Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/7499
Tipo: Dissertação
Título: Efeito residual de adubos verdes em cultivos de café e feijão
Autor(es): Guedes, Amanda Figueiredo
Abstract: A pesquisa foi composta por dois experimentos. O primeiro experimento, descrito no capítulo 1 foi continuação de um experimento anterior com cafeeiro e teve como objetivo estudar o efeito residual do nitrogênio (N) proveniente da Crotalaria juncea L. em um novo cultivo com cafeeiro. O segundo experimento, detalhado no capítulo 2, teve como objetivo determinar a contribuição residual da lablabe (Dolichos lablab) e do feijão-de-porco (Canavalia ensiformis) ao feijoeiro em duas épocas de cultivo. O experimento sob o efeito residual do nitrogênio da crotalária sobre um novo cultivo com cafeeiro foi conduzido em delineamento inteiramente ao acaso (DIC) com três tratamentos e cinco repetições. Os tratamentos foram referentes aos tempos de cultivo anterior do cafeeiro, 5, 7 e 9 meses, sob efeito residual da leguminosa, nos mesmos recipientes. Não houve como estabelecer uma relação entre as variáveis (acúmulo de N, matéria seca, teor de N total nos órgãos do cafeeiro e no solo) com o efeito residual da crotalária no novo cultivo de cafeeiro. Em geral, para o novo cultivo de cafeeiro, o efeito residual do nitrogênio da Crotalaria juncea L. apresentou valores maiores na parte aérea do que nos outros órgãos. Os maiores teores de N total, de acúmulo de N e de matéria seca no novo cultivo de cafeeiro são encontrados nas folhas. Os maiores teores de N total no solo foram encontrados na profundidade de 20-40 cm, antes do plantio do novo cafeeiro sob efeito residual da massa da crotalária. O período de crescimento em altura do cafeeiro sob efeito residual da leguminosa foi influenciado positivamente pelo período de cultivo anterior, 5, 7 e 9 meses, em 11 meses do novo cultivo do cafeeiro. No experimento de cultivo de feijão sob efeito residual dos pré- cultivos em duas épocas, o delineamento utilizado foi de blocos casualizados (DBC), com os tratamentos arranjados em esquema de parcela subdividida, ou seja, duas épocas de plantio do feijoeiro (safra da seca e das águas) e os pré-cultivos (duas espécies de adubos verdes, lablabe (Dolichos lablab) e o feijão-de-porco (Canavalia ensiformis), além da testemunha, representada pelo cultivo sob a vegetação espontânea). O teor de N total, o número de vagens por planta, o número de grãos por vagem e o peso de 100 grãos do feijoeiro influenciaram positivamente na produtividade do feijoeiro. O feijão sob efeito residual dos pré-cultivos, na safra “das águas”, apresenta maiores teores de N-total e número de grãos por vagens em comparação a época do feijão “da seca”. O número de vagens por planta do feijoeiro são maiores quando cultivado em área sob efeito residual do feijão-de-porco e do lablabe. A produtividade de grãos do feijoeiro é maior quando cultivado em área sob efeito residual do lablabe do que da área com vegetação espontânea. O efeito residual dos pré-cultivos lablabe e feijão-de-porco influencia positivamente o cultivo do feijoeiro na safra “das águas” e “da seca”.
The research consisted of two experiments. The first experiment, described in Chapter 1 was continuation of previous experiment with coffee and had as objective to study the residual effect of nitrogen (N) from the Crotalaria juncea L. in a new crop with coffee. The second experiment, detailed in Chapter 2, had as objective to determine the residual contribution of the hyacinth bean (Dolichos lablab) and jack bean (Canavalia ensiformis) in two different growing seasons in the bean. The experiment under the influence of residual nitrogen crotalária of coffee was conducted in a completely randomized design with three treatments and five replications. The treatments were related to the times of the previous coffee cultivation, 5, 7 and 9 months under legume residual legume in the same container. There was no way to establish a relationship between the variables (N accumulation, dry matter, total N content in coffee agencies and soil) with the residual effect of crotalaria the new crop of coffee. In general, for the new coffee, the residual effect of the nitrogen Crotalaria juncea L. showed higher values in shoots than in other organs. The greatest N levels, N accumulation and dry matter in the new coffee cultivation are found in the leaves. The greatest N levels in the soil were found at a depth of 20-40 cm before planting new coffee under the residual effect of legume matter. The period of growth in height of coffee under the residual effect of the legume was positively influenced by the previous growing season, 5, 7 and 9 months, in 11 months of the new crop of coffee. In the experiment of bean under the residual effect of pre-crops in two seasons, the design was a randomized block with treatments arranged in a split plot scheme, in others word, two planting dates of bean (harvest waters and drought) and pre-crops (two species of green manure, hyacinth bean and jack bean, and the control, represented by the cultivation under the spontaneous vegetation). The total N content, the number of pods per plant, the number of grains per pod and weight of 100 grains bean positive influence on bean productivity. The beans under the residual effect of pre-crops, the harvest of the waters, presents higher N-total content and number of grains per pod compared the time of beans droughts. The number of pods per bean plant are higher when grown in the area under the residual effect of the hyacinth bean and jack bean. The common bean grain is greater when cultivated in an area under the residual effect of hyacinth bean than the area with natural vegetation. The residual effect of pre-crops hyacinth bean and jack bean positively influenced the bean cultivation in the harvest water and dry.
Palavras-chave: Adubação verde
Leguminosa - Adubos e fertilizantes
Café - Adubos e fertilizantes
Feijão - Adubos e fertilizantes
CNPq: Fitotecnia
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Citação: GUEDES, Amanda Figueiredo. Efeito residual de adubos verdes em cultivos de café e feijão. 2015. 46f. Dissertação (Mestrado em Fitotecnia) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2015.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/7499
Data do documento: 16-Dez-2015
Aparece nas coleções:Fitotecnia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdftexto completo1,56 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.