Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/6898
Tipo: Dissertação
Título: Qualidade de vida no trabalho e seu reflexo na qualidade de vida pessoal: o caso do trabalho feminino no setor hoteleiro de Viçosa – MG
Quality life in work and your reflection in the personal life quality: the case of female work in the hotel sector of Viçosa-MG
Autor(es): Coelho, Érica Aparecida
Abstract: Mudanças ocorridas no plano sócio-político-econômico vem interferindo na dinâmica e estrutura familiar, gerando aumento do número de famílias chefiadas principalmente por mulheres, que desempenham jornada dupla de trabalho. Vários setores absorvem mão de obra feminil e grande parte desses está ligada a trabalhos ditos femininos. Um desses setores é o hoteleiro, que emprega mulheres em diversas funções. Trata-se de um setor competitivo onde a qualidade dos serviços ofertados é fator primordial para satisfação dos clientes, exigindo das(os) colaboradoras(es) que o trabalho desenvolvido seja de alta qualidade. A alta rotatividade no setor hoteleiro é uma realidade e pode estar ligada a QVT, a qual pode influenciar a qualidade de vida das(os) colaboradoras(es). Diante disso, objetivou-se analisar a qualidade de vida no trabalho e pessoal de mulheres que trabalhavam em hotéis de Viçosa/MG e verificar se haveria relação com a alta rotatividade no trabalho presente no referido setor. Especificamente pretendeu-se: conhecer o perfil socioeconômico de mulheres que desempenhavam função no setor hoteleiro; verificar como percebiam a sua QVT e sua qualidade de vida pessoal; verificar o que os gerentes/proprietários dos hotéis compreendiam por QVT e como analisavam a alta rotatividade presente no setor; analisar a QVT e a qualidade de vida pessoal visando verificar se havia relação com a alta rotatividade. A amostra foi composta por 52 mulheres que trabalhavam no setor hoteleiro de Viçosa-MG, além de 9 gerentes/proprietários dos hotéis participantes da pesquisa. Os instrumentos metodológicos utilizados foram questionário estruturado, roteiro de entrevista semiestruturado e questionário estruturado do tipo escala Likert. Os resultados evidenciaram que a idade das entrevistadas variava de 20 a 65 anos, sendo que 63,5% (33) possuía idade entre 30 e 49 anos. Essas mulheres ocupavam principalmente cargos relacionados à organização, limpeza, alimentação. A maioria era casada, 53,8% (28), e possuía lares constituídos por 2 a 4 membros, 84,6% (44). Para elas, QVT se relacionava principalmente ao ambiente de trabalho, gostar da atividade que desempenhava e ter tranquilidade no desenvolvimento da função, porém o mais expressado foi o bom relacionamento com os colegas de trabalho. Já a qualidade de vida pessoal estava ligada principalmente à harmonia e convivência familiar, às questões religiosas e satisfação em relação ao seu trabalho. Para as(os) gerentes/proprietárias(os) dos hotéis QVT se relacionava ao prazer em trabalhar na empresa, bom convívio entre os colaboradores, reconhecimento do trabalho e investimento na infraestrutura fornecida para o desenvolvimento das atividades. Confirmou-se a hipótese que a QVT reflete na qualidade de vida pessoal e vice versa. O hotel que não proporcionava um bom ambiente de trabalho, não possuía colaboradoras em número suficiente e não mantinha uma remuneração adequada gerava impactos diretos na qualidade de vida pessoal das colaboradoras e apresentavam maior índice de rotatividade. O contrário também foi confirmado. Pôde-se concluir que a rotatividade está diretamente ligada à insatisfação com o ambiente de trabalho e a motivação da colaboradora, ou seja, a QVT oferecida pela empresa e seu reflexo na qualidade de vida pessoal.
Changes in the socio-political and economic plan comes interfering in the dynamics and family structure, generating an increase in the number of families that are family headed by women that perform double work day. Several sectors absorb cheap female labor and most of these are linked to said female jobs. One of those sectors is the hotel industry that employs women in several roles. It’s a competitive sector in which the quality of the offered services is a primordial factor to customers’ satisfaction, requiring a high quality work from the collaborators. The high turnover on the hotel industry is a reality and can be linked to QVT that can influence on the quality of the collaborators’ life. Taking into consideration all these aspects, this research seeks to analyze the quality of the personal life and in work, of women that work in the hotels of Viçosa MG and verify if there is any relation with the high turnover in work of these sectors. What we intend is to know the socioeconomic profile of these women that work in the hotel sectors; verify how they realize their QVT and their quality of personal life; verify what the manager/owner of the hotels understood by QVT and how they analyzed the high turnover on these sectors; analyze the quality of the personal life, aiming to verify if there is any relation with the high turnover. The sample was composed by 52 women that work in the hotel industry of Viçosa MG, in addiction by 9 manager/owner, that took part in this research. The methodological devices used were a structured questionnaire, script of interview semi structured and the structured questionnaire, like the Likert scale. The results showed that the age of interviewers varied from 20 to 65 years old, into that 63, 5% (33) were between 20 and 49 years old. These women used to occupy roles related to organization, cleaning and feeding. Most of them was married, 53, 8% (28), and owned homes constituted by 2 to 4 members, 84, 6% (44). For them, QVT was related mainly with the work environment and they like the activity that they perform and they also show self-confidence developing their functions, however, the most expressed feeling was the good relationship with their coworkers. Now, the quality of personal life was linked mainly to the harmony and familiarity, by the religious questions and satisfaction because of their relationship at work. For the manager/owner of the hotels QVT is relative to the pleasure by work in the company, good relationship between the collaborators, gratefulness to the work and investment in infrastructure provided to the activities development. It was confirmed the hypothesis that the QVT reflected in the quality of personal life and vice-versa. The hotel that wasn't providing a good work environment didn't have the sufficient number of the collaborators and didn't maintain adequate salary; it generated direct impacts in the personal life of the collaborators and they presented a biggest number of turnover. The opposite was also confirmed. It can be concluded that the turnover is directly linked to the dissatisfaction with the work environment and the collaborator motivation, in other words, the QVT offered by the company and their reflections in the quality of the personal life.
Palavras-chave: Qualidade de vida no trabalho
Qualidade de vida
Hotéis
Mulheres - emprego
Mobilidade de mão-de-obra
CNPq: Economia Doméstica
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Citação: COELHO, Érica Aparecida. Qualidade de vida no trabalho e seu reflexo na qualidade de vida pessoal: o caso do trabalho feminino no setor hoteleiro de Viçosa – MG. 2015. 147f. Dissertação (Mestrado em Economia Doméstica) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2015.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/6898
Data do documento: 25-Jun-2015
Aparece nas coleções:Economia Doméstica

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdftexto completo1,5 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.