Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/754
Tipo: Tese
Título: Propriedades texturais, físico-químicas, reológicas e enzimáticas da manga Tommy Atkins durante o armazenamento em atmosfera modificada sob refrigeração
Título(s) alternativo(s): Textural, physicochemical, rheological and enzymatic properties of mango fruits "Tommy Atkins" during modified atmosphere storage under refrigeration
Autor(es): Diniz, Mayra Darliane Martins Silva
Primeiro Orientador: Correa, Paulo César
Primeiro coorientador: Ramos, Afonso Mota
Segundo coorientador: Guimarães, Valéria Monteze
Primeiro avaliador: Pires, Ana Clarissa dos Santos
Segundo avaliador: Coimbra, Jane Sélia dos Reis
Terceiro avaliador: Junqueira, Mateus da Silva
Abstract: O objetivo deste trabalho foi verificar a influência do uso da atmosfera modificada nas propriedades texturais, físico-químicas, reológicas e enzimáticas dos frutos de manga (Mangifera indica L.) Tommy Atkins , armazenados em duas temperaturas (14 e 25 ºC) e estudar o amadurecimento dos mesmos, durante o período de 16 dias. Foram utilizados no experimento frutos de mangueiras provenientes do Município de Janaúba, Norte de Minas Gerais. Após a seleção os frutos foram divididos em cinco lotes e foram embalados com filme de PVC (policloreto de vinila), filme de PVC + absorvedor de oxigênio, filme de PVC + absorvedor de etileno, revestidos com cera de carnaúba e o último lote, sem tratamento, serviu como testemunha. Para as análises de textura foram utilizados os testes de compressão, relaxação e punção nos frutos de manga a cada dois dias de armazenamento. As análises de pH, sólidos solúveis totais, acidez, coloração da polpa comportamento reológico e atividade enzimática também foram realizadas com uma periodicidade de dois dias. A perda de massa foi realizada diariamente. Para a modelagem do processo de relaxação utilizou-se o modelo generalizado de Maxwell. Para avaliar a textura foram determinadas as propriedades mecânicas: força para uma deformação específica de 0,005 m, módulo proporcional de deformidade e energia necessária para a deformação do produto através da avaliação da curva força-deformação; força de penetração da polpa da manga e energia necessária para este processo. De acordo com os resultados obtidos, concluiu-se que: (a) O uso de atmosfera modificada e de revestimentos foram mais efetivos para a preservação da qualidade dos frutos de manga Tommy Atkins durante o armazenamento a 14 e 25 ºC, retardando assim o seu amadurecimento, alterando a firmeza e a força de penetração da polpa dos frutos de manga; (b) o modelo generalizado de Maxwell se ajustou adequadamente aos dados observados para todas as condições utilizadas, sendo os coeficientes de determinação encontrados maiores que 96,72% e 97,25%, para os frutos armazenados a 14 e 25 ºC, respectivamente; (c) A resistência da parede celular dos frutos de manga diminuiu durante o armazenamento, sendo que nos frutos armazenados sob refrigeração, essas perdas foram menores para todos os tratamentos. Os valores encontrados para a firmeza dos frutos armazenados a 14 e 25 ºC, para os frutos tratados com PVC + absorvedor de etileno, variaram entre 191,03 N (dia 0) e 65,14 N (dia 16) e 221,63 N (dia 0) e 18,34 N (dia 16), respectivamente; o módulo proporcional de deformidade também variou entre 53,43 MPa (dia 0) e 19,10 MPa (dia 16) para os frutos tratados com PVC + absorvedor de oxigênio na temperatura de 14 ºC e entre 65,32 MPa (dia 0) e 14,57 MPa (dia 16), na temperatura de 25 ºC para o mesmo tratamento; a força de penetração da polpa variou entre 62,33 N e 23,27 N e 68,08 N e 10,02 N, para frutos tratados com PVC + absorvedor de etileno, nas temperaturas de 14 e 25 ºC, respectivamente, e a energia para rompê-la entre 145,56 mJ a 72,22 mJ e 136,67 mJ a 40 mJ, para o mesmo tratamento; (d) Houve um aumento nos valores de pH e uma diminuição nos valores de acidez (% ácido cítrico) para todos os tratamentos, nas duas temperaturas; ocorreu um aumento significativo no teor de sólidos solúveis; (e) a perda de massa diferiu significativamente entre a testemunha e todos os tratamentos durante o armazenamento, e praticamente não foi observada diferença entre os frutos embalados pelo PVC, PVC+absorvedor de oxigênio e PVC+absorvedor de etileno em relação à perda de massa dos frutos, nas duas temperaturas; (f) a variação dos índices colorimétricos com o tempo de armazenamento foi bem representada pelas equações de regressão exponencial, apresentando elevados valores de coeficiente de determinação (>78,67 % para o ângulo hue e > 84,94 % para o croma) na temperatura de 14 ºC e (>77,02 % para o ângulo hue e > 82,50 % para o croma) na temperatura de 25 ºC. A diferença total de cor sofreu variações significativas durante a armazenagem; (g) os frutos de manga tratados com filme PVC e PVC + absorvedor de etileno apresentaram melhores resultados na conservação dos frutos, fato este baseado no comportamento reológico dos mesmos, indicando assim que esses tratamentos são adequados para o tempo proposto de armazenamento (16 dias). O modelo de Herschel-Bulkley foi o que melhor se ajustou aos dados experimentais e pode ser satisfatoriamente utilizado para descrever o comportamento reológico da polpa de manga, apresentando valores de coeficiente de determinação (R2) superiores a 0,95 (14 ºC) e 0,99 (25 °C); (h) as enzimas analisadas (poligalacturonase, pectinametilesterase, α-galactosidase e β-galactosidase), exibiram alteração de atividade, detectadas na polpa de manga Tommy Atkins, nos diferentes tratamentos pós-colheita, ao longo do armazenamento nas temperaturas de 14 e 25 ºC.
