicionada de 1% de colesterol e 0,1% de ácido cólico e mais 10mg de estatina por Kg de massa corporal. Os grupos A2,5 e A5 receberam a ração comercial adicionada de 2,5 e 5% de açaí, respectivamente. Os grupos AC2,5 e AC5 receberam a ração comercial adicionada de 1% de colesterol, 0,1% de ácido cólico e 2,5% e 5% de açaí, respectivamente. Os grupos REF2,5 e REF5 receberam a ração comercial adicionada de 1% de colesterol, 0,1% de ácido cólico e 2,5% e 5% do resíduo obtido da extração de compostos fenólicos do açaí. Após trinta dias de experimento, os animais foram eutanasiados através da retirada total do sangue que foi utilizado para a realização das análises de colesterol total, colesterol-HDL, triacilgliceróis, creatinina, AST, ALT, -GT, albumina e proteínas totais. Os fragmentos de fígado foram utilizados para determinação da atividade de marcadores de estresse oxidativo superóxido dismutase (SOD) e catalase (CAT), além de estereologia e histomorfometria do tecido. As Comparações entre os grupos foram feitas utilizando dois planejamentos experimentais: o primeiro com os grupos, C, CC, A2,5, A5, AC2,5 e AC5 o segundo com os grupos C, CC, E, AC2,5, AC5, REF2,5 e REF5. usando o programa Statistica (ANOVA/MANOVA), através do teste de Student-Newman-Keuls (SNK) significância estatística de 10%. A polpa de açaí utilizada no experimento apresentou teor de proteínas de 1,06%, lipídios de 4,85%, carboidratos totais 4,90%, cinzas 0,47% e 88,7% de umidade. O teor de compostos fenólicos do fruto foi de 2088,3 mg/100b.s, sendo que 522,2mg/100g b.s são antocianinas. A quantidade de cianidina 3-O-rutinosideo (59,07%) foi superior ao teor de cianidina 3-O-glucosideo (40,93%). Para o primeiro planejamento experimental do ensaio in vivo, os dados sanguíneos mostraram que a adição de 2,5% de açaí na ração hipercolesterolêmica provocou a diminuição do colesterol total dos animais e houve redução do colesterol-LDL nos animais alimentados com dieta hipercolesterolêmica adicionadas de açaí. O açaí provocou a redução dos triacilgliceróis nos animais alimentados com dieta sem colesterol. Não houve diferença significativa entre todos os grupos, para os parâmetros sanguíneos AST, ALT e GGT, assim como para a atividade das enzimas SOD e CAT do tecido hepático. Os parâmetros histomorfométricos mostraram que o açaí provocou diminuição de gotículas de gordura no tecido hepático em animais alimentados com dietas hipercolesterolêmicas. Para o segundo planejamento experimental, não houve diferença significativa entre os grupos para índice hepatossomático, ALT, AST. Todos os grupos, com exceção do grupo AC5, apresentaram valores de colesterol total menores que o grupo CC. Todos os grupos apresentaram valores de colesterol-LDL inferiores ao grupo CC. Não houve diferença significativa entre todos os grupos para colesterol-HDL. Os componentes do açaí não diminuíram a atividade das enzimas SOD e CAT. Os animais que receberam ração com 2,5% de açaí apresentaram diâmetro do núcleo e volume nuclear dos hepatócitos menores que os demais grupos. Não houve diferença significativa nos percentuais de macrófagos e vasos sanguíneos. O açaí provocou a diminuição de gotículas de gordura no tecido hepático. Os percentuais de gotículas de gordura dos animais que receberam o resíduo da extração de compostos fenólicos não diferiram do grupo CC. A suplementação de 2,5% de açaí foi eficaz na diminuição do colesterol total, colesterol-LDL e gotículas de gordura no tecido hepático.pt-BR
dc.description.abstractAçaí is a typical Amazonian fruit that has high content of phenolic compounds, lipids and dietary fiber and the proportion of these components are altered according to region, time of year and other factors. This study determined the physical-chemical characterization and antioxidant activity of acai and evaluation of the effect of acai components in blood parameters in rats fed hypercholesterolemic and hypercholesterolemic diet not, beyond the histological study of the liver tissue of these animals. The study was conducted with the pulp obtained by macerating fruit acai collected in June in the Ilhas das Onças, Pará. The chemical composition was determined by evaluating the moisture, ash, lipids, proteins and carbohydrates. The determination of total phenolic was performed according to Folin- Ciocalteau method. The qualitative and quantitative analysis of anthocyanins were held in High Performance Liquid Chromatograph (HPLC). The in vivo test was conducted with 54 rats divided into 9 groups. The first