Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/7599
Tipo: Tese
Título: Amarelecimento do palmito de pupunha (Bactris gasipaes kunth) minimamente processado conservado sob refrigeração
Yellowing of peach palm (Bactris gasipaes Kunth) minimally processed stored under cold storage
Autor(es): Fonseca, Kelem Silva
Abstract: O palmito de pupunha (Bactris gasipaes Kunth) é o mais indicado para o processamento mínimo, pois não apresenta escurecimento enzimático. No entanto, outros fatores podem resultar em alterações e mudança da cor dos tecidos. Objetivou- se com este trabalho caracterizar a(s) possível (eis) causa(s) do amarelecimento superficial das regiões mediana e basal de hastes de palmito de pupunha minimamente processadas e conservadas sob refrigeração. Essa investigação foi realizada em quatro etapas: Etapa 1- Foi avaliado o efeito de duas concentrações de cloro ativo, 20 e 200 mg L -1 , sobre a intensificação do amarelecimento superficial dos tecidos das regiões mediana e basal da haste de palmito de pupunha; Etapa 2- O conteúdo de compostos fenólicos foi quantificado na bainha externa e raque da região mediana e nas regiões externa e interna da região basal durante a conservação refrigerada; Etapa 3: Avaliou-se o efeito de injúrias mecânicas sobre alterações na cor e qualidade dos tecidos das regiões mediana e basal e Etapa 4- Alterações metabólicas dos tecidos das regiões mediana e basal foram acompanhadas durante o período de refrigeração. Em todas as etapas foi realizado o processamento mínimo das hastes de palmito, com algumas modificações quando necessário: lavagem e retirada das bainhas de proteção, corte (separação das regiões mediana e basal), sanitização, drenagem e embalagem. As regiões foram conservadas a 5 oC, por 12 dias. Observou-se que os tecidos das regiões mediana e basal apresentaram coloração amarelada durante 12 dias de conservação refrigerada. No entanto, esse amarelecimento superficial não ocorreu de maneira homogênea nos tecidos. Além disso, as alterações na cor original dos tecidos não se correlacionaram negativamente com as concentrações de cloro ativo utilizadas, bem como não foi observado aumento do teor de compostos fenólicos após o período de refrigeração. Verificou-se diferença qualitativa na organização das camadas de tecidos fundamentais e de revestimento do palmito que podem influenciar a cor superficial dos tecidos. Observou-se alterações no perfil de metabólitos durante a conservação refrigerada. Em resumo, os resultados sugerem que o amarelecimento superficial dos tecidos pode ser causado por uma interação dos fatores estudados. Ademais, outros fatores tais como pré-colheita, estado hídrico da planta e condições climáticas de cultivo poderiam atuar no amarelecimento superficial dos tecidos.
Palm of peach palm (Bactris gasipaes Kunth) is the most suitable for the minimal processing because does not display enzymatic browning. However, other factors may lead to changes and color variation in the tissues. This study aimed to identify the possible causes of superficial yellowing of the median and basal regions of peach palm stems minimally processed and stored under refrigeration. This research was conducted in four stages: Stage 1- The effect of two active chlorine concentrations, 20 and 200 mg L -1 on improving the superficial yellowing of tissues median and basal regions of the peach palm stem; Stage 2- The content of phenolic compounds was quantified in the outer sheath and rachis of the median region and the outer and inner regions of the basal region during cold storage; Stage 3: It was evaluated the effect of mechanical injuries on changes in the color and quality of tissues from the median and basal regions and Stage 4- Metabolic changes of the tissues of the median and basal regions were accompanied during the cooling period. At every stage we performed the minimal processing of palm stems, with some modifications as needed: washing and removal of the protective sheaths, cutting (separating the median and basal regions), sanitization, drainage and packaging. The regions were stored at 5 °C for 12 days. It was observed that the tissues of the median and basal regions showed yellowing after 12 days of cold storage. However, this superficial yellowing did not occur evenly in the tissue. In addition, changes in the original color of the tissues were not associated negatively with the active chlorine concentrations and was not observed increased content of phenolic compounds after cold storage period. It is qualitative difference in the organization of the layers of core and coating material tissue's palm that can influence the color of the surface tissues. Observed changes in metabolite profile during cold storage. In summary, the results suggest that the surface yellowing of the fabrics can be caused by an interaction of the factors studied. In addition, other factors such as pre-harvest water status of the plant and climatic growing conditions could impact surface yellowing of tissues.
Palavras-chave: Pupunheira
Tecidos vegetais
Metabólitos
Fenóis
Palmito - Processamento
Palmito - Conservação
CNPq: Fisiologia vegetal
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Citação: FONSECA, Kelem Silva. Amarelecimento do palmito de pupunha (Bactris gasipaes kunth) minimamente processado conservado sob refrigeração. 2016. 55 f. Tese (Doutorado em Fisiologia Vegetal) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2016.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/7599
Data do documento: 25-Fev-2016
Aparece nas coleções:Fisiologia Vegetal

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdftexto completo2,17 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.