The objective of this work was to verify the influence of the modified atmosphere use in the textural, physico-chemicals, rheological and enzymatic properties of 'Tommy Atkins' mango fruits (Mangifera indica L.), stored at two temperatures (14 and 25 °C) and study its ripening during storage of 16 days. Experiments were performed in mango fruits, from the Janaúba, a city which is located on the North of Minas Gerais state. After selecting the fruits, they were divided into five lots, packed with PVC film (polyvinyl chloride), PVC film + oxygen absorber, PVC film + ethylene absorbers, coated with carnauba wax and the last batch untreated, served as a control. For the analysis of texture tests were used compression, relaxation and aspiration of mango after every two days of storage. The pH, soluble solids, acidity, pulp color, rheological behavior and enzyme activity also were analyzed after every two days of storage. The generalized Maxwell model was used to model the relaxation process. To evaluate the texture, the following mechanical properties were determined: specific force to a deformation of 0.005 m, proportional deformity modulus and energy required to deform the product by evaluating the force-deflection curve; penetration force of mango pulp and the energy required for this process. According to the results, it was concluded that: (a) The use of modified atmosphere and coatings are more effective for the preservation of Tommy Atkins mango s quality during storage at 14 and 25º C, thus slowing their maturing, changing the firmness and penetration force of mango pulp; (b) the generalized Maxwell model was considered a good fit to analyze data for all conditions used, and the coefficients of determination found greater than 96.72% and 97.25%, for fruit stored at 14 and 25 º C, respectively; (c) mechanical properties of mango fruits decreased during storage, and in fruits stored under refrigeration, these losses were lower for all treatments. The values found for the firmness of fruits stored at 14 ºC and 25 ºC, for fruit treated with PVC + ethylene absorbers ranged from 191.03 N (day 0) and 65.14 N (day 16) and 221.63 N (day 0) and 18.34 N (day 16), respectively; the proportional deformity module ranged from 53.43 MPa (day 0) to 19.10 MPa (day 16) for fruit treated with PVC + absorber oxygen at a temperature of 14 º C and from 65.32 MPa (day 0) to 14.57 MPa (day 16), at 25 °C for the same treatment. The penetration force of mango's periderm ranged between 62.33 N and 23.27 N and 68.08 N and 10.02 N for fruits treated with PVC + ethylene absorbers at temperatures of 14 and 25 ºC, respectively, and the energy to break it between 145,56 mJ to 72,22 mJ and 136,67 mJ to 40 mJ to the same treatment; (d) there was an increase in pH values and a decrease in acidity (% citric acid) for all treatments at the two temperatures; there was a significant increase in soluble solids; (e) the weight loss was significantly different between the control and all treatments during storage, and, virtually, no difference was observed between fruit packed by PVC, PVC + oxygen absorbers and PVC + ethylene absorbers in relation to the mass loss of the fruits, the two temperatures; (f) the variation in colorimetric with storage time was well represented by exponential regression equations, with high coefficients of determination (> 78.67% for hue angle and> 84.94% for chroma) in the temperature of 14 ºC and (> 77.02% for hue angle and> 82.50% for chroma) at 25 ºC. The total difference in color has suffered significant changes during storage; (g) the mango fruits coated with PVC film and PVC film+ethylene absorbers showed better results by preserving fruits, considering the rheological behavior of the coatings, it indicates that these treatments are appropriate to the proposed storage time (16 days). The Herschel-Bulkley model fitted better to experimental data and may be adequately used to describe the rheological behavior of mango pulp, it presented coefficients of determination (R2) higher than 0.95 (14 º C) and 0.99 (25 ° C); (h) enzymes analyzed (polygalacturonase, pectin methyl esterase, α-galactosidase and β-galactosidase), exhibited changes in activity, detected in the Tommy Atkins mango pulp in different post-harvest treatments, during storage at temperatures of 14 ºC and 25 ºC.
Palavras-chave: Manga
Tommy Atkins
Refrigeração
Mango fruits
Tommy Atkins
Refrigeration
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::ENGENHARIA AGRICOLA
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Construções rurais e ambiência; Energia na agricultura; Mecanização agrícola; Processamento de produ
Programa: Doutorado em Engenharia Agrícola
Citação: DINIZ, Mayra Darliane Martins Silva. Textural, physicochemical, rheological and enzymatic properties of mango fruits "Tommy Atkins" during modified atmosphere storage under refrigeration. 2013. 172 f. Tese (Doutorado em Construções rurais e ambiência; Energia na agricultura; Mecanização agrícola; Processamento de produ) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2013.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/754
Data do documento: 29-Abr-2013
Aparece nas coleções:Engenharia Agrícola

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf2,56 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.