Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/7258
Tipo: Dissertação
Título: Weather fluctuations, erly-life condictions, parental investiments, and human capital: evidence from Colombia
Choques de temperatura, condições de vida, investimentos dos pais, e capital humano: a evidência da Colômbia
Autor(es): Carrillo Bermúdez, Bladimir
Abstract: Individual capabilities are an important determinant of human capital formation. Recent studies suggest that variations in capabilities stem from individual differences in initial endowments. ln turn, a hypothesis in the medical literature points out that the endowments depend on environmental conditions in utero. Weather shocks are a potential influence of conditions in-utero. Temperature shocks can have adverse consequences on disease environment, and food production, which could increase the risk of adverse birth outcomes. At the same time, parental investment is another important determinant of individual capabilities. The classical economic models of intra-household resource allocation suggest that birth-endowments may affect parental investment decisions. Thus, prenatal exposure to extreme temperatures may affect birth endowments, parental investments and, in turn, human capital formation. We aim to explore the following issues in the Colombian context. First, we seek to understand the relationship between prenatal exposure temperature changes and birth-endowments. Second, we assess how early temperature conditions affects parental investment in human capital. Finally, we will study how human capital consequences of fetal exposure to temperature shocks. Our methodology uses a within-municipality identification strategy. Our findings are divided into two parts. First, we found that exposure to heat waves has adverse consequences on the initial endowments. The most important timing is the first trimester, since we found greater effects. The effects are greater for children from mothers living in rural areas. The second set of results shows that early exposure to heat waves decreases parental investment in child health care and schooling. ln most cases, the most important timing is the first trimester. We found differences by sex and urban/rural status in child health care investments. Specifically, the effects are greater for boys and urban children. In addition, we found that human capital formation is adversely affected. lndeed, individuals exposed to higher temperatures in utero are more likely to be illiterate and have fewer years of education during childhood. Our favorite interpretation is that, given constant prices of child quality and quantity, variations in initial endowments involve externalities in human capital. But we find this is not all that is going on. Rather, birth-endowments are positively related to marginal returns of investment and parents invest to the point Where marginal return is equal to marginal cost. Thus, the negative consequences on the initial endowments results in lower return to investment and parents respond by reallocating resources.
As capacidades individuais são um determinante importante na formação de capital humano. Estudos recentes sugerem que as variações dessas capacidades decorrem das diferenças individuais nas dotações iniciais. Por sua vez, uma hipótese na literatura médica aponta que essas dotações dependem das condições ambientais no útero. Os choques climáticos são uma potencial influência das condições no útero. Os choques de temperatura podem favorecer a propagação de doenças infecciosas e trazer consequências adversas na produção de alimentos, o que pode acarretar em um maior risco de resultados adversos no nascimento. Ao mesmo tempo, o investimento parental é outro determinante importante das capacidades individuais. Os modelos neoclássicos de alocação de recursos ao interior da família sugerem que os investimentos dos pais podem ser afetados por variações nas dotações iniciais dos indivíduos. Esses fatos apontam a que a exposição a temperaturas extremas durante o período pré-natal pode afetar essas dotações, os investimentos parentais e, por sua vez, a formação de capital humano. Dadas essas considerações, o objetivo deste trabalho e explorar as seguintes questões no contexto colombiano. Primeiramente, busca-se entender a relação entre a exposição a mudanças de temperatura durante o período pré-natal e as dotações inicias. Em seguida, pretende-se avaliar o efeito das condições de temperatura sobre o investimento parental em capital humano. Por fim, investigam-se as consequências da exposição fetal a choques de temperatura sobre o capital humano. A metodologia explora flutuações aleatórias na temperatura que resultam de desvios da temperatura média de cada município após controlar todos os fatores sazonais e mudanças comuns em todos os municípios. Os resultados são divididos em duas partes. Em primeiro lugar, verificou-se que a exposição a ondas de calor tem consequências adversas sobre as dotações iniciais. O momento mais importante é o primeiro trimestre, onde foram encontrados os maiores efeitos. Os efeitos são maiores para as crianças de mães que vivem em áreas rurais. O segundo conjunto de resultados mostra que a exposição precoce a ondas de calor diminui o investimento dos pais em cuidado de saúde infantil e escolaridade. Na maioria dos casos, o momento mais importante é o primeiro trimestre. Foram encontradas diferenças em investimentos de cuidados de saúde da criança por sexo e área urbana/rural. Especificamente, os maiores efeitos estão nos meninos e em crianças das áreas urbanas. Além disso, verificou-se que a formação de capital humano é afetada negativamente. De fato, indivíduos expostos a temperaturas mais elevadas no útero são mais propensos a ser analfabeto e ter menos anos de estudo durante a infância. A interpretação desses resultados é que, dados preços constantes em qualidade e quantidade da criança, as variações das dotações iniciais envolvem extemalidades na capacidade de investimento dos pais. Entretanto, isto não é tudo o que esta acontecendo. Em vez disso, as dotações iniciais estão positivamente relacionadas a taxa de retorno do investimento e os pais investem até onde o retomo marginal é igualado ao custo marginal. Assim, as consequências negativas sobre as dotações iniciais da exposição fetal a ondas de calor resultam em um menor retorno para o investimento e os pais respondem realocando os recursos.
Palavras-chave: Capital humano
Capital intelectual
Temperatura atmosférica - Efeito fisiológico
CNPq: Economia dos Recursos Naturais
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Citação: CARRILLO BERMÚDEZ, Bladimir. Weather fluctuations, erly-life condictions, parental investiments, and human capital: evidence from Colombia. 2015. 85 f. Dissertação (Mestrado em Economia Aplicada) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2015.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/7258
Data do documento: 17-Jul-2015
Aparece nas coleções:Economia Aplicada

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdftexto completo967,94 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.