Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/7796
Tipo: Tese
Título: Parâmetros fisiológicos e produtivos de codornas japonesas, em postura, suplementadas com 1,25-dihidroxivitamina-D3-glicosídeo de origem vegetal
Physiological and productive parameters of Japanese quails in posture, supplemented with 1,25-dihydroxyvitamin-D3-glycoside of plant origin
Autor(es): Souza, Christiane Silva
Abstract: Objetivou-se estudar as variáveis produtivas e fisiológicas de codornas japonesas pós- pico de postura alimentadas com ração contendo suplemento de 1,25-dihidroxivitamina- D3-glicosídeo (1,25(OH)2D3) de origem vegetal associado ou não aos níveis de cálcio (Ca) e fósforo disponível (Pdisp) reduzidos. Dois experimentos foram conduzidos, sendo o primeiro num delineamento em blocos casualizados, com cinco tratamentos (0,0; 0,25; 0,50; 0,75 e 1,00 μg de 1,25(OH)2D3/kg de ração), com seis repetições e seis aves por unidade experimental (UE). O segundo experimento foi num delineamento inteiramente casualizado, em esquema fatorial (3x2), com seis tratamentos [1) ração basal (RB); 2) RB + 0,50 μg de 1,25(OH)2D3; 3) RB com redução em 15,0% de Ca e Pdisp; 4) T3 + 0,50 μg de 1,25(OH)2D3; 5) RB com redução em 30,0% de Ca e Pdisp; e 6) T5 + 0,50 μg de 1,25(OH)2D3], sete repetições e seis aves por UE. Os resultados do Experimento 1 mostraram que não houve efeito significativo (p>0,05) do 1,25(OH)2D3-glicosídeo sobre as características produtivas: consumo de ração, produção de ovos por ave dia e por ave alojada, ovos comercializáveis, peso médio do ovo, massa de ovos, conversão alimentar por dúzia e por massa de ovos. A adição de 0,75 μg de 1,25(OH)2D3/kg de ração proporcionou maior espessura e percentual de cinzas nas cascas dos ovos (p<0,05). Os pesos e os respectivos percentuais relativos do coração, fígado, moela e pâncreas, o comprimento intestinal e a excreção mineral não foram influenciados pela vitamina. Verificou-se que a composição orgânica (proteínas colagenosas – PC e totais – PT) e a resistência à quebra (RQ) dos ossos das aves com 47 semanas de idade alteraram-se com o 1,25(OH)2D3 adicional (p<0,05). A RQ das tíbias direitas das aves que receberam ração suplementada com 0,50 μg de 1,25(OH)2D3 foi 20% maior quando comparada com os demais tratamentos. Contudo, não houve modificação da qualidade óssea das aves, uma vez que a composição mineral – cinzas, Ca, P, relação Ca:P, a densidade óssea e os teores de proteínas não colagenosas não se modificaram. No Experimento 2, observou-se que a redução em 15% e 30% nos valores preconizados para Ca e Pdisp, associada ou não ao 1,25(OH)2D3 nas rações não influenciou o desempenho produtivo, a qualidade de ovos e a biometria de vísceras das aves. O percentual de cinzas nas cascas dos ovos, o peso do fígado, o Índice de Seedor e a RQ foram influenciados pelas reduções dieteticas de Ca e Pdisp (p<0,05). Houve interação significativa entre os níveis de Ca e Pdisp x 1,25(OH)2D3 adicional nas rações, para as quantidades de proteínas (PC, não colagenosas e PT) e cinzas (p<0,05) nos fêmures. Apesar das alterações na constituição orgânica e mineral dos ossos, pode-se inferir que não houve desestabilização da matriz óssea das aves. Na avaliação da bioquímica sérica, não houve alteração nos componentes sanguíneos (proteínas totais, albumina (A), globulinas (G) e relação A:G), nos minerais (Ca, P e relação Ca:P) e nas aminotransferases (ALT e AST) das codornas japonesas em postura nos dois Experimentos. A atividade da fosfatase alcalina aumentou mediante a adição de 1,25(OH)2D3-glicosídeo de origem vegetal nas rações. De modo geral, conclui-se que a adição de 1,25(OH)2D3-glicosídeo de origem vegetal nas rações para codornas japonesas em postura de 36 a 45 semanas de idade (Experimento 1), não afetou os resultados produtivos, as excretas, a biometria de órgãos do aparelho digestório, bem como as variáveis ósseas e a bioquímica sérica. No Experimento 2, conclui-se que as codornas japonesas em pós-pico de postura (52 a 61 semanas de idade) alimentadas com ração contendo níveis reduzidos de Ca e Pdisp (em 15 e 30%) associados ao suplemento de 1,25(OH)2D3-glicosídeo de origem vegetal não tiveram os resultados produtivos e fisiológicos afetados pelos tratamentos.
