Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/7690
Tipo: Dissertação
Título: Efeitos imediato e latente das condições de secagem sobre a qualidade de sementes de feijão ( Phaseolus vulgaris L.), variedade "Ouro Negro 1992"
Immediate and latent effects from drying conditions upon quality of bean seeds ( Phaseolus vulgaris L.), variety "Ouro Negro 1992"
Autor(es): Afonso Júnior, Paulo Cesar
Abstract: Para proporcionar informações sobre o processo de secagem de sementes de feijão (Phaseolus vulgaris L.), foi desenvolvido este trabalho objetivando determinar as curvas de secagem em camada fina e avaliar os efeitos, imediato e latente, para quatro níveis de temperatura do ar de secagem (35, 40, 45 e 50° três níveis de teor de umidade inicial (17,1; 25,5 C), e 37,3% b.u.) e dois níveis de teor de umidade final (11 e 13% b.u.), sobre a qualidade fisiológica e a suscetibilidade à quebra das sementes. Os testes de secagem foram realizados utilizando um secador experimental em que um ventilador axial fornecia o ar de secagem e conduzia-o com um fluxo 3 -1 -2 aproximadamente constante de 10 m .min .m até o plenum, onde o ar era distribuído em três bandejas removíveis contendo as amostras de sementes. Os dados experimentais de secagem em camada fina foram avaliados ajustando-se o modelo proposto por Page. Para analisar a qualidade fisiológica das sementes, logo depois da secagem e depois de 180 dias em armazenagem, foram efetuados o teste padrão de germinação e, como indicativos de vigor, a avaliação da primeira contagem do teste padrão de germinação e os testes de tetrazólio e condutividade elétrica. Para avaliar a suscetibilidade à quebra de sementes logo depois da secagem, utilizou-se o equipamento "Stein Breackage Tester". A análise dos resultados permite concluir que o modelo de Page com os parâmetros "k" e "n" ajustados exponencialmente em função da temperatura do ar de secagem e teor de umidade inicial, descreve satisfatoriamente o processo de secagem de sementes de feijão. Observou-se que a temperatura do ar de secagem e os teores de umidade inicial e final afetam a germinação e o vigor das sementes, logo depois da secagem e depois de 180 dias de armazenagem. Verificou-se também que as sementes com menor teor de umidade inicial (17,1% b.u.) apresentaram os melhores resultados de germinação e vigor logo depois da secagem e depois de 180 dias de armazenagem, independentemente da temperatura utilizada e do teor de umidade final alcançado. Os efeitos da secagem sobre a germinação e o vigor das sementes de feijão com umidade inicial de 25,5 % b.u. foram menos acentuados logo depois da secagem, quando comparado aos resultados encontrados depois de armazenagem por 180 dias, para a faixa de temperatura e umidade final em estudo. Entretanto, sementes com umidade inicial de 25,5% b.u. submetidas à secagem em temperatura de 35° até atingir teor de umidade final de 13% b.u. C apresentaram germinação superior a 80% e alto vigor, depois do período de armazenagem por 180 dias. As sementes com umidade inicial de 37,3% b.u. foram mais suscetíveis à perda da qualidade fisiológica logo depois da secagem e depois do armazenamento por 180 dias, para todos os níveis de temperatura e umidade final. Verificou-se que a suscetibilidade à quebra das sementes de feijão logo depois da secagem aumenta com o aumento no teor de umidade inicial, independentemente da temperatura utilizada.
To give information about the drying process of bean seeds (Phaseolus vulgaris L.) the objective of this work was to determinate thin-layer drying curves and to evaluate the immediate and latent effects at four temperature levels of drying air (35, 40, 45 and 50 ° C), three levels of initial moisture contents (17,1; 25,5 and 37,3% w.b.) and two levels of final moisture contents (11 and 13% w.b.) on the physiological quality and susceptibility to seed breakage. The drying tests were accomplished using an experimental dryer in which an axial fan provided the drying air leading it into the plenum with a 3 -1 -2 constant flux about 10 m .min .m where the air was distributed on three removable trays containing seed samples. The experimental data of the thin- layer drying were evaluated by adjusting the model proposed by Page. To anlyse seed physiological quality soon after drying and 180 days under storage it was made the germination standard test and the vigour indications were the first-counting evaluation of the germination standard test and the tetrazolium and electric conductibility tests. To evaluate the susceptibility to breakage soon after drying, it was used the "Stein Breakage Tester" equipment. The result analysis allow to conclude that Page's model provided with the parameters k and n, exponentialy adjusted as a function of drying-air temperature and initial moisture content, describes satisfactorily the drying process of bean seeds. It was observed that the drying-air temperature and initial and final moisture contents affect seed germination and vigour soon after drying and 180 days under storage. Also it was verified that seeds with lower initial moisture content (17,1% w.b.) presented better germination and vigour results soon after drying and 180 days under storage independently from the used temperature and final moisture content. The drying effects on germination and vigour of bean seeds with initial moisture of 25,5% w.b. was less accentuated soon after drying when compared to the results encountered after 180 days under storage, for the temperature and final moisture intervals studied. However, seeds with initial moisture of 25,5% w.b. submitted to drying at 35 ° temperature until reaching C the final moisture content of 13% w.b., presented germination above 80% and a high vigour after 180 days under storage. Seeds with initial moisture of 37,3% w.b. were more susceptible to physiological quality loss soon after drying and 180 days under storage, for all temperatures and final moisture levels. It was verified that the susceptibility to bean seed breakage soon after drying increases with increasing initial moisture content, independently from the used temperature.
Palavras-chave: Sementes de feijão
Curvas de secagem
Germinação
Vigor
Armazenamento
CNPq: Engenharia Agrícola
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Citação: AFONSO JÚNIOR, Paulo Cesar. Efeitos imediato e latente das condições de secagem sobre a qualidade de sementes de feijão ( Phaseolus vulgaris L.), variedade "Ouro Negro 1992". 1996. 70f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Agrícola) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 1996.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/7690
Data do documento: 4-Set-1996
Aparece nas coleções:Engenharia Agrícola

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdftexto completo584,16 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.