Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/7647
Tipo: Dissertação
Título: Modos de uso e configuração espacial no Residencial Atalaia – Programa Minha Casa, Minha Vida em Governador Valadares, MG
Autor(es): Cunha, Weder Silveira
Abstract: Propõe-se compreender a relação existente entre os modos de uso e os saberes – conhecimento técnico arquitetônico e trabalho técnico social – empreendidos na configuração espacial de um residencial produzido pelo Programa Minha Casa, Minha Vida. Os moradores são originários de residências unifamiliares em diferentes bairros populares. Parte-se do pressuposto que os usuários dos programas habitacionais de interesse social guardam suas particularidades em suas práticas socioespaciais, produto de uma razão prática operada pelo habitus. Este que é um dispositivo de inteligibilidade e adaptação a novas situações sociais pode estabelecer também resistência quanto às práticas cotidianas requeridas, ou mesmo na relação simbólica com o lugar. Analisam-se comportamentos, percepções e o sentido do lugar para os moradores. Descreve-se a dinâmica socioespacial na intercessão entre o estilo de vida, a arquitetura e os saberes sociais ali aplicados. A revisão bibliográfica dá a conhecer o sujeito que habita; a observação direta, entrevistas e questionários permitem-nos apreender os dados simbólicos e funcionais de ocupação do espaço; e a análise documental dá-nos acesso ao programa, aos projetos arquitetônicos e ao trabalho social realizado com as famílias. Revela-se um repertório de práticas socioespaciais adequado, dada organização, limpeza, e manutenção do condomínio, além de relativa boa convivência. Ajustes na gestão condominial e um trabalho de aproximação dos moradores são requeridos para maior bem-estar no cotidiano dos moradores. Identificam-se moradores satisfeitos e vinculados ao território, há aqueles em adaptação, outros que resistem ao lugar e aqueles em quem não foi possível identificar sua relação com o novo morar. O bairro e entorno demonstram lacunas na atenção da política urbana.
This research aims to understand the relationship between usage modes and knowledge – architectural expertise and technical social work – undertaken in the spatial configuration of a Residence – low income housing – produced by Programa Minha Casa, Minha Vida. Residents come from single-family homes in different popular neighborhoods. This is on the assumption that users of housing programs of social interest keep their peculiarities in their socio-spatial practices, product of a practical reason operated by habitus. This device intelligibility and adaptation to new social situations can also establish resistance to daily practices required, or even the symbolic relationship with the place. The behaviors, perceptions and the meaning of place for residents are analyzed. The socio-spatial dynamics are described from the intersection of lifestyle, architecture and the information-educational program to adapt to the rules and socio-spatial requirements. The literature review presents aspects of subjectivity of the dweller; direct observation, interviews and questionnaires allow us to understand the use of space in the pragmatic and symbolic perspective; and document analysis gives us access to housing program, architectural projects and social work with families. We could observe a repertoire of adequate socio-spatial practices, because the spaces are organized, cleaned, well maintained, and coexistence is relatively good between the neighbors. Adjustments in condominium management and work for closer coexistence among dwellers are required for quality of daily life of the residents. We identified satisfied residents and rooted to the territory, there are those who are in adaptation, others resist to the place but also could not identify the type of relationship established between some residents and the space. The neighborhood and surroundings demonstrate gaps in attention of urban policy.
Palavras-chave: Arquitetura de habitação
Planejamento urbano
Habitação popular
Programa Minha Casa Minha Vida (Brasil)
CNPq: Arquitetura e Urbanismo
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Citação: CUNHA, Weder Silveira. Modos de uso e configuração espacial no Residencial Atalaia – Programa Minha Casa, Minha Vida em Governador Valadares, MG. 2015. 177f. Dissertação (Mestrado em Arquitetura e Urbanismo) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2015.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/7647
Data do documento: 22-Out-2015
Aparece nas coleções:Arquitetura e Urbanismo

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdftexto completo2,92 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.