Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/7546
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributorBaracat-Pereira, Maria Cristina
dc.contributorCosta, Eduardo Paulino da
dc.contributor.advisorGuimarães, José Domingos
dc.contributor.authorBezerra, Luciana de Lima
dc.date.accessioned2016-04-25T10:13:38Z
dc.date.available2016-04-25T10:13:38Z
dc.date.issued2015-07-31
dc.identifier.citationBEZERRA, Luciana de Lima. Análise bioquímica e proteômica do plasma seminal equino e sua relação com a criopreservação do sêmen. 2015. 113f. Tese (Doutorado em Medicina Veterinária) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2015.pt-BR
dc.identifier.urihttp://www.locus.ufv.br/handle/123456789/7546
dc.description.abstractEste trabalho foi realizado com intuito de relacionar os constituintes bioquímicos e proteômicos do plasma seminal de garanhões da raça Mangalarga Marchador com a criopreservação. Em ambos os estudos foram utilizados garanhões hígidos da raça Mangalarga Marchador, com idades entre quatro e 15 anos e peso entre 400 e 500 kg. As colheitas foram realizadas no período de junho a agosto de 2013, totalizando 77 amostras. No experimento 1, após as colheitas foram retirados 3 mL de sêmen para análises bioquímicas de cálcio, colesterol, glicose, magnésio, fósforo, proteína total, potássio e sódio. Em sequencia as amostras seminais foram diluídas na proporção 1:1 (sêmen/ diluente) e congeladas para realização dos testes de motilidade espermática total, vigor espermático, teste hiposmótico e teste supravital. Após o descongelamento, os ejaculados de cada animal foram separados em grupos de alta (> 40%) e baixa congelabilidade (< 40%). Não foram visualizadas diferenças nos parâmetros bioquímicos e seminais entre os animais (P>0,05), entretanto foram observadas diferenças na concentração de colesterol e glicose nos animais 1 e 3 (P<0,05), sendo a maior concentração no grupo de animais de baixa congelabilidade e correlação negativa entre o potássio e a motilidade constituintes espermática bioquímicos pós- do descongelamento. Concluiu-se plasma não seminal que os influenciam na congelabilidade seminal na raça Mangalarga Marchador. No experimento 2, após as análises físicas e morfológicas do sêmen, foram selecionados para o perfil proteômico, os plasmas seminais correspondente aos sêmen de maior e menor motilidade pós-descongelamento por animal. O perfil das proteínas foi avaliado pelo sistema SDS–PAGE e as proteínas identificadas por MALDI- TOF/ TOF, utilizando o software Mascot para a busca em banco de dados. O site do UniProt (SWISSPROT, NCBI, Equidae) foi consultado para identificação das proteínas e a validação dos resultados foi realizada pelo programa SCAFOLD. As amostras não validadas pelo SCAFOLD foram analisadas pelo programa flexAnalysis (BRUKER®) para identificação de espectros de MS2 identificados pelo software Mascot. Foi observado diferença significativa em relação a CRISP 3 no grupo de sêmen de baixa congelabilidade e não foram observadas diferenças entre a HSP 1, a calicreína e a motilidade pós- descongelamento entre os grupos de sêmen de alta e baixa congelabilidade . Conclui-se que a CRISP3 com baixa massa molecular (22- 30 kDa) pode ser utilizada como biomarcador de baixa congelabilidade e que a calicreína e a HSP1 não podem ser utilizadas como marcadores de congelabilidade na raça Mangalarga Marchador.pt-BR
dc.description.abstractThe aim of this study was evaluating biochemical and proteomic constituents of Marchador Mangalarga stallions seminal plasma by cryopreservation. Both studies were carried out on healthy Marchador Mangalarga stallions, ageing from four to 15 years old and weighting between 400 and 500 kg. The samples were collected from June to August 2013, totalizing 77 samples. In experiment 1 after collection, 3 ml total semen were taken for calcium cholesterol, glucose, magnesium, phosphorus, total protein, sodium and potassium biochemical analyses. Subsequently, semen samples were diluted on 1: 1 (semen / diluent) and frozen in order to perform motility, sperm vigor, hyposmotic and supravital tests. After thawing, the ejaculate from each animal was divided into high (>40%) and poor (<40%) freezability groups. No differences on biochemical and seminal parameters among animals (P>0.05) were reported but differences on cholesterol and glucose concentrations in animals 1 and 3 (P<0.05) were observed. Animals from the low freezability group showed higher concentration and negative correlation between potassium and sperm motility after freezing. It might be concluded that seminal plasma biochemical constituents did not affect Mangalarga Marchador seminal freezability. In experiment 2, after physical and morphological semen analyses, seminal plasma corresponding to higher and lower semen post freezing motility per animal were selected for the proteomic profile. Protein profile was assessed by SDS-PAGE system and proteins identified by MALDI-TOF / TOF using the Mascot software searching the database. The site UniProt (SWISSPROT, NCBI, Equidae) was checked out identifying proteins and validation results by scafold program were performed. No validated samples by scafold by flexAnalysis program (BRUKER®) were analyzed verifying the MS2 spectra identified by Mascot software. Significant difference in regarding to the CRISP 3 in lower freezability group was observed and no difference to the HSP 1 between high and low semen freezability groups, kallikrein and post-thaw motility was observed. It might be concluded that the CRISP3 low molecular weight (22- 30 kDa) might be used as biomarker low freezability biomarker, as well as, kallikrein and the HSP1 might not be used as markers on freezability tests Mangalarga Marchador.en
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superiorpt-BR
dc.language.isoporpt-BR
dc.publisherUniversidade Federal de Viçosapt-BR
dc.rightsAcesso Abertopt-BR
dc.subjectCavalo - Reproduçãopt-BR
dc.subjectSêmen - Criopreservaçãopt-BR
dc.subjectPlasma seminal - Constituiçãopt-BR
dc.subjectEspectrometria de massapt-BR
dc.titleAnálise bioquímica e proteômica do plasma seminal equino e sua relação com a criopreservação do sêmenpt-BR
dc.titleBiochemical analysis and proteomics of equine seminal plasma and its relation to semen cryopreservationen
dc.typeTesept-BR
dc.contributor.authorLatteshttp://lattes.cnpq.br/1472287018323233pt-BR
dc.subject.cnpqReprodução Animalpt-BR
dc.degree.grantorUniversidade Federal de Viçosapt-BR
dc.degree.departmentDepartamento de Veterináriapt-BR
dc.degree.programDoutor em Medicina Veterináriapt-BR
dc.degree.localViçosa - MGpt-BR
dc.degree.date2015-07-31
dc.degree.levelDoutoradopt-BR
Aparece nas coleções:Medicina Veterinária

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdftexto completo1,36 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.