group (C) received only the commercial feed. The second group (CC) received a commercial diet added with 1% cholesterol and 0.1% cholic acid. The group E received a commercial diet added with 1% cholesterol and 0.1% cholic acid and 10 mg of statin per kg body weight. The A2,5 eA5 groups received a commercial feed added 2,5 to 5% acai, respectively. The AC2,5 and AC5 groups received a commercial feed added with 1% cholesterol, 0.1% cholic acid and 2.5% and 5% acai, respectively. The REF2,5 REF5 groups and received a commercial diet added with 1% cholesterol, 0.1% cholic acid and 2.5% to 5% of the residue obtained from extraction of phenolic compounds acai. After thirty days of the experiment, the animals were euthanized by complete withdrawal of the blood that was used for the analyzes of: total cholesterol, HDL cholesterol, triglycerides, creatinine, AST, ALP, - GT, albumin and total protein. . Liver fragments were used for determining the activity of oxidative stress markers superoxide dismutase (SOD) and catalase (CAT), and histomorphometry and stereology tissue. The comparisons between groups were made using two experimental designs: the first consisting of the groups, C, CC, A2,5, A5, AC2,5 AC5 and the second group C, CC, E, AC2,5, AC5, REF2,5 and REF5 using Statistica software (ANOVA / MANOVA) through the test Student-Newman-Keuls (SNK) 10% statistical significance. The acai pulp used in the experiment had a protein content of 1.06%, 4.85% lipids, total carbohydrates 4.90%, ash 0.47% and 88.7% moisture. The content of phenolic compounds was 2088.3 mg / 100b.s, and 522,2mg / 100g bs are anthocyanins. The amount of cyanidin 3- O-rutinoside (59.07%) was higher than the content of cyanidin 3-O-glucoside (40.93%). For the first experimental design, blood data showed that the addition of 2.5% acai in hypercholesterolemic diet caused a decrease in total cholesterol of animals and there was a reduction of LDL-cholesterol in animals fed with hypercholesterolemic diet added açaí. Among the groups fed cholesterol-free diet were reduced in triacylglycerols in the groups receiving acai in their diets. There was no significant difference between all groups, for blood parameters AST, ALT, GGT, as well as the activity of enzymes SOD and CAT of liver tissue. Açai promoted reduction of fat droplets in liver tissue in animals fed hypercholesterolemic diets. For the second experimental design, there was no significant difference between groups for hepatossomatic index, ALT, AST. The groups receiving the acai components not had total cholesterol levels lower than the CC group. All groups, except for AC5 group, had total cholesterol values less than the CC group. All groups had LDL-cholesterol values lower than the CC group. There was no significant difference between the groups for HDL-cholesterol. The açai components not decreased the activity of SOD and CAT enzymes. Animals that received feed with 2.5% açai showed nuclear diameter and nuclear volume of hepatocytes smaller than the other groups. There was no significant difference in the percentage of macrophages and blood vessels. Açai caused the decrease of fat droplets in the liver tissue. The percentages of fat droplets of animals that received the residue of extraction of phenolic compounds did not differ CC group. Supplementation of 2.5% acai was effective in reducing the total cholesterol, LDL-cholesterol and fat droplets in the liver tissue.en
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superiorpt-BR
dc.language.isoporpt-BR
dc.publisherUniversidade Federal de Viçosapt-BR
dc.rightsAcesso Abertopt-BR
dc.subjectAçaípt-BR
dc.subjectEuterpe oleraceapt-BR
dc.subjectCompostos fenólicospt-BR
dc.subjectAntioxidantept-BR
dc.titleMorfometria do fígado e parâmetros bioquímicos sanguíneos de ratos wistar alimentados com dietas contendo açaípt-BR
dc.titleLiver morphometry and blood biochemical parameters of wistar rats fed diets containing açaíen
dc.typeTesept-BR
dc.contributor.authorLatteshttp://lattes.cnpq.br/7536973921366403pt-BR
dc.subject.cnpqCiência de Alimentospt-BR
dc.degree.grantorUniversidade Federal de Viçosapt-BR
dc.degree.departmentDepartamento de Tecnologia de Alimentospt-BR
dc.degree.programDoutor em Ciência e Tecnologia de Alimentospt-BR
dc.degree.localViçosa - MGpt-BR
dc.degree.date2015-02-25
dc.degree.levelDoutoradopt-BR
Aparece nas coleções:Ciência e Tecnologia de Alimentos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdftexto completo3 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.