It was studied the production and physiological variables production post-peak of laying Japanese quails fed diets containing supplement of 1,25-dihydroxyvitamin-D3-glycoside (1,25(OH)2D3) of plant origin with or without calcium levels (Ca) and phosphorus available (AP) reduced. Two trials were conducted, the first in a randomized block design with five treatments (0.0; 0.25; 0.50; 0.75 and 1.00 μg 1,25(OH)2D3/kg of ration) with six replicates and six birds per experimental unit (EU). The second experiment was a completely randomized design in a factorial scheme (3x2), with six treatments [1) basal diet (BD); 2) BD + 0.50 μg of 1,25(OH)2D3; 3) BD with reduction of 15.0% Ca and AP; 4) T3 + 0.50 μg 1,25(OH)2D3; 5) BD with reduction of 30.0% Ca and AP; and 6) T5 + 0.50 μg of 1,25(OH)2D3], seven replicates and six birds per EU. The results of Experiment 1 showed no significant effect (p>0.05) 1,25(OH)2D3-glycoside on production characteristics: feed intake, egg production per bird day per bird housed, commercial egg, average egg weight, egg mass, feed conversion per dozen and egg mass. The addition of 0.75 μg of 1,25(OH)2D3/kg ration provided greater thickness and percentage of ash in the eggshells (p<0.05). The weights and the corresponding percentage for the heart, liver, gizzard and pancreas, intestinal length and mineral excretion were not affected by the vitamin. It was found that the organic composition (collagenous – CP and total proteins – TP) and breaking resistance (BR) of the bones of the birds with 47 weeks of age modified with 1,25(OH)2D3 added (p<0.05). The BR of the right tibia of the birds fed chow supplemented with 0.50 μg of 1,25(OH)2D3 was 20% higher when compared to other treatments. However, there was no change in bone quality of the birds, since the mineral composition – ash, Ca, P, Ca: P ratio, the bone density and the levels of non collagenous proteins not modified. In Experiment 2, it was observed that the reduction by 15% and 30% in the recommended values for Ca and AP, associated or not to 1,25(OH)2D3 in the diets did not affect the productive performance, egg quality and biometrics of bird entrails. The percentage of ash in the eggshells, liver weight, the Seedor index and BR are influenced by dietary calcium and AP reductions (p<0.05). There was a significant interaction between the levels of Ca and AP 1,25(OH)2D3 in additional feed for the quantities of protein (CP, not collagenous and TP) and ash (p<0.05) in the femurs. Athough the changes in the mineral and organic bone formation, it can be inferred that there is no destabilization of the bone matrix birds. In the assessment of serum biochemistry, there was no change in the blood components (total protein, albumin (A), globulin (G) and A:G ratio), minerals (Ca, P and Ca:P ratio) and the aminotransferases (ALT and AST) of laying Japanese quails in both experiments. The activity of alkaline phosphatase increased by the addition of 1,25(OH)2D3-glycoside of plant origin in rations. Overall, it is concluded that the addition of 1,25(OH)2D3-glycoside in diets for laying Japanese quails from 36 to 45 weeks of age (Experiment 1), did not affect the productive results, excreta, biometrics organs of the digestive system and bone variables and serum biochemistry. In Experiment 2, it is concluded that Japanese quails in post-peak production (52 to 61 weeks of age) fed diet with reduced levels of Ca and AP (15 and 30%) associated with supplement 1,25(OH)2D3-glycoside of plant origin did not have the productive and physiological results affected by treatments.
Palavras-chave: Coturnix coturnix japonica
Codornas
Vitaminas na nutrição animal
Minerais na nutrição animal
Fosfatase alcalina
Ovos - Qualidade
Solanum glaucophyllum
CNPq: Enzimologia
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Citação: SOUZA, Christiane Silva. Parâmetros fisiológicos e produtivos de codornas japonesas, em postura, suplementadas com 1,25-dihidroxivitamina-D3-glicosídeo de origem vegetal. 2016. 110f. Tese (Doutorado em Bioquímica Aplicada) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2016.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/7796
Data do documento: 29-Fev-2016
Aparece nas coleções:Bioquímica Aplicada

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdftexto completo1,15 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.