Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/7909
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributorRibeiro Júnior, José Ivo
dc.contributorMezêncio, José Mário da Silveira
dc.contributorOliveira, Maria Goreti de Almeida
dc.contributor.advisorBelém, Pacífico Antônio Diniz
dc.contributor.authorSoares Filho, Paulo Martins
dc.date.accessioned2016-06-16T10:22:50Z
dc.date.available2016-06-16T10:22:50Z
dc.date.issued2000-08-21
dc.identifier.citationSOARES FILHO, Paulo Martins. Determinações de imunoglobulinas G, inibidores de tripsina e lactoferrina em colostros de vacas mestiças holandês-zebu. 2000. 49f. Dissertação (Mestrado em Medicina Veterinária) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2000.pt-BR
dc.identifier.urihttp://www.locus.ufv.br/handle/123456789/7909
dc.description.abstractEssa pesquisa foi conduzida em seis fazendas de criação de bovinos leiteiros mestiços holandês-zebu de diferentes graus de sangue, localizadas nas microrregiões de Ponte Nova e Viçosa, Minas Gerais. Os objetivos consistiram em conhecer os níveis de IgG, inibidores de tripsina e lactoferrina encontrados em colostros dos referidos animais. Para isso, as determinações de IgG e de lactoferrina foram feitas através de imunodifusão radial simples e, no caso dos inibidores de tripsina, foi empregada técnica colorimétrica, utilizando-se o substrato sintético D-L, BApNA. Os níveis médios de IgG (154,94 mg/ml) e de inibidores de tripsina (0,9577 mg de tripsina inibida/ml) não foram influenciados pelos diferentes grupos de graus de sangue e se apresentaram muito superiores aos relatados para raças taurinas puras. A grande amplitude verificada para o intervalo de confiança envolvendo níveis médios de IgG não tem implicações práticas, já que seu limite inferior de 134 mg/ml é bastante elevado. Por outro lado, em se tratando de lactoferrina, vacas com mais de 75% de grau de sangue holandês apresentaram concentrações médias mais altas que as pertencentes aos demais grupos de grau de sangue. Para essa última característica, os valores médios verificados em cada grupo (1 a 4) foram, respectivamente, 0,65 mg/ml, 0,82 mg/ml, 1,58 mg/ml e 0,96 mg/ml, mas a alta variabilidade encontrada não permitiu obter uma estimativa média representativa, segundo os diferentes grupos estabelecidos. Concluiu-se, então, que, na maioria das vezes, não se justifica o emprego de métodos artificiais de fornecimento do colostro em se tratando de animais mestiços holandês-zebu. Em tese, bastaria que se recorresse à mamada natural assistida, nas primeiras horas de vida, para assegurar que bezerros mestiços holandês-zebu venham a receber adequadas concentrações de anticorpos colostrais necessários à transferência de imunidade passiva.pt-BR
dc.description.abstractColostrum samples from 88 crossbred holstein-zebu (HZ) dairy cows were analyzed for immunoglobulin G (IgG), trypsin inhibitor (TI) and lactoferrin (LF) concentrations. The first and the last were determined by single radial immunodifusion and TI by colorimetric procedure with D,L-BApNA chromogenic subtract of trypsin. Mean colostral levels of IgG and TI were 145,97 mg/ml and 0,9577 mg of trypsin inhibited/ml, respectively. Both were not influenced by group of crossbred HZ. Additionally, it was observed that the large confidence interval of IgG mean was not important because its low limit (134 mg/ml) is so high. Lactoferrin concentrations were affect by crossbred groups and the means were 0,65 mg/ml, 0,82 mg/ml, 1,58 mg/ml and 0,96 mg/ml for each group of cows. Crossbred cows with >75% HZ showed higher LF concentrations, although a representative general mean could not be obtained due its high variability. Considering these results, mainly IgG concentrations, it was concluded that it is not necessary an artificial method of feeding colostrum to crossbred holstein-zebu calves. Probably, the assisted natural sucking as soon after birth as possible is sufficient to get passive immune transfer.en
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superiorpt-BR
dc.language.isoporpt-BR
dc.publisherUniversidade Federal de Viçosapt-BR
dc.rightsAcesso Abertopt-BR
dc.subjectColostropt-BR
dc.subjectTransferência de imunidade passivapt-BR
dc.subjectImunidade neonatalpt-BR
dc.titleDeterminações de imunoglobulinas G, inibidores de tripsina e lactoferrina em colostros de vacas mestiças holandês-zebupt-BR
dc.titleImmunoglobulin G, trypsin inhibitor and lactoferrin concentrations in colostrum from crossbred holstein-zebu dairy cowsen
dc.typeDissertaçãopt-BR
dc.contributor.authorLatteshttp://lattes.cnpq.br/7657259805772853pt-BR
dc.subject.cnpqClínica Veterináriapt-BR
dc.degree.grantorUniversidade Federal de Viçosapt-BR
dc.degree.departmentDepartamento de Veterináriapt-BR
dc.degree.programMestre em Medicina Veterináriapt-BR
dc.degree.localViçosa - MGpt-BR
dc.degree.date2000-08-21
dc.degree.levelMestradopt-BR
Aparece nas coleções:Medicina Veterinária

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdftexto completo280,73 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.