Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/7498
Tipo: Tese
Título: Caracterização da diversidade genética e resposta ao Cowpea aphid-borne mosaic virus em acessos e híbridos RC1 de maracujazeiro
Characterization of genetic diversity and response to Cowpea aphid-borne mosaic virus in access and RC1 hybrid of passion fruit
Autor(es): Farias, Daniela da Hora
Abstract: O Brasil é apontado como o mais importante centro de diversidade do maracujá e maior produtor mundial da fruta. Entretanto, a ocorrência de virose do endurecimento do fruto e a falta de variedades melhoradas, mais produtivas e com resistência às principais doenças limitam a qualidade e o potencial da cultura. A exploração da variabilidade genética dentro do gênero Passiflora constitui uma atividade importante no melhoramento para identificação de fontes de resistência às principais doenças do maracujazeiro e obtenção de novas variedades com atributos desejáveis. O primeiro capítulo teve como objetivo avaliar a reação de acessos do Banco de Germoplasma de Passiflora spp., ao CABMV e verificar a variabilidade genética disponível por meio de descritores morfológicos. Os resultados permitiram indicação e seleção de indivíduos com resistência/tolerância genética ao CABMV com destaque para os acessos BGP188 (P.edulis f. flavicarpa) e BGP 170 (P. malacophylla). Os agrupamentos indicaram grupos com potencial a serem utilizados em programas de melhoramento genético. Os descritores possibilitaram um melhor ordenamento das espécies P.edulis f. flavicarpa e nas demais espécies silvestres. O segundo capítulo teve com objetivo estimar a diversidade genética entre os acessos de maracujazeiro por meio de características físicos e químicas de frutos e indicar combinações para futuros trabalhos de melhoramento genético em Passiflora. As variáveis massa de casca, massa do fruto, diâmetro e comprimento de fruto contribuíram para a máxima variabilidade observada nos acessos de Passiflora. Para essas características cinco frutos são suficientes para predizer o valor real dos indivíduos com 90% de acurácia. Os caracteres rendimento de suco e acidez titulável apresentam baixa repetibilidade, indicando cautela na seleção de genótipos com base nessas características. O agrupamento UPGMA indicou a existência de variabilidade genética entre os acessos avaliados, apresentando grupos com acessos mais dissimilares com potencial a serem utilizados em futuras etapas de seleção e cruzamentos de genótipos. O terceiro capítulo teve como objetivo caracterizar morfologicamente e avaliar progênies da primeira geração de retrocruzamento para resistência ao CABMV. A incidência de virose avaliada nas progênies híbridas indicou que as progênies das séries RC1-H44 e RC1-H57, foram mais similares ao P. cincinnata, mais tolerantes ao CABMV e apresentaram baixos valores de absorvância. O híbrido RC1-H57-83 se destacou por apresentar menor índice de severidade do CABMV (15,6%), podendo ser utilizado como genitor feminino na geração RC2. A caracterização morfológica nas progênies híbridas possibilitou a identificação de indivíduos com características mais similares aos parentais e com diferentes graus de tolerância ao CABMV. O quarto capítulo teve como objetivo avaliar a recuperação do genoma recorrente em híbridos da primeira geração de retrocruzamento de Passiflora por meio de marcadores moleculares iPBS e selecionar genitores mais tolerantes ao CABMV. Os marcadores iPBS foram capazes de distinguir progênies RC1 de seus parentais e quantificou a recuperação do genoma recorrente. As progênies RC1-H57-89 e RC1-H49-77 com maior percentagem do genoma do genitor recorrente apresentam também maior severidade de virose. As progênies RC1-H57-85 e RC1-H57-91 por serem mais tolerantes ao CABMV são promissoras ao próximo ciclo de retrocruzamento. A análise de agrupamento revelou variabilidade genética entre as progênies RC1, o que demonstra potencial para serem utilizadas nas gerações seguintes de retrocruzamento.
Brazil is named as the most important passion diversity center and largest producer in the world of fruit. However, the occurrence of the virtual hardening of the fruit and the lack of improved varieties, more productive and resistance to major diseases limit the quality and potential of culture. The exploitation of genetic variability within the genus Passiflora is an important activity in improving to identify sources of resistance to major diseases of passion fruit and obtain new varieties with desirable attributes. The first study aimed to evaluate the reaction of hits the Germplasm Bank of Passiflora spp., to CABMV and verify the genetic variability available through morphological descriptors. The results allowed the nomination and selection of individuals with resistance / tolerance to genetic CABMV highlighting the BGP188 access (P. edulis f. flavicarpa) and BGP 170 (P. malacophylla). The groups indicated groups with potential to be used in breeding programs. The descriptors enabled better planning of species P. edulis f. flavicarpa and in other wild species. The second study was in order to estimate the genetic diversity among passion fruit accesses through physical-chemical characteristics of fruits and point combinations for future work on genetic improvement in Passiflora. The mass variables bark, fruit weight, fruit diameter and length contributed to the maximum variability observed in Passiflora hits. For these five fruit characteristics are sufficient to predict the actual value of individuals with 90% accuracy. The characters juice yield and acidity have low repeatability, indicating caution in the selection of genotypes based on these characteristics. The UPGMA indicated the existence of genetic variability among accessions, with groups with more dissimilar access with potential to be used in future stages of selection and genotypes crossings. The third study aimed to characterize morphologically and evaluate progeny of the first generation of backcrossing to resistance CABMV. The incidence of virus assessed in hybrid progenies indicated that the progenies of RC-H44 and RC1-H57 series, were more similar to P. cincinnata, more tolerant CABMV and had low absorbance values. The hybrid RC1-H57-83 stood out with less CABMV severity index (15,6%) and can be used as female parent in RC2 generation. Morphological characterization in hybrid progeny, allowed the identification of individuals with the most similar characteristics to parental and with different degrees of tolerance CABMV. The fourth study was to evaluate the recovery of recurrent genome in hybrids of the first generation of backcrossing Passiflora through molecular markers IPBS and select more tolerant parents to CABMV. The IPBS markers were able to distinguish RC1 offspring of their parents and quantified the recovery of recurrent genome. The RC1- H57-89 and RC1-H49-77 progenies with the highest percentage of recurrent parent genome also have greater severity of virus. The RC1-H57-85 and RC1-H57-91 progenies to be more tolerant CABMV are promising the next backcross cycle. Cluster analysis revealed genetic variation among progenies RC1, which demonstrates the potential to be used in the following generations of backcrossing.
Palavras-chave: Maracujá - Melhoramento genético
Passiflora
Germoplasma vegetal
Diversidade genética
Maracujá - Resistência a doenças e praga
Viroses de planta
CNPq: Fitotecnia
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Citação: FARIAS, Daniela da Hora. Caracterização da diversidade genética e resposta ao Cowpea aphid-borne mosaic virus em acessos e híbridos RC1 de maracujazeiro. 2016. 155f. Tese (Doutorado em Fitotecnia) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2016.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/7498
Data do documento: 23-Fev-2016
Aparece nas coleções:Fitotecnia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdftexto completo15,04 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.