Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/7782
Tipo: Dissertação
Título: Biologia de vespas e abelhas solitárias, em ninhos-armadilhas, em Viçosa-MG
Autor(es): Pérez-Maluf, Raquel
Abstract: Com o objetivo de estudar a biologia de vespas e abelhas solitárias que nidificam em cavidades pré-existentes. foi realizada uma amostragem utilizando ninhos-armadilhas em um remanescente de Mata Atlântica, em Vicosa-MG. Neste trabalho, os ninhos-armadilhas constituíram-se de seções de bambu, com comprimento interno médio de 100 mm e diâmetro interno do orifício variando entre 3 a 12.9 mm., separados em dez classes de diâmetro. Foram determinados 60 pontos de amostragem, sendo 30 pontos no interior da mata e 30 fora dela. Em cada ponto amostrado, foi colocado um conjunto com dez ninhos-armadilhas, um de cada classe de diâmetro, presos a uma placa de eucatex, a cerca de 1.5 m do chão. As coletas foram quinzenais e os ninhos fundados e concluídos eram retirados e substituídos por outros de mesma classe de diâmetro. No laboratório os ninhos foram descritos e mantidos no interior de tubos plásticos transparentes, fechados com algodão para a emergência dos adultos. Os adultos foram montados em alfinete entomológico, identificados e depositados no Museu de Entomologia da UFV. Foram fundados 408 ninhos de vespas, compreendendo 22 espécies e 43 ninhos de abelhas, compreendendo 11 espécies. As fundações ocorreram principalmente nos pontos situados fora da mata. A mortalidade ocorreu por falhas de desenvolvimento (58,63%) e ataque de parasitas (41,37%). principalmente de Sarcophagidae, Chrssididae e Eulophidae. Nas espécies com maior número de ninhos fundados, Eumenidae sp.1, gegxglon nitidum e T. lactitarse, observou-se que a variação do comprimento das células está associada a variações no diâmetro da cavidade e ao sexo dos imaturos. e também que a razão sexual foi afetada pelo diâmetro da cavidade de nidificacão. A técnica de amostragem com ninhos-armadilhas foi adequada para obtenção das informações sobre a biologia das espécies que os utilizaram, bem como das espécies associadas. A técnica também permitiu a obtenção de dados como abundância e riqueza de espécies nos ambientes estudados.
Palavras-chave: Vespas solitárias - Biologia
Abelhas solitárias - Biologia
Ninho-armadilha
CNPq: Entomologia Agrícola
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Citação: PÉREZ-MALUF, Raquel. Biologia de Vespas e Abelhas Solitárias, em Ninhos-Armadilhas, em Viçosa - MG. 1992. 87f. Dissertação (Mestrado em Entomologia) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 1992.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/7782
Data do documento: 15-Dez-1992
Aparece nas coleções:Entomologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdftexto completo12,63 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.