Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/745
Tipo: Tese
Título: Modelagem hidrodinâmica do ecossistema aquático visando à determinação do hidrograma ecológico no rio Formoso - MG
Título(s) alternativo(s): Hydrodynamic modelling of the aquatic ecosystem aiming at determining the ecological hydrograph in Formoso River
Autor(es): Guedes, Hugo Alexandre Soares
Primeiro Orientador: Silva, Demetrius David da
Primeiro coorientador: Ribeiro, Celso Bandeira de Melo
Segundo coorientador: Martinez, Mauro Aparecido
Primeiro avaliador: Moreira, Michel Castro
Segundo avaliador: Rezende, Ana Augusta Passos
Terceiro avaliador: Pereira, Silvio Bueno
Abstract: Objetivou-se, neste trabalho, modelar hidrodinamicamente o ecossistema aquático visando determinar o hidrograma ecológico no rio Formoso - MG. A área de estudo foi dividida em dois trechos de monitoramento de 1 km de extensão, distantes um do outro em aproximadamente 14 km. A simulação de habitats disponíveis e a sua relação com as vazões no rio Formoso, assim como a determinação do hidrograma ecológico, foram realizados utilizando-se o modelo hidrodinâmico River2D, que consiste em um modelo bidimensional utilizado para estudar os efeitos das alterações de vazões sobre o ecossistema aquático. Com intuito de calibrar o modelo River2D e determinar o hidrograma ecológico foi necessário quantificar in situ, por meio de experimentos de campo, diversas variáveis hidráulicas, hidrológicas e biológicas. Desse modo, foram realizadas quatro campanhas de campo, duas no período seco (Junho de 2011 e Julho de 2012) e duas no período chuvoso (Março de 2011 e Fevereiro de 2012). A caracterização do micro-habitat foi feita nos dois trechos do rio Formoso em 1 km de extensão, onde em cada trecho foram demarcadas três seções transversais equidistantes de 500 metros, nas quais foram realizadas coletas de dados de velocidade, profundidade, vazão, cobertura e substrato, além de inventariar a composição taxonômica da ictiofauna no rio. Os experimentos de campo possibilitaram identificar 17 espécies de peixes no rio Formoso, sendo coletados 226 indivíduos em 24 amostras. Verificou-se que a composição taxonômica é caracterizada principalmente pelas espécies Astyanax bimaculatus (lambari) e Hypostomus affinis (cascudo), em função da quantidade de indivíduos nas seções amostradas. A biologia das espécies, por meio da modelagem de habitat, a partir das curvas de índice de aptidão de habitat, permitiu fracionar a composição taxonômica em três grupos distintos (espécies intolerantes, médio tolerantes e tolerantes), sendo as espécies Hypostomus auroguttatus (cascudo), Oligosarcus hepsetus (lambari-cachorro) e Leporinus mormyrops (timburé) bioindicadoras da qualidade do ecossistema aquático. O modelo hidrodinâmico River2D se mostrou apto a ser utilizado nas simulações hidráulicas e de habitat nos dois trechos estudados no rio Formoso. O regime de vazões ecológicas no Trecho 1 variou entre 2,70 e 4,99 m3 s-1, referentes aos meses de agosto e janeiro, respectivamente. Já no Trecho 2, os valores de vazões ecológicas ficaram entre 2,85 a 4,13 m3 s-1, referentes aos meses de dezembro e maio, respectivamente. As vazões ecológicas mensais propostas nos dois trechos de monitoramento no rio Formoso foram comparadas com as vazões mínimas de referência adotadas no Brasil, sendo considerada a permanência de 100% da Q7,10, Q95 e Q90 no curso d água, comprovando que essas metodologias não levam em consideração os aspectos ambientais, colocando em risco a permanência das espécies ali existentes e a biodiversidade local. O objetivo destas análises foi mostrar que a vazão ecológica, proposta nesse estudo, possui variabilidade temporal e espacial, e que fixar apenas um valor de vazão de referência constante ao longo do ano é prejudicial para a fauna aquática. Além disso, os efeitos ecológicos que acontecem no habitat aquático são associados aos diferentes estágios do regime ecológico, não só em função de uma vazão mínima, mas também das vazões médias e máximas, além de características do regime hidrológico como a duração e a frequência dos eventos extremos. Dessa forma, foram propostos hidrogramas ecológicos para os dois trechos de monitoramento no rio Formoso, os quais apresentam potencial para se transformarem em ferramentas importantes na gestão sustentável dos recursos hídricos.
