Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/7325
Tipo: Tese
Título: Variabilidade espacial e temporal da produtividade de milho e soja e sua relação com os atributos do solo
Spatial and temporal variability of corn and soybean yields and their relationships with soil attributes
Autor(es): Alcântara, Gracielly Ribeiro de
Abstract: O padrão estabelecido pela variabilidade espacial dos fatores de produção e a produtividade das culturas pode ser levado em conta para delimitação de zonas de manejo. O uso de zonas pode direcionar o plano de amostragem do solo e fornecer informações fundamentais para o manejo do solo. Neste sentido, este trabalho teve por objetivo analisar as variabilidades espacial e temporal de produtividade de quatro safras das culturas de milho e soja, em sistema de sucessão, em uma área sob plantio direto, e relacionar com atributos do solo. O experimento foi conduzido na fazenda Novo Horizonte, localizada no município de Gameleira de Goiás, GO. O solo da área é o Latossolo Vermelho com textura média a argilosa e declividade de 1 a 5 %. Amostras de solo foram coletadas e a condutividade elétrica aparente (CEa) foi determinada em uma área experimental de 175 hectares, utilizando uma grade amostral regular de 100 x 100 m, totalizando 175 pontos. Os dados de produtividade foram coletados nas safras de 2008/2009, 2009/2010, 2010/2011 e 2012/2013 por uma colhedora combinada equipada com sistema de mapeamento de produtividade. Os dados de produtividade de cada campo foram filtrados para remoção de valores discrepantes. Valores de produtividade para todos os anos, de atributos de solo, de elevação e de condutividade elétrica aparente do solo, para uma mesma malha regular de 9,94 m x 9,35 m, foram estimados por krigagem. O mapa do padrão da variabilidade espacial e temporal pode auxiliar a identificar zonas homogêneas de manejo, uma vez que ele pode identificar áreas que apresentam baixa produtividade ou que são instáveis ao longo do tempo. Os mapas do padrão da variabilidade espacial e temporal da produtividade, de CEa e o modelo digital de elevação, em conjunto, podem ser utilizados para determinar zonas de manejo, pois se correlacionaram com vários atributos do solo de importância agronômica.
The pattern established by spatial variability of production factors and crop yields can be taken into consideration for the delimitation of management zones. The management zones can be used for directing soil sampling pattern and providing key information for the management of soil. In this way, the general objective of this study was to analyze the spatial and temporal variability of corn and soybean crops yields cultivated under a succession system in an area using no-tillage system. The experiment was conducted at the Novo Horizonte farm, located in Gameleira de Goiás, GO. The predominant soil in the area is the Oxisol with medium clay texture with slope of 1 to 5%. Soil samples were collected and apparent soil electrical conductivity was measured (ECa) in an experimental area of 175 hectares, on a sampling grid of 100 x 100 m. The yield data were collected in the years of 2009, 2010, 2011 and 2013 by a grain harvester equipped with yield monitoring system. Yield data for each field were filtered to remove outliers. The yield data for all the years, the soil properties, the digital elevation model (DEM) and the soil apparent electrical conductivity for a regular grid of 9.94 x 9.35were estimated by kriging. The spatial and temporal yield trend map may help to delimit management zones, since it may identify areas that have low and unstable yield over time. The spatial trend and yield temporal stability map, ECa and the DEM were considered reasonable attributes to determine management zones, as it correlated with several soil properties of agronomic importance.
Palavras-chave: Agricultura de precisão
Soja - Produção
Milho - Produção
Solo - Manejo
CNPq: Engenharia Agrícola
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Citação: ALCÂNTARA, Gracielly Ribeiro de. Variabilidade espacial e temporal da produtividade de milho e soja e sua relação com os atributos do solo. 2015. 82 f. Tese (Doutorado em Engenharia Agrícola) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2015.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/7325
Data do documento: 27-Fev-2015
Aparece nas coleções:Engenharia Agrícola

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdftexto completo1,43 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.