This study aimed at modelling hydrodynamically the aquatic ecosystem aiming at determining the environmental flow regime in Formoso River - MG. The studied area was divided in two monitoring sections of 1 km far, distant from each other 14 km approximately. Simulation of available habitats and their relation to flows in Formoso River, as well as the determination of the ecological hydrograph, were done by using the hydrodynamic model River2D, which consists in a bidimensional model used to study the effects of flow changes on aquatic ecosystem. In order to calibrate River2D model and determine the ecological hydrograph it was necessary to quantify in situ, by means of field observations, several hydraulic, hydrologic and biologic variables. Thus, there were four field campaigns, two in dry period (June, 2011 and July, 2012) and two in rainy period (March, 2011 and February, 2012). The characterization of the microhabitat was done in both sections of 1 km far in Formoso River, where were marked three equidistant cross sections of 500 meters, in which were collected data about speed, depth, flow, cover and substrate, besides cataloguing the taxonomic composition of the icthyofauna in the river. Field observations permitted to identify 17 species of fish in Formoso River, being collected 226 individuals in 24 samples. It was verified that the taxonomic composition is characterized mainly by the species Astyanax bimaculatus and Hypostomus affinis, because of the quantity of individuals in the studied sections. The biology of the species, by means of habitat modelling using the habitat suitability index curves, permitted to part the taxonomic composition in three distinct groups (intolerant, medium-tolerant and tolerant species), being the species Hypostomus auroguttatus, Oligosarcus hepsetus and Leporinus mormyrops bio-index of quality of the aquatic ecosystem. The hydrodynamic model River2D proved to be apt to be used in hydraulic and habitat simulations in both sections studied in Formoso River. Environmental flow regime in the first monitored section varied from 2,70 to 4,99 m3 s-1, referring to August and January, respectively. In the second section, values of environmental flow were between 2,85 and 4,13 m3 s-1, referring to December and May, respectively. Monthly environmental flow proposed in both monitoring section in Formoso River were compared to minimum flow reference used in Brazil, considering the permanence of 100% of Q7,10, Q95 and Q90 in the stream, proving that these methodologies do not consider the environmental aspects, putting at risk the permanence of the species and the local biodiversity. These analyses intended to show that the real environmental flow, proposed in this study, has time and spacial variability, and that to fix only one value of constant flow reference along a year can damage the aquatic fauna. Furthermore, environmental effects that happen in the aquatic habitat are associated to the different levels of the environment regime, not only because of a minimum flow, but also because the medium and maximum flows, besides the characteristics of the hydrologic regime, such as the duration and the frequency of extreme events. Thus, environmental hydrograms were proposed to both monitoring sections in Formoso River, which present potential to become important tools in water resources sustainable management.
Palavras-chave: Ecossistema aquático
Hidrograma ecológico
Modelagem hidrodnâmica
Aquatic ecosystem
Ecological hydrograph
Hydrodynamic modelling
CNPq: CNPQ::ENGENHARIAS::ENGENHARIA SANITARIA::RECURSOS HIDRICOS
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Construções rurais e ambiência; Energia na agricultura; Mecanização agrícola; Processamento de produ
Programa: Doutorado em Engenharia Agrícola
Citação: GUEDES, Hugo Alexandre Soares. Hydrodynamic modelling of the aquatic ecosystem aiming at determining the ecological hydrograph in Formoso River. 2013. 185 f. Tese (Doutorado em Construções rurais e ambiência; Energia na agricultura; Mecanização agrícola; Processamento de produ) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2013.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/745
Data do documento: 18-Fev-2013
Aparece nas coleções:Engenharia Agrícola

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf4,39 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.